Quais são os efeitos do glúten no organismo?

08 Novembro, 2020
O consumo de glúten pode causar complicações em pessoas com intolerância ou doença celíaca. Neste artigo, contaremos o que o glúten provoca no corpo.

Os efeitos do glúten no organismo variam de pessoa para pessoa. Há quem tenha problemas com essa proteína. Portanto, é necessário saber quais complicações ela pode gerar.

Atualmente, sabe-se que há várias condições associadas à ingestão dessa proteína, mas as mais comuns são a doença celíaca e a sensibilidade ao glúten. Em ambas, a reação do organismo envolve a ativação das células do sistema imunológico.

O que é o glúten?

O glúten é uma proteína que não está naturalmente presente nos alimentos, mas se forma quando a aveia, o centeio, a cevada e o trigo entram em contato com a água. Destes cereais, este último é o que tem maior capacidade de produzi-lo.

Sabe-se que há 10.000 anos, o trigo faz parte da dieta ocidental como alimento básico. No entanto, durante esse tempo, a indústria o modificou, tornando-o cada vez mais resistente a pragas e condições climáticas.

Por isso, o seu consumo aumentou progressivamente, visto que a sua viscosidade e elasticidade o tornaram um ingrediente notável não só para confeitaria, mas também como aditivo alimentar.

Assim, houve um excesso de consumo de glúten pela população e, consequentemente, surgiram doenças associadas. Além disso, foi determinado que a predisposição genética desempenha um papel importante no desenvolvimento da intolerância.

Produtos que contêm glúten
Os produtos que contêm glúten estão comumente presentes em todos os comércios. No entanto, algumas pessoas não conseguem tolerá-los.

Leia também:  Como é uma dieta saudável sem glúten?

Efeitos do glúten no organismo

As evidências científicas mostram que quem tem distúrbios causados ​​pela ingestão de glúten apresenta sintomas gastrointestinais e extra-intestinais. Por outro lado, o dano às vilosidades traz outras consequências.

As manifestações clínicas mais comuns incluem:

  • Diarreia ou prisão de ventre.
  • Dor abdominal.
  • Produção excessiva de gases.
  • Sensação de saciedade após as refeições.
  • Dor de cabeça.
  • Fadiga.
  • Depressão.
  • Dores musculares.
  • Dermatite.
  • Anemia.
  • Irritabilidade.

Outras complicações associadas aos efeitos do glúten

De acordo com estudo publicado na Revista Medicina Interna, é comum que crianças sem diagnóstico de doença celíaca apresentem incapacidade de ganhar peso, anorexia, deficiência de vitaminas e defeitos no esmalte dentário, além dos problemas mencionados anteriormente.

Além disso, o mesmo artigo mostra que em adolescentes e adultos, as manifestações tendem a ser mais atípicas. Em geral, os sintomas são inespecíficos e parecem não estar relacionados a problemas do sistema digestivo.

De acordo com as Guías de la Organización Mundial de Gastroenterología, a ingestão contínua de alimentos com glúten pode levar a outros problemas, como os mencionados a seguir:

  • Transtornos endócrinos.
  • Infertilidade primária.
  • Abortos recorrentes.
  • Puberdade retardada.
  • Menopausa precoce.
  • Problemas ósseos, como osteopenia, osteoporose e osteomalácia.

Da mesma forma, parece que as pessoas com doença celíaca não tratada apresentam, a longo prazo, um risco aumentado de complicações como câncer intestinal, linfomas malignos, tumores orofaríngeos e fraturas ósseas.

Eliminação do glúten na dieta

Está comprovado pela ciência que a forma de tratamento das doenças citadas é a eliminação do glúten da dieta por toda a vida. Embora seja fácil eliminar produtos à base de trigo, aveia, centeio e cevada (TACC), deve-se considerar que o glúten também pode estar presente em outros alimentos.

Sorvetes, molhos, cerveja, uísque e até alguns medicamentos o contêm. Felizmente, as embalagens com os logotipos “Sem glúten” e “Zero glúten” foram implementadas há vários anos para identificar os produtos sem glúten.

Mesmo assim, deve-se levar em consideração que carnes, frutas, verduras ou outros alimentos podem ser contaminados pelo simples fato de entrar em contato com os TACC, por isso é preciso ser rigoroso e dar preferência aos produtos embalados.

Dieta livre de glúten
A dieta sem glúten é o melhor tratamento para doenças associadas à ingestão dessa proteína.

Não deixe de ler: Os 8 melhores tipos de massa sem glúten

Dieta saudável sem glúten

Quem segue uma dieta rigorosa, seja ela qual for, deve garantir que seja equilibrada. No caso de procurar alternativas aos cereais proibidos, pode-se optar por:

  • Arroz.
  • Painço.
  • Milho.
  • Sorgo.
  • Quinoa.
  • Trigo sarraceno.
  • Amaranto.

Na dúvida, o ideal é consultar um nutricionista. Depois de avaliar o caso particular, o profissional determinará como a dieta deve ser.

Não deixe de ler: Dieta sem glúten: como fazê-la

O que deve ficar claro sobre os efeitos do glúten no organismo?

Os efeitos do glúten no corpo são variados. Enquanto alguns conseguem digeri-lo, outros podem desenvolver doenças, especialmente doenças digestivas. Portanto, diante de sintomas de intolerância, é melhor consultar um médico para receber um diagnóstico adequado. Confirmada a intolerância ou doença celíaca, será necessário ajustar a dieta.

  • Reig-Otero, Y., Mañes, J., Manyes, I., & Font, L. (2017). Sensibilidad al gluten no celíaca (SGNC): manejo nutricional de la enfermedad. Nutr Clin Diet Hosp37(1), 171-82.
  • de Jesús Cobos-Quevedo, O., Hernández-Hernández, G. A., & Remes-Troche, J. M. (2017). Trastornos relacionados con el gluten: panorama actual. Medicina interna de México33(4), 487-502.
  • Pes GM, Bibbò S, Dore MP. Coeliac disease: beyond genetic susceptibility and gluten. A narrative review. Ann Med. 2019;51(1):1-16. doi:10.1080/07853890.2019.1569254
  • Parada, A., & Araya, M. (2010). El gluten: Su historia y efectos en la enfermedad celíaca. Revista médica de Chile138(10), 1319-1325.
  • Bai, J., Zeballos, E., Fried, M., Corazza, G., Schuppan, D., & Farthing, M. (2012). Guías Mundiales de la Organización Mundial de Gastroenterología: Enfermedad celíaca.
  • Han Y, Chen W, Li P, Ye J. Association Between Coeliac Disease and Risk of Any Malignancy and Gastrointestinal Malignancy: A Meta-Analysis. Medicine (Baltimore). 2015;94(38):e1612. doi:10.1097/MD.0000000000001612
  • Akhondi H, Ross AB. Gluten And Associated Medical Problems. [Updated 2020 Jul 6]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2020 Jan-. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK538505/