O peegasm, o orgasmo que pode prejudicar a bexiga

11 de junho de 2019
Há muitas formas de desfrutar do prazer sexual. Uma maneira tão estranha quanto perigosa de chegar ao orgasmo é essa nova tendência chamada de peegasm.

Uma nova e perigosa moda na sexualidade feminina é o peegasm. Talvez o termo seja novo para você ou talvez já o conheça. De qualquer maneira é recomendável que você saiba tudo o que essa moda bizarra esconde. Essa tendência consiste em aguentar o máximo possível a vontade de fazer xixi para conseguir um orgasmo ao ir ao banheiro.

Esta tendência viralizou recentemente nas redes sociais. Começou quando um usuário da rede social Reddit lançou a questão. As respostas chegaram em seguida e muitas mulheres confirmaram, outras explicaram que sentiam alívio enquanto que outras consideravam essa “técnica” como uma experiência incômoda e dolorosa.

Alguns homens também responderam, apesar de que no seu caso a minoria assegurou sentir prazer.

O que há detrás do peegasm?

O peegasm e o prazer sexual

Para muitas mulheres, aguentar a micção pode provocar um estímulo nas zonas erógenas e causar excitação sexual.

O peegasm não é uma reação anormal do corpo, segundo explica Patricia Geraghty, especialista em saúde feminina. “Quando os rins se enchem demasiado exercem pressão sobre todos os órgãos que estão ao redor, incluindo o clitóris. Ao urinar essa pressão é eliminada e a reação é parecida à de um orgasmo”

Outra teoria explica que ao reter a urina todos os músculos em volta da uretra ficam tensos, quando se relaxam, a sensação de alívio pode ser mais intensa devido a que a uretra é uma zona erógena, de acordo com o que explica a terapeuta sexual Janet Brito, do Centro de Saúde Sexual e Reprodutiva do Havaí.

Isso também pode interessar você: 5 posições sexuais mais prazerosas para as mulheres

Quais são os perigos do peegasm?

Apesar de que não se pode considerar como uma disfunção, não quer dizer que seja saudável. Pelo contrário, os riscos são vários e frequentes naqueles que praticam o peegasm, seja intencionalmente ou por acidente.

Infecções nos rins

Infecção renal ocasionada pelo peegasm

A urina concentrada possui alto risco de provocar infecções no aparelho urinário.

Quando atrasamos a micção, a esterilização natural do aparelho urinário se detém e as bactérias ficam retidas. Essas bactérias podem chegar aos rins. Isso ocasiona infecções renais. Também pode contaminar-se o trato urinário.

O peegasm e a incontinência urinária

Os músculos renais se expandem mais do que o normal ao encher-se excessivamente de líquido. Quando isso acontece pode perder a sua força e assim, a sua capacidade de contração para regular a saída da urina.

Micção frequente

A pressão exercida sobre os nervos ao longo da uretra e da bexiga pode alterar sua função e torná-los mais sensíveis. Quando isso ocorre, reagem ante qualquer estímulo por menor que seja. Isso provoca a vontade frequente de ir ao banheiro mesmo que seja por poucas gotas de xixi.

Inflamação da próstata pelo peegasm

No caso dos homens, as infecções renais e do trato urinário podem causar uma inflamação prostática crônica.

Lesões de bexiga e de uretra

Apesar de que não são muito frequentes, o excesso de pressão pode ocasionar lacerações na bexiga e na uretra. Isto produz uma fuga de urina ao abdômen e provoca uma infecção. O risco disso é maior se no momento da retenção da urina houver um movimento brusco ou se o abdômen for golpeado.

Formas mais seguras de desfrutar o sexo

A masturbação e o prazer sexual

Para evitar condutas de risco, a masturbação e outras técnicas podem ser usadas para favorecer a excitação sexual.

Se você desfruta de um orgasmo especial ao reter urina, provavelmente a pressão esteja estimulando os nervos mais sensíveis de seus órgãos sexuais. Talvez estes nervos não sejam atingidos durante uma relação sexual normal.

Você pode tentar outras formas de estímulo de todos os nervos, encontrando assim, formas mais saudáveis de desfrutar o sexo. Tente a masturbação tocando diferentes zonas de seus genitais, especialmente fazendo pressão na parte superior.

É possível também buscar estímulos externos, sejam físicos, visuais ou sonoros que provoquem maior excitação e, portanto, maior sensibilidade dos nervos.

Se você já tentou outros métodos e não conseguiu a mesma satisfação, então também pode consultar um especialista. Um profissional pode ajudar a que você encontre soluções seguras.

Se você chega ao orgasmo de forma normal com seu parceiro ou através da masturbação e somente pratica o peegasm por diversão ou curiosidade, é melhor não colocar sua saúde em risco e desfrutar do sexo de maneira mais natural.

Então, você conhecia essa técnica? Achou este artigo interessante? Sendo assim, continue com a gente porque temos mais informações que podem te interessar.