Manchas vermelhas nos olhos: tudo que você precisa saber

Embora as manchas nos olhos causem preocupação e medo nas pessoas afetadas, na maioria das vezes elas estão relacionadas a processos benignos que não colocam a saúde em risco. Elas quase sempre desaparecem por conta própria com o passar dos dias.
Manchas vermelhas nos olhos: tudo que você precisa saber

Última atualização: 03 Julho, 2021

As manchas vermelhas nos olhos também são conhecidas como derrame ocular, hemorragia subconjuntival ou hiposfagma. Elas ocorrem quando há o rompimento de alguns capilares ou vasos sanguíneos em uma área do olho chamada conjuntiva.

As manchas vermelhas nos olhos têm essa aparência porque o sangue fica alojado entre duas áreas da conjuntiva: a esclera e a bulbar. Embora a sua aparência certamente possa impressionar, o mais comum é que elas não representem um problema sério de saúde.

Em geral, as manchas vermelhas nos olhos aparecem sem nenhum traumatismo ou lesão. Em quase todos os casos, as pessoas percebem a sua presença quando se olham no espelho, pois é muito raro que causem dor ou dificuldade para enxergar.

As manchas vermelhas nos olhos

Manchas vermelhas nos olhos

As manchas vermelhas são sangramentos que aparecem na parte branca dos olhos. Elas têm uma cor vibrante e podem ser vistas a olho nu. Conforme já foi observado, elas correspondem à ruptura de vasos ou capilares. O sangue não sai do olho porque permanece alojado entre duas áreas da conjuntiva.

Embora este sintoma possa nos alarmar por causa da sua aparência, a princípio ele não é um sinal de algo grave. Estas quase sempre são lesões temporárias que, na maioria dos casos, não levam mais de uma semana para desaparecer. Elas não devem ser um motivo para consultar um especialista, a menos que ocorram com muita frequência.

O mais comum é que as manchas vermelhas nos olhos não sejam acompanhadas por quaisquer outros sintomas. Só justificam uma visita ao oftalmologista se houver sinais de sangramento externo, vestígios de sangue na íris, dor constante, visão turva, sensibilidade à luz ou o aparecimento de uma protuberância no olho. Nesses casos, pode se tratar de um derrame ocular na córnea que requer atendimento imediato.

A conjuntiva

Ardência nos olhos

Para compreender melhor este sintoma, é necessário conhecermos alguns detalhes sobre a conjuntiva. Trata-se de uma membrana muito fina, elástica e transparente que reveste a parte branca do olho, chamada de esclerótica ou esclera. Também reveste a face interna das pálpebras.

A conjuntiva desempenha um papel importante na defesa e na proteção dos olhos. Em termos gerais, constitui uma barreira protetora contra possíveis infecções. Além disso, a conjuntiva também é essencial para fornecer a lubrificação necessária à córnea.

Na conjuntiva, existe um grande número de vasos sanguíneos. Eles podem se romper eventualmente e causar um pequeno sangramento que penetra na parte branca do olho ou esclera. Quando a quantidade de sangue atinge um determinado volume, aparecem as manchas vermelhas nos olhos.

Por que as manchas vermelhas nos olhos ocorrem?

O sangramento ocular ocorre por diversos motivos. Na maioria dos casos, está relacionado a uma ou mais das seguintes causas:

  • Aumentos repentinos da pressão sanguínea: ocorrem por causa de espirros ou de uma tosse muito forte que leva à ruptura dos capilares.
  • Traumatismos no olho: às vezes um pequeno traumatismo, ou simplesmente o ato de esfregar os olhos vigorosamente, causa pequenos derramamentos de sangue nessa área.
  • Alguns medicamentos: alguns medicamentos podem causar distúrbios da coagulação do sangue e influenciar o aparecimento de manchas vermelhas nos olhos.
  • Doenças concomitantes: apenas em uma minoria dos casos este tipo de hemorragia é provocado por hipertensão arterial ou diabetes mellitus.

É improvável que a hemorragia subconjuntival chegue a comprometer a saúde ocular ou seja um sintoma de uma doença grave. Na maioria das vezes, a própria esclera reabsorve o sangue em um período não superior a 10 dias. Por esse motivo, não existem tratamentos padronizados para tratar essa condição.

Controlar a hipertensão

Você pode se interessar: Como detectar a toxoplasmose ocular?

Outros dados a considerar

Geralmente, as manchas vermelhas nos olhos têm uma coloração bem intensa e vibrante no início. Com o passar dos dias, o tom escurece e se intensifica. Então, aos poucos, elas vão desbotando, até desaparecerem completamente.

É normal que o olho apresente uma coloração amarelada ao final desse processo. O mais aconselhável durante este período é não dormir apoiado na parte esquerda do corpo e evitar o consumo de tabaco e de álcool. A pessoa não deve se automedicar em nenhum caso.

Também não é aconselhável esfregar os olhos durante este processo, pois isso pode aumentar o sangramento. Se a lesão benigna tiver sido causada por um traumatismo, é necessário consultar o médico para determinar a sua extensão e as suas consequências.

Pode interessar a você...
Conselhos para manter uma boa higiene ocular
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Conselhos para manter uma boa higiene ocular

A higiene ocular é um conceito médico que vai muito além de uma limpeza correta dos olhos. Saiba mais detalhes neste artigo.



  • Barriga, P. T. (2003). La hemorragia subconjuntival como predictor de hipertensión arterial sistémica reactiva. Médica Sur, 10(4), 157-159.
  • Caño, J. G., Justribó, M. T., & Bareche, J. O. (2007). Hemorragia subconjuntival. FMC Formacion Medica Continuada En Atencion Primaria. https://doi.org/10.1016/S1134-2072(07)71539-6
  • Díaz Menéndez, M., & Malmierca Corral, E. (2010). Hemorragia subconjuntival bilateral en un niño guineano de 5 años. Medicina Clinica. https://doi.org/10.1016/j.medcli.2009.04.036