Após namoro de adolescência, casal se reencontra 40 anos depois e decide se casar

O que era para ser um namoro de adolescência se tornou a prova de que o amor verdadeiro supera tudo!
Após namoro de adolescência, casal se reencontra 40 anos depois e decide se casar

Última atualização: 01 junho, 2022

Muitas pessoas não acreditam na existência de um amor para toda a vida e dizem que isso é coisa de filme. No entanto, às vezes a arte imita a vida, como é o caso da história de Maria das Graças e Murilo Bastos. Os dois viveram um namoro de adolescência e, depois terem passado 40 anos longe um do outro, ao se reencontrarem perceberam que esse era um amor verdadeiro.

O casamento tão esperado aconteceu em 2016, mesmo ano do reencontro.

Infelizmente, após 3 anos de muito amor Murilo faleceu, aos 66 anos de idade. Mesmo que essa história de amor tenha tido um final triste, Maria guarda boas lembranças e ensinamentos, e decidiu eternizar sua história em um livro.

O namoro de adolescência que se tornou um sentimento para a vida toda

De acordo com informações obtidas no portal de notícias G1, o nome da obra é Foi possível, sim, e conta como o casal se conheceu no Ceará ainda crianças e rapidamente se tornaram amigos. Com o passar dos anos, a relação evoluiu para um namoro, que durou 8 anos. O casal apaixonado enfrentou muitos problemas ao longo de sua história, pois eles precisaram lidar com a diferença social entre suas famílias e com o preconceito racial.

O relacionamento acabou quando Murilo se mudou para o Rio de Janeiro, pois queria trabalhar no Teatro Brasileiro. Depois de quase 40 anos da despedida, os dois se reencontraram em 2016 através das redes sociais. Graça, como ela é conhecida, já tinha sido casada, tendo duas filhas e dois netos.

Graça contou que os dois passaram mais ou menos 3 meses conversando pela internet, como amigos. No entanto, ela não perdia nenhuma oportunidade de dizer a Murilo que o amava.

O encontro tão esperado aconteceu ainda em 2016, quando Graça soube que Murilo estava em fortaleza e os dois marcaram de se encontrar. Eles foram para o Teatro Carlos Câmara e viajaram juntos para a cidade de Uruburetama, no interior do Ceará. Depois disso, Murilo precisou voltar para o Rio.

Menos de uma semana após o reencontro, Murilo pediu Graça em namoro e depois de 3 dias eles estavam noivos. O casamento aconteceu em junho de 2016, no Rio de Janeiro. Finalmente, os dois poderiam viver sua história de amor.

Em 2018, ambos voltaram para Fortaleza, pois o primeiro neto de Graça estava prestes a nascer. Eles decidiram ficar na cidade, pois Murilo estava com problemas no coração. Ele chegou a fazer uma cirurgia que visava melhorar seu quadro, mas depois de 7 meses um infarto fulminante provocou o seu falecimento.

Além disso, ele era portador do vírus HIV. Graça afirma que viveu uma linda história de amor, que superou preconceitos, a distância e até a doença de Murilo. Ela disse que nunca imaginou viver um amor tão profundo e que a preenchia de tantas formas.

Mesmo que o casamento tenha durado apenas 3 anos devido à morte de Murilo, Graça sente apenas gratidão por ter experimentado uma relação tão feliz e cheia de amor, mesmo que tão curta.

Ela conta que os dois se sentiam muito amados e reconheciam a sorte que tinham em viver algo tão bonito. O plano era que os dois continuassem juntos e morressem bem velhinhos, mas infelizmente Graça se viu sem o seu grande amor.

Para ela, isso ainda é muito difícil de aceitar, mas ela afirma que encontra consolo em sua crença de que um dia os dois se reencontrarão mais uma vez no céu, assim como aconteceu aqui na Terra.

Pode interessar a você...
Amor além da vida: vovô visita sua falecida esposa no cemitério por anos
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Amor além da vida: vovô visita sua falecida esposa no cemitério por anos

Conheça a história de um idoso que passa horas no cemitério visitando um amor além da vida. Veja a importante lição que ele ensina.