Mitos e verdades sobre a transmissão do HIV

A infecção pelo HIV é uma das doenças mais temidas. Isso levou a vários mitos sobre sua transmissão. Leia mais para se informar sobre isso.
Mitos e verdades sobre a transmissão do HIV

Última atualização: 20 Janeiro, 2021

A infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) é uma doença que ceifou a vida de milhões de pessoas; por isso, muitos o temem. Esse medo levou ao surgimento de vários mitos e verdades sobre a transmissão do HIV.

Para entrar um pouco mais no contexto, o vírus em questão ataca o sistema imunológico do hospedeiro e o impede de fazer seu trabalho corretamente. Portanto, as pessoas infectadas ficam mais propensas a várias doenças, infecções e complicações.

5 mitos e verdades sobre a transmissão do HIV

O vírus da imunodeficiência humana (HIV) é uma das patologias mais estudadas atualmente. Embora ainda não haja cura, vários avanços foram feitos nesse sentido. Ao longo dos anos, novos modos de transmissão do HIV foram descobertos, e também formas inovadoras de evitá-los.

Mas, apesar dos diversos estudos e avanços realizados, o desconhecimento sobre a doença continua prevalecendo. Consequentemente, há quem acredite que alguns mitos sobre a transmissão do HIV são verdades absolutas. Quais são os mais comuns? A seguir, nós os esclareceremos.

1. O HIV pode ser transmitido pelo contato com uma pessoa infectada

Este é um dos mitos mais comuns sobre a doença e, infelizmente, um dos que mais afetam quem sofre com ela. Na verdade, estudos mostram que entre 57% e 77% das mulheres com a doença sofreram discriminação.

No entanto, esta ideia está muito longe da realidade. As bibliografias esclarecem que existem apenas 5 mecanismos de transmissão. Estes são os seguintes:

  • Contato sexual sem preservativo.
  • De mãe para filho.
  • Transfusões de sangue ou transplantes de órgãos.
  • Uso compartilhado de agulhas ou seringas.
  • Risco biológico de acidentes de trabalho.

Assim, é impossível que o vírus seja transmitido abraçando, tocando ou compartilhando itens de higiene pessoal com uma pessoa infectada. Na verdade, é possível beijar uma pessoa portadora do vírus sem correr riscos, pois a saliva não é patogênica. O risco existe se houver feridas ou sangramento nas gengivas ou na boca. Nesse caso, você deve ter cuidado.

Mitos e verdades sobre a transmissão do HIV
O vírus HIV não se espalha pelo simples contato com uma pessoa infectada. Portanto, a discriminação em relação a esses pacientes é injustificada.

2. O HIV é transmitido apenas por homossexuais

Sem dúvida, este é um dos mitos mais curiosos sobre a transmissão do HIV, já que há mais de 30 anos esta era considerada uma das verdades irrefutáveis ​​da doença. Quando o vírus foi descoberto no início dos anos 1980, acreditava-se que ele era exclusivo dos homossexuais.

Com o passar dos anos, foi determinado que tanto homens quanto mulheres heterossexuais também podiam ser portadores do vírus. Já foi relatado que em lugares como África, Caribe e América do Sul, a transmissão sexual é a principal via de transmissão entre pessoas heterossexuais.

Embora na Europa e nos Estados Unidos a transmissão sexual seja maior entre homens homossexuais ou bissexuais, ela não se limita a esse grupo de pessoas.

3. Toda mãe transmitirá o vírus ao seu filho

O fato de mães infectadas transmitirem o vírus a seus filhos é outro mito que precisa ser esclarecido. Embora seja verdade que o contágio de mãe para filho seja comprovado pela ciência, também é verdade que existem métodos de prevenção.

É possível que a infecção de mãe para feto ocorra durante os estágios pré-natal, perinatal e pós-natal. Ainda assim, ela pode ser evitada com a combinação de uma dieta saudável e tratamento antirretrovial antes do parto. Na verdade, várias técnicas foram aperfeiçoadas para diminuir a transmissão vertical abaixo de 1%.

Com todas essas medidas, a criança vai nascer e crescer saudável. Além disso, com o controle adequado, as mulheres têm a possibilidade de ter uma família saudável, mesmo sendo portadoras do vírus.

4. O vírus não é transmitido pelo sexo oral

Como já discutimos, o vírus não é encontrado na saliva. Por conta disso, muitas pessoas acreditam no mito de que ela não é transmitida pelo sexo oral. Grande erro! Embora seja difícil de ocorrer, a infecção por meio do sexo oral é possível.

