Jogging e running: quais são as diferenças?

Correr traz muitos benefícios para a saúde, mas você sabe quais são as diferenças entre o jogging e o running? Descubra a seguir.
Jogging e running: quais são as diferenças?

Última atualização: 18 Março, 2021

A corrida é uma atividade física que oferece muitos benefícios à saúde, desde que seja realizada de maneira adequada e em um estado ideal de saúde. Por estar na moda, o termo running se tornou popular. Agora, será que todos que correm estão praticando o running? O que caracteriza a prática de jogging? Jogging e running são a mesma coisa?

A verdade é que jogging e running não são a mesma coisa. Ambas as atividades são semelhantes, não há dúvida disso. Afinal, correr é correr. No entanto, a diferença importa muito, principalmente do ponto de vista da técnica, em especial para atletas amadores.

É essencial saber o que estamos fazendo para encontrar as informações certas. Para esclarecer, vamos ver o que é jogging, o que é running, e quais são as diferenças entre as duas modalidades.

O que é o jogging?

Jogging significa literalmente ‘trotar’. Ou seja, correr em um ritmo lento ou pausado. Portanto, é um exercício de alto impacto. Embora gere estresse nas articulações, principalmente nos joelhos, este é muito menor do que o causado por outros esportes.

A prática de jogging promove o treinamento de resistência aeróbica e o aumento da aptidão física sem os inconvenientes que os exercícios mais intensos podem ocasionar. Isso o torna perfeito para processos de recuperação.

Além disso, o jogging é altamente recomendado para pessoas que desejam fazer exercícios aeróbicos de intensidade média a moderada, e não podem ou não querem praticar exercícios intensos.

Benefícios do jogging

A prática do jogging traz muitos benefícios à saúde para qualquer idade, desde que o estado de saúde da pessoa permita. Nesse ponto, é necessário parar por um momento para lembrar que é importante consultar seu médico antes de fazer uma atividade física de alto impacto ou que possa causar algum risco, para evitar lesões nos membros inferiores e doenças cardiovasculares.

Dito isso, os principais benefícios do jogging, de acordo com diversos estudos científicos, são os seguintes:

  • Previne a obesidade e evita o excesso de peso.
  • Melhora a função cardíaca e a saúde cardiovascular através de uma melhora na absorção de oxigênio, elevação do colesterol bom ou HDL, redução dos triglicerídeos e diminuição da pressão arterial.
  • Aumenta a sensibilidade à insulina.
  • Reduz a agregação plaquetária e aumenta a atividade fibrinolítica, o que evita a coagulação patológica.
  • Reduz os marcadores de inflamação sistêmica.
  • Melhora a função psicológica.
Pessoas correndo diante do mar
O jogging tem menos impacto nas articulações, embora a possibilidade de lesões ainda precise ser considerada.

O que é o running?

Quando falamos em running, referimo-nos à corrida como parte de um treino organizado, sujeito a um plano e com objetivos específicos, seguindo técnicas específicas. Dito dessa forma, a prática parece muito profissional.

O running envolve um exercício aeróbico de alto impacto, bastante intenso, que é executado a uma velocidade de até 6:20 minutos por quilômetro. Isso significa que o corredor leva no máximo 6 minutos e 20 segundos para alcançar um quilômetro.

Benefícios do running

Os benefícios do running estão associados à intensidade do exercício. Levando isso em consideração, diferentes estudos descobriram que esta atividade física:

  • Favorece a saúde óssea, articular e cardiovascular, enquanto aumenta a resistência cardiorrespiratória.
  • Fortalece os músculos e aumenta o tônus ​​das fibras no centro do corpo (core).
  • Ajuda a manter o peso e promove a perda de peso.
  • Alivia o estresse.

A esses benefícios, devemos adicionar todos os do jogging.

Jogging e running: quais são as suas principais diferenças?

A principal diferença entre jogging e running é a velocidade da corrida. Portanto, podemos dizer que é a intensidade do exercício. Conforme já mencionado, considera-se que uma pessoa que corre pratica o running quando leva, no máximo, 6 minutos e 20 segundos para percorrer um quilômetro.

Outra das principais diferenças entre o jogging e running tem a ver com a abordagem dos exercícios. Pessoas que praticam jogging saem para correr para desfrutar de um pouco de exercício aeróbico. Por outro lado, os runners seguem um plano de treinamento com metas definidas e diretrizes muito claras.

Isso implica uma diferença marcante na técnica, equipamento, nutrição e motivação. Por exemplo, os runners  costumam escolher seus sapatos e roupas com cuidado. Além disso, o que comem e o que bebem antes, durante e depois do treino é muito importante.

Mulher correndo subindo escadas
A prática de running tem um aspecto mais profissional, pois envolve técnica e equipamentos.

Você pode fazer jogging ou running, de acordo com a sua saúde

Embora o running seja um esporte da moda, não é algo para todos. Independentemente de a condição física permitir ou não esse tipo de treinamento, é necessário ter boa forma e uma capacidade cardiorrespiratória adequada. Tudo isso pode ser treinado, é claro.

Todas aquelas pessoas que nunca correram e que desejam usufruir dos benefícios deste exercício podem começar com o jogging, complementando esta atividade com outros exercícios. Com o tempo, talvez você possa dar um passo adiante e se tornar um runner.

Por outro lado, não devemos esquecer a questão das lesões. Quanto mais intenso for um exercício, maior é o risco de lesões. A isso se somam os desníveis do terreno, os buracos e as inesperadas áreas escorregadias.

Para finalizar, uma última fica: se você decidir praticar o running, não o faça sem estar usando bons sapatos adaptados ao seu pé e ao seu jeito de pisar. Parte do investimento inicial necessário é em um tênis de corrida.

Pode interessar a você...
Exercícios para um correto alongamento muscular
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Exercícios para um correto alongamento muscular

Alongamento antes e depois da prática do exercício são essenciais para evitar lesões e contraturas. Veja alguns exercícios para um correto alongamento.