Instabilidade emocional: por que nem todos os dias são iguais

Se nossa instabilidade emocional é pontual, não devemos nos preocupar, porque todos temos dias ruins e dias bons. Mas se ela se estende no tempo é conveniente procurar ajuda profissional.

A instabilidade emocional corresponde a aqueles altos e baixos que uma pessoa pode sofrer em seu humor em um curto período de tempo.

O mais comum é que, geralmente, não se saiba o que originou essa variação, essa tristeza repentina, essa alegria ou esse desinteresse.

Agora, é importante entender primeiramente algo essencial: existem diversos tipos de instabilidade emocional.

É, sem dúvidas, um transtorno limite da personalidade onde os altos e baixos são caóticos, disruptivos e onde aparece uma complexa neurose para a qual é necessário um tratamento psicológico adequado.

Em nosso artigo queremos focar no outro extremo, na instabilidade emocional mais pontual e menos intensa que todos nós já experimentamos em alguma ocasião.

Não é um problema clínico, mas sim períodos nos quais parece que o sol é encoberto e aparecem sombras mais prolongadas do que nunca. Parece que algo mudou dentro de nós sem sabermos o porquê.

A seguir, explicaremos quais podem ser as razões.

A instabilidade emocional: possíveis causas

Há pessoas que se caracterizam por serem sempre instáveis. Há épocas em que tudo parece estar bem e momentos em que cada projeto realizado vai ao chão porque mudaram de opinião.

Este tipo de perfil costuma ser muito conflituoso. Não é complicado confiar neles, costumam ser difíceis de lidar. Além disso, a convivência se assemelha a andar em uma montanha russa. Tudo se resume a altos e baixos.

Agora, deixando de lado os perfis de personalidade e os problemas clínicos, vejamos por que nós mesmos, em certos períodos, também podemos experimentar esta instabilidade.

mulher-com-passaros-representando-instabilidade-emocional

Uma baixa autoestima

Todos já passamos por épocas complexas e delicadas. Em algumas ocasiões, um relacionamento complicado trás como consequência a dependência emocional.

É necessário saber que a pessoa que está muito apegada ao seu parceiro (a) por se sentir vítima desenvolve uma baixa autoestima. É muito comum, portanto, que nestes estados sofra-se uma grande instabilidade emocional.

  • Haverá dias em que diremos a nós mesmos que adoramos nossos parceiros, mas em outros sentiremos raiva e frustração porque, simplesmente, somos infelizes.

A depressão encoberta

Assim como os especialistas nos explicam, atualmente são muitas as pessoas, principalmente homens, que atravessam uma depressão sem que a mesma seja diagnosticada.

É muito mais difícil para eles se abrirem e pedirem ajuda, por isso sofrem em silêncio seus abismos e problemas.

A depressão encoberta se manifesta através da seguinte sintomatologia:

  • Instabilidade emocional
  • Mau humor
  • Apatia
  • Cansaço
  • Pensamentos negativos e fatalistas

O estresse do dia a dia

Esta é, sem dúvidas, a causa mais comum da instabilidade emocional. A pressão externa e a forma como gerenciamos estas situações de estresse influenciam, sem dúvidas, o nosso humor.

Haverá dias em que “poderemos enfrentar tudo”. Porém, haverá momentos em que “tudo nos superará”.

sereia-representando-instabilidade-emocional

As mudanças hormonais

A tensão pré-menstrual costuma gerar uma ou outra mudança emocional. Porém, é preciso deixar claro que estas variações em nosso humor só afetam de um modo mais intenso a 10% das mulheres.

Herança genética

Atualmente já dispomos de mais dados sobre nossa química cerebral. Sabemos que a genética tem um peso importante no desenvolvimento deste problema.

  • Foram encontradas alterações nos níveis de certos neurotransmissores, como a serotonina, envolvida na regulação do humor e das emoções.
  • Nestes casos, e sempre quando nossa instabilidade emocional for muito intensa e afetar nossa qualidade de vida, é necessário receber um tratamento adequado para isso.

mulher-instabilidade-emocional

Como enfrentar a instabilidade emocional?

Entenda, acima de tudo, que todos temos dias bons e ruins. Ainda mais, assuma que é normal que ao longo do dia experimentemos pequenas quedas e que aos poucos consigamos nos recompor.

As pessoas não são robôs. São mentes emocionais que reagem de diferentes formas aos estímulos, dependendo do momento.

Haverá dias em que estaremos mais preocupados, mais suscetíveis, e instantes em que uma motivação inesperada vai nos abraçar e seremos capazes de tudo.

Nosso cérebro sempre tentará nos proteger nestes casos mais pontuais, assim, basta colocar em prática estas estratégias:

  • Esfrie sua mente, bloqueie a negatividade e exercite seu corpo. Saia para passear, ande de bicicleta, pinte mandalas, caminhe na praia ou em um lugar arborizado.
  • Dialogue consigo mesmo. Atenda às suas necessidades, compreenda o que perturba sua mente.
  • Abra-se para alguém que possa entendê-lo, explique o que sente e compartilhe com essa pessoa um instante de relaxamento. Vai ser muito bom, você vai ver!
Recomendados para você