O que é o inositol e quais são suas propriedades para a saúde?

Embora possamos consumir o inositol na forma de suplemento, também podemos obtê-lo naturalmente em nossa dieta.
O que é o inositol e quais são suas propriedades para a saúde?

Última atualização: 22 Setembro, 2021

O inositol, que hoje é vendido como um suplemento para uma boa saúde, está presente nas membranas das células, principalmente nas do cérebro e do sistema nervoso central.

Nessas áreas do corpo, o inositol participa da produção de alguns neurotransmissores essenciais para uma boa saúde. Também desempenha um papel importante na função hepática e na fertilidade. Contaremos mais sobre isso a seguir.

O que é o inositol?

O inositol é um composto da família dos poliálcoois. Sua função é essencial para o bom estado das células do sistema nervoso e o metabolismo lipídico, segundo um estudo publicado em 2017.

Ele influencia diferentes aspectos do nosso corpo, tais como:

  • Sono.
  • Fertilidade.
  • Circulação.
  • Pele e cabelo.
  • Humor.

Uma deficiência de inositol pode prejudicar muito a qualidade de vida e, além disso, ser a causa de alguns distúrbios importantes a longo prazo.

Funções no corpo

A seguir, revisaremos as funções mais importantes do inositol no corpo.

1. Regula o sistema nervoso

Sistema nervoso

Ele é essencial em casos de nervosismo, estresse, insônia, ansiedade, depressão, transtornos bipolares, anorexia, bulimia ou irritabilidade.

Aumentando o seu consumo em caso de distúrbios nervosos, poderíamos evitar tomar medicamentos mais agressivos para a saúde. Porém, é aconselhável ir ao médico diante de qualquer sintoma de um problema deste tipo, para que ele defina o tratamento adequado.

2. Melhora a função hepática

Participa do metabolismo lipídico. Seu consumo pode nos proteger contra o desenvolvimento do fígado gorduroso, de acordo com um artigo publicado na revista Biological Reviews da Cambridge Philosophical Society. Por outro lado, uma deficiência no fornecimento dessa substância pode estar relacionada a um risco aumentado de diabetes tipo 2.

3. Equilibra o sistema hormonal e melhora a fertilidade

O inositol pode ser benéfico para homens e mulheres. No caso deles, ajuda a melhorar a saúde dos espermatozoides enquanto, na saúde da mulher, regula o ciclo menstrual e melhora a função e a qualidade dos ovários. Desta forma, a fertilidade é melhorada em ambos os casos e a concepção pode ser facilitada.

4. Promove a evacuação

O inositol melhora o peristaltismo do intestino algumas horas depois de ser consumido. Dessa forma, é ideal para combater a constipação sem causar irritação ou efeitos colaterais, conforme explica um estudo publicado em 2017.

O inositol também pode ajudar a melhorar outros problemas de saúde:

  • Ajuda a melhorar a circulação.
  • Promove a boa saúde e condição dos cabelos, pele e unhas. Assim, pode ser muito útil em casos de eczema ou dermatite.
  • Melhora os problemas de visão, uma vez que está presente nos tecidos oculares. É muito eficaz para casos de cegueira noturna.
  • Facilita a função digestiva.

Você pode se interessar: 6 sinais de que seu intestino está doente

Como tomar inositol?

Hoje, podemos encontrar o inositol como suplemento em lojas especializadas e farmácias. É comercializado em cápsula ou pó. A dose diária recomendada é entre 600 e 750 mg, o que corresponde a uma cápsula ou ¼ colher de chá, que podemos dissolver em água ou suco.

Para perceber os benefícios deste suplemento, devemos tomá-lo por pelo menos um mês e, se possível, por três meses. Vale ressaltar que o consumo desta substância deve ser enquadrado no contexto de uma alimentação variada e saudável.

Má absorção e efeitos colaterais

Existem alguns componentes que impedem a absorção do inositol, como a cafeína (café, chá, refrigerantes à base de cola), diuréticos e alguns medicamentos, como antibióticos. O estresse também pode diminuir os níveis de inositol no corpo.

Recomendamos sempre tomar qualquer suplemento sob supervisão profissional, principalmente em casos de doença, gravidez, amamentação ou uso de medicamentos.

Nota: doses muito altas podem causar diarreia.

Inositol, um poliol com potencial

Inositol nos alimentos

O inositol está presente em vários alimentos, que podemos consumir se quisermos uma alternativa ao suplemento:

  • Salsão.
  • Banana.
  • Nozes
  • Fígado.
  • Aspargos.
  • Carne de boi.
  • Lecitina de soja.
  • Cereais integrais.
  • Sementes de gergelim, girassol e linhaça.
  • Leite e derivados, como queijo, iogurte, etc.
  • Leguminosas, como lentilhas e ervilhas.
  • Levedura nutricional ou levedura de cerveja.

Esta substância pode ter efeitos benéficos para a saúde. No entanto, até hoje muitas das suas funções ainda estão sendo investigadas, com o objetivo de estabelecer evidências a esse respeito.

Apesar de tudo, é necessário ter bons hábitos de saúde e uma alimentação variada e equilibrada, visto que o inositol não é uma substância mágica que, por si só, pode prevenir ou curar doenças.

Pode interessar a você...
5 precauções e contraindicações do consumo de espirulina
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
5 precauções e contraindicações do consumo de espirulina

O consumo de espirulina tem se tornado cada vez mais comum. Embora para muitos este seja um superalimento, é preciso ter alguns cuidados.



  • Greene NDE., Leung KY., Copp AJ., Inositol, neural tube closure and the prevention of neural tube defects. Birth Defects Res, 2017. 109 (2): 68-80.
  • Chakraborty A., The inositol pyrophosphate pathway in health and diseases. Biol Rev Camb Philos Soc, 2018. 93 (2): 1203-1227.
  • Kim JE., Koh EK., Song SH., Sung E., et al., Effects of five candidate laxatives derived from liriope platyphylla on the 5-HT receptor signaling pathway in three cell types present in the transverse colon. Mol Med Rep, 2017. 15 (1): 431-441.