5 exercícios para controlar as emoções

Saber ter o controle de nossas emoções não implica ignorá-las ou reprimi-las. O que devemos fazer é aprender a enfrentá-los de forma saudável para alcançar o equilíbrio. Anote esses exercícios para controlar as emoções. Vão ser muito úteis!

As emoções são um lugar para o qual não estamos preparados. Ninguém nos ensinou a administrá-las, a saber lidar com elas.

No entanto, graças a esses exercícios para controlar as emoções, isso não será mais um problema.

Propomos 5 atividades muito simples que você pode realizar sempre que precisar. Claro, lembre-se deque a prática é o segredo. Quanto mais você as praticar, melhores serão os resultados.

Leia: Reprimir as emoções aumenta a ansiedade

Exercícios para controlar as emoções de forma eficaz

Vamos descobrir 5 exercícios simples que consideramos os mais importantes. Embora seja verdade que existem muitas outras técnicas, acreditamos que com estes 5 pode ser suficiente para ficar mais calmo.

1. Pratique a atenção plena

Meditar é um exercício para controlar as emoções

Também conhecido como mindfulness, respiração e outras séries de denominações que se referem à mesma coisa: parar, não agir, respirar e observar.

  • A atenção plena é um exercício que podemos fazer todos os dias. Por pelo menos 5 minutos nos sentaremos ou deitaremos (como estivermos mais confortáveis) para nos concentrarmos em nossa respiração.
  • Não se trata de deixar a mente em branco. Trata-se de sentir, observar nossas emoções, não julgá-las e ver o que elas querem nos dizer.

Se fizermos isso durante uma discussão e nos dermos algum tempo antes de reagir, descobriremos que esse confronto se transformará em uma troca de pontos de vista saudáveis. Sem recriminações. Sem gritos.

2. Mantenha um diário de emoções

Embora pareça sem sentido, manter um diário emocional é muito importante.

  • Escrever é muito terapêutico e nos ajudará a ver nossas emoções em perspectiva e a refletir sobre elas com papel e caneta. Com o tempo, podemos ver quais emoções se repetem vezes a fio, mas saberemos como agir diante delas.
  • Manter um diário emocional nos ajudará a ver nosso progresso em termos de gerenciamento emocional.

Além disso, sempre que enfrentamos uma emoção que nos faz sentir mal, por exemplo, tristeza, podemos recorrer a esse diário para saber o que fazer. Isso permitirá com que nós nos sintamos mais seguros e que temos o controle.

3. Mude o foco de seus pensamentos

Homem escondendo as emoñóes com nuvem

Este terceiro dos exercícios para controlar as emoções se concentra em mudar o foco de seus pensamentos. Certamente você notou que, quando você se sente zangado, seus pensamentos começam a ruminar em torno dessa raiva, alimentando-a.

  • Neste momento, é importante que tenhamos uma palavra-chave cuja menção interrompa esses pensamentos. Pode ser “basta”, “contenha-se”, “pare” ou outra palavra que funcione como um gatilho para você.
  • Depois, podemos escrever esse pensamento negativo, por exemplo, raiva, e escrever ao lado seu equivalente positivo. Neste caso, seria alegria ou ser feliz.

Embora, a princípio, pareça que isso não funciona, uma leve sensação de calma nos inundará, diminuindo nossa ansiedade. Experimente!

4. Permita-se algum tempo para se preocupar

Soa estranho, certo? Normalmente, tendemos a nos preocupar mais do que deveríamos, mas, se pensarmos em dedicar um tempo para isso, achamos isso um tanto ridículo. No entanto, não é.

  • Há pessoas que colocam este exercício em prática da seguinte maneira. Elas escolhem meia hora ou uma hora por dia em que pensam em todas as preocupações que têm e se dão permissão para se preocupar.
  • Uma vez que esse tempo acaba, elas voltam a se concentrar no que é realmente importante e essas preocupações são postas de lado. Pode acontecer que essas preocupações se dissipem ou que continuem presentes no dia seguinte, mas essas pessoas só voltam a se preocupar com elas no horário escolhido.

É uma boa opção para não ficar o dia inteiro com a cabeça cheia de preocupações e ser incapaz de ter um bom desempenho no trabalho ou ser produtivo. Assim, as preocupações podem ser gerenciadas de maneira mais eficaz.

5. Procure um espelho, rápido!

Arrumar-se aumenta a autoestima

Este último dos exercícios para controlar as emoções é muito engraçado, mas ao mesmo tempo muito agradável. Assim que você tenha essa emoção negativa, é importante que você corra para procurar um espelho. Talvez até leve um sempre com você…

  • O importante é que você olhe para ele e sorria. Mesmo que você não se sinta assim, force um sorriso. Por alguns minutos, pode ser de 2 a 5, continue a olhar para você no espelho dessa maneira.
  • Este exercício irá ajudá-lo a ser mais objetivo com a situação que lhe causou essa emoção que você está sentindo. Isso também irá acalmá-lo.
  • Graças ao sorriso, as endorfinas serão liberadas, embora o sorriso esteja sendo forçado. Por isso, você conseguirá controlar as emoções e obter uma perspectiva melhor da situação.

Emoções nunca devem ser reprimidas

Esses exercícios para controlar as emoções são muito positivos, mas você nunca deve substituí-los por aqueles que lhe dizem para se distrair dessa emoção, esquecê-la, ignorá-la ou reprimi-la.

Os exercícios sobre os quais falamos ajudam você a se acalmar para poder controlar as emoções que estão abalando você. Não se trata de eliminá-las, mas de gerar uma situação de calma e equilíbrio para enfrentá-las de maneira saudável.

Fugir, reprimir ou ignorar uma emoção não é a solução. Vai acabar voltando. No entanto, os exercícios para controlar as emoções que mostramos anteriormente nos ajudarão a nos conhecer muito melhor e saber quais emoções são aquelas que merecem maior atenção.

Você já praticou alguns desses exercícios para controlar as emoções? Como foi a sua experiência?

Categorias: Bons hábitos Tags:
Recomendados para você