O que devemos fazer se sofrermos uma hemorragia nasal?

É muito importante não colocar a cabeça para trás. O recomendável é se sentar em uma cadeira, pressionar levemente a parte superior do septo e se inclinar para frente para que a pressão arterial diminua.
O que devemos fazer se sofrermos uma hemorragia nasal?

Última atualização: 12 Dezembro, 2021

Talvez seu nariz já tenha sangrado alguma vez. Algumas pessoas indicam que é preciso recostar a cabeça para trás, outras que é melhor tampar a narina com um pedaço de algodão e há quem diga que é o melhor é abaixar bem a cabeça. Mas então, o que devemos fazer se sofrermos uma hemorragia nasal?

Se você já se fez essa pergunta e está interessado em saber como agir, continue lendo este artigo. Vamos explicar o que fazer em caso de uma hemorragia nasal, o que se deve fazer e o que não é recomendado.

Hemorragia nasal: O que devemos saber?

Trata-se da perda de sangue do tecido protetor do nariz, e geralmente ocorre com mais frequência na mesma narina. Ele é muito comum, pois existem pequenos vasos sanguíneos nessa área que podem sangrar por quase qualquer motivo. Dependendo do caso, é claro.

Além disso, é mais frequente que o sangramento aconteça no inverno, devido a resfriados, ar frio, vírus, etc. A maioria dos sangramentos nasais ocorre na ponta do septo nasal, ou seja, no tecido que separa as duas partes do nariz.

Um estudo realizado pela Revista Cubana de Medicina Geral Integral indica que entre 10 e 12% dos pacientes atendidos em consultas de otorrinolaringologia de emergência tendem a apresentar sangramento nasal, e que existem 2 picos de incidência máxima: um entre os 15 e 25 anos, e outro entre 45 e 65 anos.

Hemorragia nasal.

Por outro lado, as hemorragias nasais podem ser provocadas por razões muito diferentes, entre as quais estão incluídas as seguintes:

  • Irritação do nariz.
  • Alergias e rinite.
  • Resfriados ou problemas de sinusite.
  • Espirros.
  • Cirurgias, golpes ou traumas.
  • Respirar ar seco ou frio.
  • Assoar ou cutucar o nariz com força.
  • Feridas ou lesões no nariz e também objetos presos nele.
  • Desvio de septo.
  • Uso excessivo de sprays descongestionantes ou irritantes químicos.

É necessário ter um cuidado especial e prestar atenção ao número de vezes que o nariz sangra, pois esse pode ser um sintoma de outra doença. Por exemplo:

  • Hipertensão arterial.
  • Distúrbio hemorrágico.
  • Tumor no nariz ou seios paranasais.
  • Reação a certos medicamentos

O que fazer se sofrermos uma hemorragia nasal?

Lembre-se destas dicas que você pode seguir quando tiver um sangramento nasal ou caso isso acontecer com uma pessoa ao seu redor:

Manter a posição vertical

Mantenha a posição vertical da cabeça.

Não coloque a cabeça para trás e não se deite. O ideal é se sentar em uma cadeira e inclinar o corpo ligeiramente para a frente para que a pressão arterial no nariz diminua. Isso interrompe o sangramento mais rápido.

Apertar o nariz

Se sofrermos um sangramento nasal, devemos aplicar um pouco de pressão na parte superior do nariz para estancar o sangramento. O organismo se encarregará, nesse momento, de formar uma crosta na abertura. Respire com calma pela boca e mantenha essa postura por 10 minutos e veja se o sangramento continua.

Não cutucar

Muitas pessoas cometem o grave erro de enfiar os dedos, um pedaço de algodão ou um cotonete na narina que acabou de sangrar para “remover” o que esteja acumulado. O problema é que podemos reabrir o machucado onde ocorreu o sangramento ou até mesmo danificar outro vaso sanguíneo.

Por outro lado, é aconselhável não tampar o nariz com uma gaze ou algodão. Recomenda-se respirar pela boca pelo menos algumas horas após o sangramento parar.

Cauterizar

Obviamente, isso só deve ser feito por um profissional. Essa é uma boa solução para quem sofre de hemorragias nasais frequentes e é sempre o mesmo vaso que se rompe.

Nesse caso, podem ser aplicados diferentes mecanismos, desde laser até nitrato de prata. É sempre o médico quem determina a eficácia ou possibilidade de realização desse tratamento.

Ligue para a emergência

É muito importante consultar um médico de emergência em determinadas situações. Estas são algumas delas:

  • O sangramento não para após 20 minutos.
  • O nariz sangra devido a uma pancada ou lesão na cabeça.
  • O nariz está quebrado por uma pancada ou lesão.
  • Essa hemorragia ocorre com muita frequência.
  • Os sangramentos não estão relacionados a uma irritação ou resfriado.

Perguntas e respostas úteis

Quando sofremos uma hemorragia nasal, principalmente se isso acontece com uma certa frequência, é natural que surjam dúvidas. Estas são algumas perguntas, com as respectivas respostas, no que diz respeito às hemorragias nasais.

Quanto tempo dura uma hemorragia nasal?

A duração “normal”, por assim dizer, do sangramento pelos capilares do septo é entre 7 e 15 minutos. Durante este período é formado o coágulo que impede o sangue de sair do vaso danificado.

A aspirina pode provocar sangramento nasal?

Aspirina.

Sim, porque elas reduzem a capacidade das plaquetas sanguíneas de formarem coágulos. É comum ouvir dizer que a aspirina “liquefaz” o sangue e é mais ou menos isso o que acontece.

Não é que o sangue se torna mais líquido, mas ele deixa de ser capaz de criar um tampão natural que evita sangramentos mais graves. Se o seu nariz começar a sangrar porque você está tomando este medicamento, consulte o seu médico.

Os sangramentos podem ser evitados?

Se sofrermos uma hemorragia nasal, e após o episódio passar, é aconselhável tomar alguns cuidados:

  • Evitar ficar no sol ou perto de outras fontes de calor.
  • Não consumir alimentos muito quentes.
  • Não arranhar, cutucar, tocar ou assoar o nariz.
  • Evitar esforços físicos, como levantar objetos pesados.
  • Evitar o consumo de certas substâncias.
  • Tratar alergias, resfriados ou gripes (se for o caso).

Que exames o médico realiza em uma pessoa com sangramentos frequentes?

Paciente em consulta médica.

O profissional pode solicitar vários exames ao paciente. Os mais comuns são os seguintes:

  • Endoscopia nasal (uso de câmera para examinar o nariz).
  • Hemograma completo (quantidade de glóbulos vermelhos e brancos, hemoglobina, hematócritos, etc.).
  • Tomografia axial computadorizada (TAC) do nariz e seios paranasais.
  • Medição do tempo parcial de tromboplastina (quanto tempo leva para o sangue coagular).
  • Controle da pressão arterial.

Não é preciso se alarmar se sofrermos uma hemorragia nasal de forma isolada. Mas são necessárias algumas medidas para reduzir o sangramento. É muito importante identificar as causas se isso acontecer novamente depois de um curto período de tempo.

Pode interessar a você...
Hemorragia digestiva: sintomas, causas e tratamento
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Hemorragia digestiva: sintomas, causas e tratamento

A hemorragia digestiva pode ter diferentes gatilhos. É importante identificar a sua causa para escolher o melhor tratamento.