Mejor con Salud
 

5 sinais de alerta de fígado gorduroso

O fígado gorduroso está intimamente relacionado com a obesidade, o colesterol alto e a hipertensão. Embora seja difícil de detectar, existem alguns sinais de alerta que indicam sua presença.
5 sinais de alerta de fígado gorduroso

Última atualização: 31 Outubro, 2020

Quais são os sinais de alerta de fígado gorduroso? São fáceis de identificar ou só são detectáveis ​​em testes de laboratório? Febre e dor abdominal são alguns deles?

Quando a gordura se acumula nas células do fígado, falamos de esteatose hepática, ou seja, fígado gorduroso. É uma doença que impede o fígado de desempenhar suas funções adequadamente.

O que o fígado faz?

O fígado é responsável por vários processos: produzir proteínas, regular o metabolismo das gorduras, eliminar as toxinas do sangue e controlar a quantidade de aminoácidos em geral.

Simplificando, o fígado é um órgão que ajuda a digerir os alimentos, armazenar energia e eliminar toxinas. Portanto, é essencial para o bem-estar geral.

Se ele não puder cumprir suas funções, a saúde do resto do corpo fica prejudicada e, por isso, a pessoa afetada passa a sentir diversos desconfortos, alguns deles tão comuns que podem ser confundidos com outros problemas de saúde.

Pessoas que consomem álcool em excesso com regularidade são muito propensas a desenvolver fígado gorduroso. No entanto, o alcoolismo não é o único fator de risco associado a essa doença. Outros fatores associados são:

  • Ter diabetes.
  • Estar acima do peso ou ser obeso.
  • Manter maus hábitos alimentares.
  • Estar com níveis elevados de colesterol, etc.

5 sinais de alerta de fígado gorduroso

Na maioria dos casos, a esteatose hepática é assintomática. Isso significa que, até a pessoa fazer um exame, é difícil detectá-la. Alguns exames usados ​​para diagnosticar essa doença são:

  • Exames de sangue.
  • Ecografia hepática.
  • Biópsias do fígado.

Portanto, não há um conjunto de sinais de alerta específicos para o fígado gorduroso. No entanto, alguns pacientes apresentam sintomas ou certos problemas de saúde que podem estar relacionados a essa condição. Vamos ver alguns a seguir.

1. Dor abdominal

De acordo com alguns pacientes, a dor abdominal é considerada um dos sinais de alerta de fígado gorduroso. Contudo, não se trata daquela dor que aparece isoladamente, mas de uma dor abdominal que ocorre junto com outros incômodos.

A dor se localiza no centro ou na parte superior direita do abdômen. No entanto, não tem nada a ver com uma atividade ou esforço específico. Pode aparecer depois de comer porque o estômago se expande e pressiona o fígado.

2. Inchaço abdominal

Outro dos possíveis sinais de alerta do fígado gorduroso é o inchaço abdominal, também conhecido como “ascite”. Consiste na presença de líquidos entre o peritônio visceral e parietal e geralmente é o resultado de uma doença hepática.

Os sintomas da ascite são:

  • Indigestão.
  • Distensão abdominal.
  • Dificuldade para respirar.
  • Dor na região lombar.
  • Também podem surgir edemas nos tornozelos.

3. Fadiga

Um dos possíveis sinais de alerta do fígado gorduroso é a falta de energia e a fadiga constante. Como o fígado não consegue funcionar adequadamente, o metabolismo desacelera e surge um cansaço inexplicável.

Também é possível ter problemas de concentração, confusão, entre outros sintomas.

4. Urina escura

Através da urina, podemos detectar algumas doenças. Não se esqueça que esse líquido transporta toxinas e resíduos. No caso de apresentar fígado gorduroso, a urina terá uma cor mais escura que o normal. Além disso, as fezes também podem apresentar alterações, como uma coloração mais branca ou cor de argila, e mais fedor do que o habitual.

5. Alterações na pele

Outro dos sinais de alerta do fígado gorduroso está relacionado às alterações na pele. A mudança mais significativa na pele de uma pessoa com fígado gorduroso é o aparecimento de icterícia. Essa coloração amarelada aparece na pele e nas membranas mucosas, devido ao aumento dos níveis de bilirrubina acumulada nos tecidos.

Outras alterações na pele devido ao fígado gorduroso são:

Recomendamos que você leia: 11 sinais de toxicidade no fígado

A alimentação e o fígado gorduroso

Uma vez diagnosticado o fígado gorduroso, o próximo passo é iniciar o tratamento adequado. Além dos medicamentos que o médico pode prescrever, é essencial seguir uma dieta com baixo teor de gordura.

Aqui estão algumas recomendações:

  • Reduzir a ingestão de produtos refinados: nesse grupo estão as farinhas e os açúcares brancos. Tente optar por grãos integrais e grãos inteiros.
  • Siga uma dieta mediterrânea: é uma das mais saudáveis ​​que existe, pois se baseia em muitos alimentos com baixo teor de gordura ou com gorduras saudáveis.
  • Evite o álcool: é um dos principais inimigos do fígado. Além disso, o consumo de bebidas alcoólicas em excesso pode resultar não apenas em esteatose, mas também em cirrose.
  • Não tome certos medicamentos: consulte seu médico para descobrir quais medicamentos podem ser prejudiciais se você tiver fígado gorduroso.
  • Pratique esportes: a prática regular de exercícios ajuda o sistema hepático a funcionar corretamente. É aconselhável praticar esportes pelo menos 3 dias na semana.

Lembre-se de que embora seja importante o descanso, é necessário fazer um pouco de exercício diariamente para promover o processo de recuperação e, ao mesmo tempo, promover a saúde do resto do corpo. Portanto, não descarte completamente aquela caminhada de 30-40 minutos por dia ou uma sessão de alongamento.

5 ervas para combater o fígado gorduroso naturalmente

5 ervas para combater o fígado gorduroso naturalmente

Quer saber como combater o fígado gorduroso naturalmente? Estes remédios caseiros à base de ervas podem ser de grande ajuda. Confira!