O assoalho pélvico masculino

08 Fevereiro, 2020
A boa saúde sexual masculina, prostática e urinária dependem em grande parte das boas condições do assoalho pélvico. Isso geralmente enfraquece com a idade, por isso é importante aplicar medidas de prevenção e cuidados nessa área do corpo.
 

O assoalho pélvico masculino é um tópico pouco discutido, pois é considerado erroneamente uma área sem importância nos homens. De fato, existem muitos homens que nem sequer identificam corretamente essa área do corpo ou não sabem que ela existe.

É muito importante trabalhar o assoalho pélvico masculino para evitar problemas como incontinência urinária ou dificuldades de ereção. Algumas dessas anomalias começam a aparecer por volta dos trinta anos e geralmente se tornam mais graves a partir dos cinquenta.

Quando o assoalho pélvico masculino é trabalhado adequadamente, são evitados os problemas da próstata que geralmente aparecem com a idade. Da mesma forma, contribui para que todos os processos associados à sexualidade funcionem normalmente e até sejam potencializados.

O que é o assoalho pélvico masculino

É importante cuidar o assoalho pélvico masculino

O assoalho pélvico masculino está localizado na parte inferior da pelve e funciona como uma espécie de “fechamento” da área onde as vísceras se encontram, ou seja, o compartimento abdômen-pélvico. Para que seja mais gráfico, corresponde à área em que o corpo do homem se apoia quando ele está sentado.

 

Essa área vai do osso púbico, que está acima da base do pênis, ao cóccix, que é a parte final da coluna vertebral. Lateralmente, é o espaço entre os ísquios ou os dois ossos que estão nas laterais no momento em que se senta.

No assoalho pélvico masculino existem nervos, músculos, vasos sanguíneos, ligamentos e fáscias. Os músculos desta área cumprem funções de:

  • Controle
  • Suporte
  • Contração.

Leia também: Infecções do trato urinário (ITU): sintomas e causas

Funções

No assoalho pélvico, há um conjunto de músculos que desempenham várias funções. A mais importante delas é controlar a continência urinária e anal. Isto significa que, graças a alguns músculos nesta área, é possível esvaziar a bexiga e o intestino de maneira adequada.

Da mesma forma, o assoalho pélvico masculino serve de suporte para a bexiga e o reto, que são os órgãos pélvicos. Além disso, os músculos desta área desempenham um papel importante na ereção e na ejaculação, sendo fundamentais na função sexual.

O assoalho pélvico pode ser enfraquecido por fatores como idade e excesso ou falta de exercício. Da mesma forma, isso pode ser resultado de doenças neurológicas, infecções contínuas da próstata ou uretra, cirurgia para remover tumores ou radioterapia.

A fraqueza nessa área, por sua vez, resulta em problemas urinários ou de próstata. Também pode afetar significativamente a função sexual, levando a:

  • Disfunção erétil
  • Ejaculação precoce
  • Síndrome da dor pélvica crônica.

Mais informações? Então leia: Remédios naturais para os problemas da próstata

 

Localização do assoalho pélvico masculino

Fisiologia masculina

É muito importante que os homens aprendam a identificar o assoalho pélvico em seu próprio corpo e não apenas em um gráfico de anatomia. Portanto, para conseguir isso, existem quatro truques geralmente muito eficazes. São os seguintes:

  • Deter o fluxo de urina. Simplesmente consiste em interromper o esvaziamento da bexiga para localizar e sentir os músculos do assoalho pélvico. Não é recomendável fazer esse exercício mais de uma vez por semana.
  • Conter um gás. É um exercício semelhante ao anterior, mas, neste caso, o objetivo é reter um gás. Isso requer a contração do anel muscular do ânus. Esse orifício retrai e se eleva ao interior do corpo, exatamente na área do assoalho pélvico.
  • Observar-se no espelho. É bom tentar contrair o assoalho pélvico na frente de um espelho. Se feito corretamente, o pênis se retrai e o escroto sobe acentuadamente.
  • Contração pós-micção. Ao final do esvaziamento da bexiga, é bom tentar contrair o assoalho pélvico. Se feito corretamente, será possível expulsar a urina restante que poderia ter permanecido na bexiga. Aliás, isso também ajuda a controlar o gotejamento pós-micção.
 

Outros dados de interesse

É necessário portanto, prestar atenção a esta área do corpo e adotar medidas de higiene do assoalho pélvico. O fundamental é evitar que essa área enfraqueça e cause os problemas já descritos.

Os exercícios de Kegel são altamente recomendados para fortalecer o assoalho pélvico masculino. Aliás, são muito simples e totalmente recomendados para homens com mais de trinta anos. Por outro lado, também é conveniente evitar a obesidade, tomar precauções para levantar pesos e controlar a prisão de ventre.

 

del Carmen, M. C. D. J., Torres, M., & Bolaños, O. (2015). Disfunciones sexuales y disfunciones del suelo pélvico.¿ Problemas de salud relacionados?. Revista Sexología y Sociedad, 21(2), 224-233.