Edema pulmonar, quais os sintomas e causas?

14 de agosto de 2019
Edema pulmonar, quais os sintomas e causas?

O edema pulmonar é um problema que consiste no acúmulo de líquido nos pulmões. Este acúmulo dificulta a respiração e, por isso, coloca em risco a vida da pessoa.

Na maioria dos casos, o edema pulmonar se produz por problema no coração. No entanto, também pode ser produzido por traumatismos, pneumonias (infecção nos pulmões) ou, até mesmo, por medicamentos.

Quando o edema aparece de repente, é uma emergência médica, podendo ser mortal. Às vezes, aparece de maneira progressiva. Ainda assim, segue sendo uma situação importante que deve ser resolvida.

Neste artigo explicamos em que consiste o edema pulmonar, suas causas e seus sintomas.

Em que consiste o edema pulmonar?

Os alvéolos são as bolsas de ar que formam os pulmões. Em suma, encarregam-se de absorver oxigênio e eliminar dióxido de carbono durante a respiração. Quando se enchem de líquido ao invés de ar, esta troca de gases não pode ser realizada corretamente.

O acúmulo de líquidos é denominado edema pulmonar. Costuma ser produzido por causas relacionadas com o coração. Nestas circunstâncias, denomina-se edema pulmonar cardiogênico. Ainda mais, ocorre principalmente quando o ventrículo esquerdo do coração se debilita.

Por outro lado, este problema pode não estar relacionado com o coração (edema não cardiogênico). Acontece, por exemplo, quando uma pessoa sobe em zonas de grandes altitudes.

Pulmões com edema pulmonar

Pode te interessar: Conheça o tratamento da pneumonia

Quais são as causas do edema de pulmão?

Edema de pulmão cardiogênico

Como mencionamos anteriormente, o edema cardiogênico é originado por uma doença cardíaca. Os problemas que causam o edema de pulmão de forma mais frequente são:

  • Alterações das artérias coronárias. São aquelas que se encarregam da circulação do coração. Costumam se obstruir devido ao acúmulo de gordura (placas de ateroma), o que faz com que o coração se enfraqueça. Por conseguinte, o sangue tende a se acumular nos pulmões, e isso faz com que líquidos passem para os alvéolos.
  • Lesões do músculo cardíaco. Denomina-se cardiomiopatia. Ocorre o mesmo procedimento que no caso anterior, pelo fato do coração não bater com força suficiente, o líquido volta para os pulmões.
  • Problemas das válvulas cardíacas.
  • Hipertensão.

Edema de pulmão não cardiogênico

Neste caso, as principais causas são:

  • Grandes altitudes. Quando uma pessoa sobe para áreas de grande altitude, pode ocorrer um aumento de pressão devido à vasoconstrição dos capilares pulmonares. Por conseguinte, o líquido passa para os alvéolos.
  • Síndrome de dificuldade respiratória aguda. É um transtorno no qual os pulmões se enchem de líquidos e de glóbulos brancos. Pode ser causada por traumatismos ou infecções.
  • Medicamentos.
  • Por uma embolia pulmonar. Ocorre quando um coágulo ocupa um vaso sanguíneo pulmonar e impede que o sangue circule corretamente.
  • Infecções virais.
  • Inalação de fumaça ou afogamento.

Talvez goste de ler: Trombose venosa profunda: detecção e prevenção

Quais são os sintomas?

Os sintomas dependerão da causa e da rapidez com a qual o edema se instaure. Quando ocorre de forma aguda, os principais sintomas são:

  • Dificuldade para respirar que piora ao deitar.
  • Sensação de asfixia.
  • Ruídos ao respirar (sibilâncias). 
  • Tosse que pode ter manchas de sangue.
  • Taquicardia, o coração bate em um ritmo acelerado.
  • A pele pode estar fria e úmida e os lábios, azulados.
Taquicardia

Quando o edema aparece de maneira progressiva, os sintomas são levemente diferentes, por exemplo:

  • Também aparece dificuldade para respirar, tanto no esforço como ao deitar.
  • As pernas podem inchar.
  • Aumenta-se a sensação de fadiga.
  • Tosse que aparece ao deitar e que se alivia ao sentar.
  • Aumento de peso.

Como é possível prevenir?

Em suma, para tentar prevenir o edema, o principal é tentar evitar um problema cardíaco. Por isso, é necessário controlar a pressão arterial, já que a hipertensão é um dos principais fatores de risco de doença cardiovascular.

Fazer exercício moderado diariamente e manter uma dieta adequada são medidas essenciais. Além disso, ajuda também a controlar os níveis de pressão arterial e o de colesterol no sangue. Isso é importante porque o colesterol está relacionado com as doenças das artérias coronárias.

Por outro lado, é bom evitar fumar e consumir bebidas alcoólicas. Além disso, recomenda-se manter o peso de maneira saudável. E, logicamente, é necessário controlar o estresse.

Concluindo

Por fim, caso sinta dificuldade para respirar, fadiga ou algum dos sintomas mencionados, não hesite em procurar urgentemente um médico. O edema pulmonar é uma situação delicada que coloca em risco sua saúde.

  • Edema Pulmonar: Síntomas, Tratamientos, Causas e Información. (n.d.). Retrieved July 16, 2019, from https://cuidateplus.marca.com/enfermedades/respiratorias/edema-pulmonar.html
  • EDEMA PULMONAR » Causas, Síntomas y Tratamientos. (n.d.). Retrieved July 16, 2019, from https://www.edemapulmonar.com/
  • Insuficiencia cardíaca – Trastornos del corazón y los vasos sanguíneos – Manual MSD versión para público general. (n.d.). Retrieved July 16, 2019, from https://www.msdmanuals.com/es/hogar/trastornos-del-corazón-y-los-vasos-sanguíneos/insuficiencia-cardíaca/insuficiencia-cardíaca
  • Definición de edema pulmonar – Diccionario de cáncer – National Cancer Institute. (n.d.). Retrieved July 16, 2019, from https://www.cancer.gov/espanol/publicaciones/diccionario/def/edema-pulmonar