O que é a leptospirose?

17 Novembro, 2020
As doenças zoonóticas são aquelas transmitidas de animais para humanos. Entre elas, a leptospirose é a patologia mais difundida no mundo. O que é? Quais são seus sintomas? Descubra a seguir!

A leptospirose é uma doença zoonótica que se desenvolve devido à infecção por uma bactéria chamada leptospira. De acordo com informações publicadas pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), cerca de 500 mil casos da doença ocorrem por ano em todo o mundo.

A transmissão humano-humano é rara; em geral, a infecção ocorre quando há contato com a urina de animais infectados, ou com ambientes contaminados com ela. Para saber mais sobre o tema, continue lendo este artigo.

Conhecendo o patógeno que causa a leptospirose

Em primeiro lugar, como de costume, é aconselhável conhecer o microrganismo que causa essa doença. A bactéria em questão é a leptospira interrogada ordem dos Spirochaetales.

Devido à sua forma alongada, torcida e com uma espécie de gancho em ambas as extremidades, pode dar a percepção errada de que é um verme microscópico.

No entanto, eles são organismos procarióticos, ou seja, têm apenas uma célula, então sua complexidade estrutural é menor que a de qualquer anelídeo.

Análise de bactérias
A bactéria conhecida como leptospira interrogans é a causa da leptospirose.

Um ciclo biológico complexo

As bactérias leptospiras têm como principais reservatórios os mamíferos selvagens, como castores, raposas e guaxinins. A transmissão é simples, pois basta o contato de uma ferida ou membrana mucosa com a urina do animal infectado.

Pode parecer complexo entrar em contato com isso, mas em países tropicais, os ratos podem infectar animais domésticos, e estes, por sua vez, pessoas.

Assim, o ser humano seria um hospedeiro acidental das bactérias parasitas em questão; não está dentro do seu ciclo de vida, mas desencadeia um quadro clínico.

Para saber mais: Diferenças entre vírus e bactérias

Como a leptospirose se origina?

Há uma grande chance de alguém contrair a leptospirose em áreas infectadas, pois ela é transmitida através da urina e pode permanecer ativa na água ou no solo por mais de quatro semanas.

De acordo com informações da Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA, as pessoas podem contraí-la devido ao contato com a água ou com o solo sujo com a urina contaminada. Há também riscos de contato direto com animais infectados.

Uma vez que a bactéria entra no organismo através de áreas mucosas ou feridas superficiaismultiplica-se transitoriamente em várias partes do corpo, até que se instala definitivamente nos rins e no fígado.

Quadro clínico

O período de incubação geralmente é de uma semana a 12 dias, e nesta primeira fase são observados sintomas semelhantes aos do resfriado comum. Dependendo da gravidade e sorotipo das bactérias, a doença pode se prolongar ao longo do tempo com sintomas mais graves. Eles podem incluir os seguintes:

  • Rigidez da nuca.
  • Insuficiência renal.
  • Icterícia.
  • Dificuldade para respirar.

A doença dura de alguns dias a semanas, de acordo com a gravidade de cada caso. Felizmente, para a paz de espírito de todos, a maioria dos pacientes diagnosticados não ultrapassa a primeira fase; eles têm um leve desconforto ou são assintomáticos.

Mais uma vez, pessoas com o sistema imunológico enfraquecido, idosos ou com patologias associadas são mais vulneráveis à doença, pois permitem uma maior reprodução bacteriana no seu interior, dificultando a eliminação.

Com todos os dados que vimos, é natural pensar em quais grupos são mais propensos a contrair a doença: comunidades de baixa renda sem acesso à água potável.

  • Um ato tão simples quanto um mamífero selvagem infectado urinando em um poço é motivo suficiente para causar uma endemia (episódios de doenças localizadas em pequenas áreas) por leptospirose.
  • As inundações também promovem a expansão dessa bactéria, pois pode aumentar o contato da corrente de água com os solos contaminados.
Mulher jovem doente
Em sua primeira fase, a leptospirose tem sintomas semelhantes aos do resfriado comum.

Você também pode estar interessado: É possível pegar germes em um banheiro público?

Temos que nos preocupar com essa doença?

Não em princípio. Embora seja verdade que esta é a doença zoonótica mais comum no mundo, e ocorre tanto em países desenvolvidos quanto em desenvolvimento, sua incidência é maior em áreas tropicais com baixo controle sobre os recursos hídricos.

Pessoas que trabalham com animais silvestres, agricultores, entre outros, são grupos de risco. No entanto, com uma série de precauções, você não será afetado pela doença. Afinal, a bactéria não entra no corpo a menos que mãos sujas entrem em contato com áreas mucosas, ou que a água contaminada seja consumida.

  • Leptospirosis, wikipedia. Recogido a 4 de junio en https://es.wikipedia.org/wiki/Leptospirosis
  • Hookey, J. V. (1991). Leptospira and leptospirosis. Journal of Biological Education25(3), 169–172. https://doi.org/10.1080/00219266.1991.9655201
  • Vinetz, J. M. (1997). Leptospirosis. Current Opinion in Infectious Diseases. https://doi.org/10.14238/sp3.3.2001.163-7
  • Haake, D. A., & Levett, P. N. (2015). Leptospirosis in humans. Current Topics in Microbiology and Immunology387, 65–97. https://doi.org/10.1007/978-3-662-45059-8_5