A saliva não contém o vírus, mas os fluidos vaginais, sêmen e fluido pré-seminal têm uma carga viral elevada. Portanto, durante o sexo oral é possível que ocorra a transmissão, principalmente se houver feridas na cavidade oral.

Vírus do HIV
Embora a saliva não carregue o vírus HIV, os fluidos vaginais e o sêmen sim. Portanto, existe o risco de infecção durante o sexo oral.

5. O HIV pode ser transmitido pela picada de um mosquito

Os mosquitos transmitem o HIV? Atualmente, várias espécies de mosquitos, como o Aedes aegypti, transmitem diversos patógenos. Doenças como dengue e malária são causadas por essa via. Portanto, há quem acredite que o HIV também pode se espalhar dessa forma.

No entanto, os mosquitos não podem transmitir o vírus. Mesmo se ingerirem o sangue de um paciente doente, o vírus não consegue se multiplicar e sobreviver dentro dele.

A informação é a chave para desvendar os mitos sobre a transmissão do HIV

Os avanços no tratamento do HIV estão em andamento. Mesmo assim, existem mitos sobre a doença que ainda são comuns na população. Portanto, se houver dúvidas sobre isso, é melhor buscar informações em fontes profissionais.

Médicos e entidades de saúde podem ajudar a resolver as preocupações que surgem diante de um diagnóstico positivo. Além disso, eles também podem orientá-lo quanto às opções de tratamento.

Pode interessar a você...
A vacina contra o HIV / AIDS estará prestes a ser testada em milhares de pessoas
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
A vacina contra o HIV / AIDS estará prestes a ser testada em milhares de pessoas

Embora ainda esteja na fase de teste, esta vacina contra o HIV / AIDS pode ser um grande passo para evitar que esta doença seja sinônimo de morte



  • German Advisory Committee Blood (Arbeitskreis Blut), Subgroup ‘Assessment of Pathogens Transmissible by Blood’. Human Immunodeficiency Virus (HIV). Transfus Med Hemother. 2016;43(3):203-222. doi:10.1159/000445852
  • Waymack JR, Sundareshan V. Acquired Immune Deficiency Syndrome (AIDS) [Updated 2020 Jun 24]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2020 Jan-. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK537293/
  • Justiz Vaillant AA, Gulick PG. HIV Disease. [Updated 2020 Jul 21]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2020 Jan-. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK534860/
  • Huynh K, Gulick PG. HIV Prevention. [Updated 2020 Jul 20]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2020 Jan-. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK470281/
  • Azkune H, Ibarguren M, Camino X, Iribarren J. Prevención de la transmisión del VIH (vertical, ocupacional y no ocupacional). Enfermedades Infecciosas y Microbiología Clínica. 2011;29(8):615-625.
  • Sanchez Álvarez C, Acevedo Mejía J, González Vélez M. Factores de riesgo y métodos de transmisión de la infección por el Virus de la Inmunodeficiencia Humana. Revista CES Salud Pública. 2012;3(1):28-37.
  • Gilbart VL, Mercer CH, Dougan S, et al. Factors associated with heterosexual transmission of HIV to individuals without a major risk within England, Wales, and Northern Ireland: a comparison with national probability surveys. Sex Transm Infect. 2006;82(1):15-20. doi:10.1136/sti.2004.014191
  • Ayora-Talavera G, Manrique-Saide PC. ¿Pueden los mosquitos transmitir el virus de la inmunodeficiencia humana?. Rev Biomed. 2001;12(2):130-136.
  • Kassa GM. Mother-to-child transmission of HIV infection and its associated factors in Ethiopia: a systematic review and meta-analysis. BMC Infect Dis. 2018;18(1):216. Published 2018 May 10. doi:10.1186/s12879-018-3126-5
  • Wood LF, Chahroudi A, Chen HL, Jaspan HB, Sodora DL. The oral mucosa immune environment and oral transmission of HIV/SIV. Immunol Rev. 2013;254(1):34-53. doi:10.1111/imr.12078
  • Iqbal MM. Can we get AIDS from mosquito bites?. J La State Med Soc. 1999;151(8):429-433.
  • Bailey H, Zash R, Rasi V, Thorne C. HIV treatment in pregnancy. Lancet HIV. 2018;5(8):e457-e467. doi:10.1016/S2352-3018(18)30059-6