Formas de alcançar um consumo de café saudável

· 31 de maio de 2019
Para alcançar um adequado consumo de café devemos conhecer os benefícios e efeitos colaterais que nos reporta, e adaptar as quantidades de ingestão diária de acordo com nossas necessidades.

O café é uma bebida amplamente consumida em todo o mundo, e é uma ótima fonte de antioxidantes e minerais essenciais. No entanto, é necessário moderar o seu consumo de acordo com as nossas necessidades físicas e psicológicas, devido ao efeito estimulante da cafeína. Você sabe quais são os efeitos do consumo de café?

Efeitos derivados do consumo de café

O café é um alimento ao qual se atribuem muitos benefícios e propriedades. Os mais notáveis ​​são os seguintes:

Diminuição do risco de sofre de diabetes tipo 2

Homem bebendo café

Os consumidores habituais de café podem ter entre 25 e 40% menos chances de sofrer de diabetes. O consumo de café aumenta os níveis de certas proteínas plasmáticas responsáveis ​​por regular a atividade da testosterona e do estrogênio, o que impede o desenvolvimento de diabetes tipo 2.

Leia mais: Como preparar um creme de argila e café para diminuir a flacidez da pele?

Reduz o risco de doenças do fígado

O consumo de café tem sido associado à prevenção da cirrose hepática. Trata-se de uma doença relacionada ao consumo excessivo de álcool, e hepatite B. Além disso, existem estudos que sugerem que sua ingestão reduz o risco de câncer de fígado em 40%.

Consumo de café: uma contribuição de antioxidantes

O café tem muitos nutrientes essenciais para o nosso organismo. Destacam-se as vitaminas do grupo B (niacina, riboflavina, ácido pantontênico) necessárias para o nosso sistema neuromuscular. Também possui minerais (potássio, manganês e magnésio), vitais para os processos bioquímicos que ocorrem em nosso corpo.

Estimula o sistema nervoso central

Beber café ajuda a se concentrar

A cafeína é a substância estimulante mais consumida no mundo. Seu consumo aumenta os níveis de dopamina e norepinefrina, que aceleram a atividade cerebral. Isso gera um aumento nos níveis de energia, tempos de reação, e função cognitiva em geral. É por isso que é amplamente utilizada entre estudantes e trabalhadores.

No entanto, o café também tem inúmeros efeitos colaterais, como a azia, formação de úlcera, aumento dos níveis de ansiedade e pressão arterial, pode causar insônia, etc. Por isso, é contraindicado em alguns casos que veremos abaixo.

Confira ademais: 5 truques para ter um café da manhã saudável e pobre em calorias

Hábitos para o consumo saudável de café

Para conseguir um consumo responsável de cafeína devemos levar em consideração as seguintes diretrizes:

Grupos de risco

O consumo de café está relacionado com a insônia

Existem certos grupos de pessoas que, por terem algum tipo de distúrbio físico ou psicológico, não devem exceder seu consumo de cafeína, ou diretamente, têm que eliminá-la de sua dieta.

Se você apresentar qualquer uma das características que indicaremos a seguir, é aconselhável que consulte um profissional de saúde. Este determinará se, em seu caso particular, é contraindicado o consumo de café.

  • Período de gestação ou lactação: a cafeína pode passar pela placenta ao bebê. Isso pode repercutir no seu desenvolvimento, gerando estresse e ansiedade.
  • Anemia: se você tiver deficiências de ferro e estiver tomando suplementos, é aconselhável controlar o consumo de cafeína. Ela dificulta a absorção correta desse mineral.
  • Tratamento farmacológico: em alguns casos a cafeína pode aumentar os efeitos colaterais dos medicamentos, portanto você deve consultar seu médico ou farmacêutico nesses casos.
  • Insônia ou ansiedade: o consumo de cafeína é totalmente contraindicado para as pessoas que sofrem de distúrbios do sono ou crises de ansiedade.
  • Osteoporose: como ocorre com a absorção de suplementos de ferro, a cafeína dificulta a assimilação correta do cálcio no organismo.
  • Hipertensão: café pode aumentar a pressão arterial, por isso você precisa consultar um especialista para verificar a quantidade que deve consumir.
  • Gastrite: a cafeína pode irritar a mucosa gástrica, causando desconforto naquelas pessoas que sofrem algum tipo de doença ou patologia relacionada ao sistema digestivo.

Inclua café em uma dieta saudável e equilibrada

Em muitas ocasiões você comete o erro de tomar café acompanhado de açúcar, leite condensado, ou até mesmo creme; bem como massas, bolos, biscoitos, ou doces industrializados. Nestes casos o café não é prejudicial, mas as calorias e gorduras processadas que acompanham o seu consumo.

É aconselhável incluí-lo em nossa dieta com bebidas vegetais (leite de amêndoas, ou leite de soja) ou com leite sem açúcar, e acompanhado de frutas ou grãos integrais. Assim, não apenas obteremos os benefícios que o consumo de café traz, mas também estaremos favorecendo bons hábitos alimentares.

  • Barone, J. J., & Roberts, H. R. (1996). Caffeine consumption. Food and Chemical Toxicology. https://doi.org/10.1016/0278-6915(95)00093-3
  • de Mejia, E. G., & Ramirez-Mares, M. V. (2014). Impact of caffeine and coffee on our health. Trends in Endocrinology and Metabolism. https://doi.org/10.1016/j.tem.2014.07.003
  • Esquivel, P., & Jiménez, V. M. (2012). Functional properties of coffee and coffee by-products. Food Research International. https://doi.org/10.1016/j.foodres.2011.05.028