5 hábitos que podem desencadear crises de enxaqueca

26 de maio de 2020
A enxaqueca é uma dor de cabeça recorrente, latejante e intensa que geralmente afeta um lado da cabeça, embora possa afetar os dois.

As crises de enxaqueca podem ser precipitadas por certos eventos, alimentos ou alterações no corpo. Esses eventos são conhecidos como gatilhos. Embora os gatilhos não causem as enxaquecas, eles podem nos tornar mais vulneráveis às crises. Pode ser muito útil conhecer esses hábitos de risco para poder levá-los em consideração na vida cotidiana e, assim, tentar evitar as dores. Neste artigo, apresentaremos 5 hábitos que podem desencadear crises de enxaqueca. Conheça-os!

O que é uma enxaqueca?

Mulher com enxaqueca

Nem todas as dores de cabeça são enxaquecas, e nem todas as enxaquecas se apresentam com dores de cabeçaA enxaqueca é uma dor de cabeça recorrente, latejante e intensa que geralmente afeta um lado da cabeça, embora possa afetar os dois.

A dor começa repentinamente e pode ser precedida ou acompanhada por outros sintomas visuais, neurológicos ou gastrointestinais.

Hábitos que podem desencadear crises de enxaqueca

Em um estudo com 200 pacientes com enxaqueca, mais de 90% dos pacientes identificaram pelo menos um gatilho associado à enxaqueca: o mais comum é o estresse físico ou emocional (77%), menstruação (72%), exposição à luz intensa ou tremeluzente (65%) e vários tipos de cheiros (61%).

Você pode se interessar: 7 plantas medicinais para aliviar o estresse

1. Ingestão de álcool

Uma pesquisa com mais de 2.000 holandeses revelou que muitos pacientes com enxaqueca evitam o álcool porque este pode causar fortes dores de cabeça. 78% dos pacientes que ingeriram álcool mencionaram o vinho tinto como a bebida específica que poderia desencadear uma crise de enxaqueca.

Além disso, os autores do estudo publicado no ‘European Journal of Neurology ‘ apontam que o álcool é um gatilho da enxaqueca, uma vez que afeta cerca de um terço das pessoas propensas a ela. A pesquisa também revelou que a quantidade de álcool e o tempo necessário para ter uma dor de cabeça após a ingestão variam.

2. Estresse

Hábitos que podem desencadear crises de enxaqueca
A ansiedade e o estresse foram identificados como os principais desencadeadores de enxaquecas na maioria dos estudos realizados.

O estresse é o gatilho mais frequente. Todo mundo já sentiu estresse e ansiedade em algum momento. O estresse é uma resposta a um estímulo emocional (principalmente a uma ameaça) em uma determinada situação. A ansiedade é uma reação ao estresse.

Sem dúvida, aqueles que sofrem de crises de enxaqueca apresentam dificuldade para se adaptar a momentos de mudança. Além disso, nesse caso, também há uma predisposição para a ansiedade. Pessoas com crises de enxaqueca costumam ser perfeccionistas e exigentes. Portanto, há uma clara associação entre a enxaqueca e a ansiedade.

3. O sono

Existe uma clara relação entre sono e enxaqueca, que também abrange aspectos amplos e diversos. A variação no ritmo do sono, seja por excesso ou falta, é reconhecida como um gatilho para crises de enxaqueca.

Aproximadamente metade dos pacientes com enxaqueca relatam dificuldades para iniciar ou manter o sono: 38% dormem em média 6 horas ou menos por noite e há, por consequência desse distúrbio, um aumento significativo na frequência e na gravidade das crises de enxaqueca; 71% dos afetados sentem dores de cabeça ao acordar.

Leia também: Causas das enxaquecas que você não conhecia

4. Alguns alimentos

Tipos de queijos
O queijo e muitos produtos curados ou processados ​​são ricos em aminas biogênicas, possíveis gatilhos das crises de enxaqueca.

Embora não existam estudos conclusivos que mostrem detalhadamente o mecanismo pelo qual um determinado alimento pode causar crises de enxaqueca ou outros tipos de dores de cabeça, algumas pesquisas sugerem que os alimentos com maior perigo de fazer isso são aqueles que contêm grandes quantidades de substâncias chamadas aminas biogênicas.

Duas dessas aminas, tiramina e histamina, são as mais suspeitas e são encontradas em:

  • Carnes processadas.
  • Conservas e produtos defumados.
  • Amendoim.
  • Abacate.
  • Bebidas alcoólicas.
  • Frutos do mar.
  • Queijos.

5. Fumar

O cigarro atua como um fator desencadeante das dores de cabeça, especificamente das enxaquecas. Isso foi comprovado por um estudo que mostrou que os fumantes têm mais crises de enxaqueca. O trabalho foi publicado no ‘The Journal of Headache and Pain’.

Além disso, os pesquisadores destacam o importante papel que a dosagem desempenha. Os resultados das entrevistas revelam que a enxaqueca começa a partir de cinco cigarros por dia.

Por último, para ajudá-lo a avaliar quais são os fatores de risco que o levam a desenvolver enxaquecas, recomendamos que você mantenha algum tipo de diário pessoal. Neste diário, você poderá anotar em que dia e em que circunstâncias teve crises de enxaqueca, além de outros tipos de características de cada crise específica.

  •  L. López-Mesonero, S. Márquez, P. Parra, G. Gámez-Leyva, P. Muñoz y Julio Pascual. “Smoking as a precipitating factor for migraine: a survey in medical students”. The Journal of Headache and Pain 10(2):101-103, abril de 2009.
  • G. L. J. Onderwater, W. P. J. van Oosterhout, G. G. Schoonman, M. D. Ferrari, G. M. Terwindt. Alcoholic beverages as trigger factor and the effect on alcohol consumption behavior in patients with migraine. December 2018. https://doi.org/10.1111/ene.13861.
  • Pérez Pérez Roidel, Fajardo Pérez Mario, López Martínez Alexis, Orlandi González Neraldo, Nolasco Cruzata Israel. Migraña: un reto para el médico general integral. Rev Cubana Med Gen Integr [Internet]. 2003 Feb ; 19( 1 ).