LASIK: vantagens e desvantagens da cirurgia ocular a laser

Uma boa alternativa para eliminar a dependência dos óculos ou lentes de contato é a cirurgia ocular a laser LASIK. No entanto, nem todos os pacientes são candidatos a essa intervenção.
LASIK: vantagens e desvantagens da cirurgia ocular a laser

Última atualização: 09 Julho, 2021

Os distúrbios visuais compreendem um grupo de alterações dos meios refrativos do globo ocular. Na maioria dos casos, óculos ou lentes de contato são usados para tratar essas doenças. Outra opção de abordagem é a cirurgia ocular a laser LASIK. Falaremos sobre suas vantagens e desvantagens a seguir.

Os meios refrativos do olho, como o cristalino e a córnea, trabalham para refletir os raios de luz corretamente na retina em pacientes sem alterações. No entanto, em pessoas com miopia, hipermetropia e astigmatismo, a córnea desvia a luz incorretamente.

A cirurgia LASIK ou queratomileusis in situ com laser é um procedimento cirúrgico que oferece resultados muito bons na correção de alterações refratárias. Além disso, é uma excelente alternativa às lentes convencionais.

Quem pode precisar de uma cirurgia LASIK?

Atualmente, a cirurgia LASIK é usada como tratamento secundário e de longo prazo para os vícios de refração da luz na retina. Os pacientes que podem necessitar deste procedimento são aqueles que manifestam os seguintes distúrbios visuais:

  • Miopia.
  • Hipermetropia.
  • Astigmatismo.

Esse procedimento geralmente é recomendado pelo médico especialista ao avaliar a condição e as características do globo ocular. No entanto, a cirurgia LASIK não é adequada para todos. Na verdade, a Academia Americana de Oftamologia estabelece os seguintes requisitos para a seleção dos candidatos:

  • Paciente com 18 anos ou mais, sendo ideal aguardar os 21 anos.
  • Refração ocular estável durante os últimos 12 meses.
  • Desordem refratária que pode ser corrigida com LASIK.
  • Córneas saudáveis, espessas, com acuidade visual corrigível maior que 6/18.

Da mesma forma, é fundamental que o paciente não apresente patologias oculares e sistêmicas que dificultem o procedimento ou comprometam a saúde a longo prazo, como catarata, ceratocone, ceratite ou glaucoma avançado. Além disso, um estudo estabeleceu que entre as contraindicações relativas está o histórico de estrabismo ou ambliopia.

Miopia
Os critérios de acesso à cirurgia são específicos, pois ela não pode ser realizada em quem a busca apenas por motivos pessoais.

Como me preparar para o procedimento?

A cirurgia LASIK é um procedimento cirúrgico ambulatorial que geralmente leva de 15 a 30 minutos. No entanto, não deixa de ser uma invasão do corpo, por isso não deve ser subestimada.

Algumas recomendações que devem ser levadas em consideração ao optar por esta intervenção são as seguintes:

  • Avaliar as expectativas: é fundamental conversar com o oftalmologista e esclarecer quais serão os resultados do procedimento. A maioria dos pacientes, após a cirurgia, deve continuar a usar óculos ao ler ou dirigir à noite.
  • Estar preparado para o custo: a cirurgia LASIK é ambulatorial e eletiva, portanto, na maioria dos casos, não é paga pelos planos. Nesse sentido, é fundamental analisar o orçamento e adequá-lo aos seus recursos.
  • Encontrar um amigo ou familiar para acompanhá-lo: é preciso considerar que, ao final do procedimento, sua visão pode não estar totalmente adaptada ou recuperada. Para isso, o ideal é ter alguém para acompanhá-lo e depois levá-lo para casa.
  • Evitar usar produtos de beleza antes: é fundamental não usar maquiagem, cremes ou loções perto dos olhos no dia da cirurgia. Na verdade, o oftalmologista pode sugerir uma rotina para limpar o globo ocular e seus arredores dias antes do procedimento.
  • Permanecer calmo: a ansiedade é inevitável. No entanto, você deve limpar sua mente de pensamentos alarmantes e se concentrar nos benefícios de longo prazo que a cirurgia irá oferecer.

Como é a cirurgia LASIK?

O procedimento pode ser realizado em consultório médico especializado ou em centro cirúrgico. Primeiro, o oftalmologista deve explorar o globo ocular em detalhes para avaliar os elementos refratários e estabelecer o curso de ação.

Uma vez no centro, o especialista explicará o procedimento e o guiará até o espaço de operação. Dentro do local você será solicitado a se deitar em uma cadeira reclinável, deitando-se e olhando para cima. O médico pode considerar dar um analgésico ou anestésico se você estiver muito nervoso.

Para começar, serão usados ​​colírios anestésicos no globo ocular, o que reduzirá o desconforto durante a intervenção. Em seguida, o especialista colocará um espéculo e um pequeno anel de sucção que segurará o olho e evitará que você pisque.

Usando um pequeno laser, o cirurgião corta a córnea e cria uma aba. Mais tarde, o médico dobrará a pequena aba para trás para ter acesso às estruturas a serem reparadas.

