6 sinais de alerta de fígado gorduroso

14 de dezembro de 2017
O fígado gorduroso está intimamente relacionado com a obesidade, o colesterol alto e a hipertensão arterial. Embora seja difícil de detectar, existem alguns sinais de alerta.

Seu nome científico é a esteatose hepática, embora seja popularmente conhecido como fígado gorduroso. Pode ser causado pelo consumo excessivo de álcool ou por síndrome metabólica, além da diabetes ou hipertensão arterial. Conheça os principais sinais de alerta de fígado gorduroso abaixo.

O que é o fígado gorduroso?

Quando a gordura se acumula nas células do fígado, podemos sofrer de fígado gorduroso. Esta patologia está intimamente relacionada com a obesidade, o colesterol alto e a hipertensão arterial. Em muitos casos, as células se enchem de gordura e “passam” o excesso para órgãos próximos.

É importante saber que o fígado desempenha funções vitais: produz proteínas, regula o metabolismo das gorduras, elimina toxinas do sangue e controla a quantidade de aminoácidos a nível geral. Portanto, é essencial mantê-lo em boas condições.

Existem alguns fatores de risco que predispõem uma pessoa a esta doença:

  • Mulheres de meia-idade
  • Pessoas com excesso de peso
  • Pacientes diabéticos ou com colesterol elevado
  • Ter certos hábitos alimentares pouco saudáveis
  • Problemas de dependência do álcool

Sinais de alerta de fígado gorduroso

Sinais de alerta de fígado gorduroso

A má notícia é que, na maioria dos casos, a esteatose hepática é assintomática. Isso significa que, até que a pessoa faça exames, é difícil detectá-la. Há três testes usados ​​para diagnosticar esta doença:

  • Análises de sangue (para saber os níveis de transaminases)
  • As ultrassonografias (quanto mais brilhante e grande o fígado, mais comprometido está)
  • Biópsias (para saber o grau de comprometimento)

Alguns pacientes experimentam sintomas ou sofrem de certos problemas de saúde que podem estar relacionados à esteatose:

1. Dor abdominal

O desconforto ou “pontada” é experimentado na parte central ou superior direita do abdômen. Não tem nada a ver com uma atividade ou esforço pontual. Pode aparecer depois de comer porque o estômago se expande e pressiona o fígado. Esse é um dos sinais de alerta de fígado gorduroso.

 2. Inchaço abdominal

Mulher com inchaço abdominal

Ascite é a presença de fluido entre o peritôneo visceral e parietal, e é derivado da doença hepática. Os sinais desse problema são distensão abdominal, indigestão, dor na parte inferior das costas e dificuldade em respirar. O edema dos tornozelos também pode ocorrer.

3. Indigestão

Se algo que for consumido (mesmo que seja saudável ou em uma pequena quantidade) provoca problemas de estômago, náusea ou gases, pode ser devido a alguma complicação no fígado. As pessoas que têm fígado gorduroso muitas vezes vão ao médico pensando que o problema é a indigestão e, quando fazem exames, percebem que sofrem de esteatose.

4. Fadiga

Mulher sentindo cansaço e dor de cabeça

Quando o fígado não funciona corretamente, o metabolismo diminui. Isso ocorre quando qualquer órgão importante tem um problema. O corpo tenta se proteger da situação e compensa essa falta bombeando menos sangue.

Este caso particular pode levar a cansaço inexplicável, problemas de concentração, confusão, fadiga ou perda de energia. Além disso, a pessoa pode perder o interesse em atividades que costumava fazer e, em vez disso, deseja passar horas e horas dormindo.

5. Urina escura

Através da urina, podemos detectar algumas doenças ou enfermidades. Não se esqueça de que este líquido transporta toxinas e resíduos. No caso de sofrer de fígado gorduroso, o fluido será mais escuro do que o habitual e isso não mudará ao longo do dia (é normal que ele seja mais escuro pela manhã, mas depois fica mais claro).

As fezes também podem apresentar mudanças: ficarem mais claras ou com cor de argila e com mais odor do que o normal.

6. Mudanças na pele

Mulher notando mudanças na pele

A icterícia é um dos sinais de esteatose hepática. É a coloração amarelada da pele e das mucosas devido ao aumento dos níveis de bilirrubina acumulados nos tecidos. Também pode aparecer devido à destruição de eritrócitos ou a um problema na vesícula biliar.

Outras alterações na pele que funcionam como sinais de alerta de fígado gorduroso são: pescoço e axilas descoloridas, vasos sanguíneos rompidos no rosto, palmas das mãos avermelhadas ou aranhas vasculares nas costas, no peito ou nos ombros. Manchas brancas podem aparecer sob as unhas.

Dieta e fígado gorduroso

Uma vez que o fígado gorduroso tenha sido diagnosticado, o próximo passo é iniciar um tratamento adequado. Além dos medicamentos que podem ser prescritos pelo médico, é essencial seguir uma dieta pobre em gordura e fazer atividades físicas. Aqui estão algumas recomendações:

1. Reduzir a ingestão de produtos refinados

Reduzir a ingestão de produtos refinados

Neste grupo encontramos as farinha e açúcares brancos. Em vez disso opte por grãos integrais.

2. Siga a dieta mediterrânea

É uma das mais saudáveis ​​que existe, uma vez que se baseia em muitos alimentos com pouca gordura ou com gorduras saudáveis, como o azeite.

3. Evite o álcool

Evite o álcool

É um dos principais inimigos do fígado. O consumo de bebidas alcoólicas em excesso pode resultar não apenas na esteatose, mas também na cirrose.

4. Não consumir determinados medicamentos

Verifique com o seu médico para descobrir quais medicamentos podem ser prejudiciais para a sua condição. Provavelmente ele dirá para reduzir a ingestão de analgésicos, estrogênio e anti-inflamatórios, tanto quanto possível.

5. Fazer atividade física

Fazer exercícios

O exercício é um ótimo aliado para que você se sinta bem e seu fígado possa melhorar gradualmente. Você pode caminhar no parque, passear com seu cão, andar de bicicleta ou nadar. Escolha a atividade de que mais gosta e repita pelo menos três vezes por semana.

Você conhecia estes sinais de alerta de fígado gorduroso? Fique atento e, se identificá-los, consulte seu médico o quanto antes para obter um diagnóstico.

Recomendados para você