O especialista vai remodelar partes da córnea com um laser já programado. Ao terminar, ele colocará a aba de tecido removida no lugar. Ela vai aderir por conta própria em segundos, cicatrizando sem a necessidade de pontos.

Durante o procedimento, você deverá fixar os olhos em um ponto de luz para evitar o máximo possível o movimento. É possível reconhecer um leve odor ao iniciar a remodelação corneana, que a maioria dos pacientes define como um cheiro de cabelo queimado.

O procedimento é realizado individualmente em cada globo ocular. Caso seja necessária a intervenção de ambos os olhos, o médico costuma marcá-los em dias diferentes para o caso de alguma complicação.

Recuperação

Depois que a cirurgia LASIK é concluída, os pacientes costumam sentir desconforto, como queimação, secura ou coceira no globo ocular. Para isso, o especialista irá prescrever colírios que lubrificam e reduzem os sintomas.

O médico geralmente coloca um protetor sobre o olho ou pede para usá-lo ao dormir para facilitar o processo de cicatrização. Além disso, é aconselhável relaxar e descansar após o procedimento.

A recuperação e estabilização da visão ocorrerão gradativamente. Após 2 ou 3 meses, você verá os verdadeiros resultados. Para fazer isso, o médico marcará várias consultas subsequentes para a reavaliação e acompanhamento.

É importante levar algumas semanas para retornar às atividades diárias normais, principalmente se você costuma praticar esportes radicais ou natação. O uso de cosméticos ao redor dos olhos deve ser adiado por um tempo razoável.

Benefícios da cirurgia LASIK

A principal vantagem desse procedimento está na possibilidade de realizar todas as atividades diárias sem a necessidade do uso de óculos ou lentes de contato com aumento. Na verdade, após a cirurgia, 90% das pessoas obtêm uma visão 20/20 e 20/40 sem óculos.

É um procedimento muito eficaz que tem demonstrado rápida estabilização pós-operatória, superior a outras intervenções da mesma natureza. Além disso, está associada a um baixo número de complicações, como opacidades e cataratas.

Os resultados bem-sucedidos estão inversamente relacionados ao grau de doença ocular inicial. Portanto, se houver um baixo nível de dano refratário, o prognóstico favorável será maior.

Benefícios do LASIK
O procedimento a laser é bastante eficaz. Na verdade, estima-se que até 90% dos pacientes apresentem uma melhora acentuada.

Possíveis riscos e desvantagens

Como qualquer outro procedimento cirúrgico, a cirurgia LASIK também pode causar sintomas adversos e complicações. A maioria deles é temporária e geralmente desaparece em questão de semanas ou meses.

Entre as manifestações secundárias mais frequentes associadas ao LASIK, destacam-se as seguintes:

  • Dor nos olhos.
  • Olhos ressecados.
  • Visão turva.
  • Ardor ou coceira no olho.
  • Desconforto ou sensibilidade ao olhar diretamente para a luz.
  • Aros coloridos ao redor das luzes.
  • Olhos avermelhados.
  • Infecção ocular.

Em alguns pacientes, a cirurgia gerou correções desfavoráveis ​​com resultados visuais piores do que antes da intervenção, mesmo com lentes de aumento.

Da mesma forma, não se descarta que o procedimento possa desencadear, em casos muito raros, perda de visão e alterações permanentes no campo visual.

Um procedimento eletivo que não é adequado para todos

A cirurgia LASIK é um dos procedimentos com maior taxa de sucesso na correção de distúrbios refratários. No entanto, ao realizar este tipo de intervenção, é importante avaliar quais são os prós e os contras.

Portanto, se você não tiver nenhum incômodo ao usar óculos, não será necessário se submeter a uma cirurgia refratária. É importante conversar com o médico especialista, pois ele poderá esclarecer dúvidas e fornecer as opções que melhor se adequem ao que você procura.

Pode interessar a você...
É possível mudar a cor dos olhos? Descubra verdades e mitos sobre o tema
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
É possível mudar a cor dos olhos? Descubra verdades e mitos sobre o tema

A cor da íris, da pele e dos cabelos está relacionada à produção de melanina de cada pessoa. Então, é possível mudar a cor dos olhos?



  • Miranda Hernández I, Barroso Lorenzo R, Perea Hevia L, Ramos Perera Y. Selección del paciente para cirugía refractiva: actualización. Rev Cubana Oftalmol. 2015; 28 (3).
  • Moreno R, Srur M, Nieme C. Cirugía refractiva: indicaciones, técnicas y resultados. Revista Médica Clínica Las Condes. 2010;21(6):901-910.
  • Lawless M, Hodge C. LASIK. Int Ophthalmol Clin. 2013 Winter;53(1):111-28.
  • Wilkinson JM, Cozine EW, Kahn AR. Refractive Eye Surgery: Helping Patients Make Informed Decisions About LASIK. Am Fam Physician. 2017 May 15;95(10):637-644.
  • Tse SM, Farley ND, Tomasko KR, Amin SR. Intraoperative LASIK Complications. Int Ophthalmol Clin. 2016 Spring;56(2):47-57.
  • LASIK: What You Should Know. Am Fam Physician. 2017 May 15;95(10):Online.