Doença celíaca em crianças e adolescentes

17 de outubro de 2019
A doença celíaca em crianças e adolescentes ocorre de diferentes maneiras, dependendo da idade. Pode causar vômitos, constipação e até falta de crescimento.  

Infelizmente, a doença celíaca em crianças e adolescentes é um dos transtornos digestivos mais frequentes. Estima-se que quase 500.000 pessoas no Brasil a sofrem, embora muitas delas não a conheçam.

De fato, a prevalência em crianças e adolescentes é maior que nos adultos. Quase 1 em 70 crianças são intolerantes ao glúten. É uma patologia com um grande componente genético, de modo que pessoas portadoras de certos genes correm o risco de sofrer.

Atualmente, grande parte de nossa dieta gira em torno de cereais e a presença de glúten nos alimentos é notável. Portanto, neste artigo, explicamos tudo o que você deve saber sobre a doença celíaca, especialmente quando ela afeta crianças e adolescentes.

O que é doença celíaca? 

Menina celíaca

A doença celíaca é uma patologia na qual ocorre uma reação autoimune frente ao glúten. Ou seja, o sistema imunológico reage a esse conjunto de proteínas, produzindo uma série de alterações em nosso sistema digestivo.

Numerosos estudos mostraram que a doença celíaca tem um importante componente genético. Isso significa que pessoas que possuem certos genes têm um risco maior de intolerância. No entanto, os sintomas nem sempre se desenvolvem.

Além disso, é importante notar que existem certas patologias que aumentam o risco de desenvolver a doença celíaca. Algumas delas são a Diabetes Mellitus e a Síndrome de Down.

O que acontece com esta doença? 

Pessoas com doença celíaca sofrem uma reação imune em seu sistema digestivo quando ingerem glúten. O glúten além do trigo, é encontrado em outros cereais, como cevada, espelta ou centeio.

Quando um alimento com glúten é ingerido essa reação imune causa uma inflamação da mucosa do intestino. A mucosa intestinal nos permite absorver os nutrientes necessários para nos manter saudáveis. Quando essa mucosa é alterada, o intestino não consegue obter todos os nutrientes, porque a doença celíaca pode produzir uma síndrome de má absorção.

No entanto, aqueles que sofrem de doença celíaca podem evitar sintomas ou complicações se seguirem uma dieta rigorosa e sem glúten. Se for detectado a tempo e seu consumo for evitado, a mucosa intestinal se regenera gradualmente.

Você pode estar interessado em ler também: Pãozinho de queijo e coco, uma receita muito simples e sem glúten

Como acontece com a doença celíaca em crianças e adolescentes? 

Mulher que não come pão

A doença celíaca pode ocorrer a qualquer momento da vida. No entanto, os sintomas variam com a idade. Além disso, como mencionamos, o dano produzido na mucosa intestinal pode ser reversível se detectado precocemente. Portanto, quando se trata de crianças e adolescentes, é importante estar ciente de quaisquer sintomas. Isso nos ajudará a estabelecer uma dieta adequada e evitar possíveis complicações posteriores.

Em primeiro lugar, crianças muito pequenas costumam ter diarreia e flatulência constante. Além disso, elas tendem a crescer pouco, especialmente a partir do momento em que comem alimentos sólidos com glúten.

Por outro lado, quando se trata de crianças mais velhas ou adolescentes, os sintomas geralmente consistem em dor abdominal, vômito e constipação. Também são geralmente crianças com baixa estatura para a idade. De fato, essas crianças também podem ter erupções cutâneas e anemia. Tudo isso ocorre porque o corpo não absorve todos os nutrientes necessários nesta fase de crescimento, para se desenvolver.

Você pode gostar do artigo: 5 sinais que indicam que você deve eliminar o glúten de sua dieta

Como é diagnosticada a doença celíaca em crianças? 

Em várias ocasiões, crianças e adolescentes não apresentam sintomas ou passam despercebidos. No entanto, sabemos que a genética é um fator determinante na doença celíaca. Portanto, se você ou seu parceiro a sofrem, é necessário consultar um médico para avaliar seu filho.

Existem vários exames para detectar a doença celíaca. Primeiro, geralmente é realizado um exame de sangue no qual os anticorpos presentes nessa patologia são procurados. Quando o resultado é positivo, em alguns casos é realizada uma biópsia do intestino delgado. Que consiste na introdução de uma pequena sonda através da boca no intestino. Uma vez lá, uma pequena amostra é coletada e analisada em laboratório.

Existem inúmeras maneiras de diagnosticar essa patologia em uma criança. Além disso, os testes não são dolorosos, e um diagnóstico oportuno pode melhorar significativamente a saúde do seu filho.

Em conclusão 

A doença celíaca em crianças e adolescentes ocorre de diferentes maneiras, dependendo da idade. Portanto, se você acha que seu filho pode sofrê-la, é importante que vá ao médico para realizar os exames pertinentes.

 

  • Polanco Allué, I., & Koninckx, C. R. (n.d.). INTRODUCCIÓN Y CONCEPTO Enfermedad celíaca. Retrieved from https://www.aeped.es/sites/default/files/documentos/celiaquia.pdf
  • Enfermedad celíaca en niños y adolescentes – HealthyChildren.org. (n.d.). Retrieved September 4, 2019, from https://www.healthychildren.org/Spanish/health-issues/conditions/abdominal/Paginas/celiac-disease.aspx
  • La enfermedad celíaca (para Padres) – KidsHealth. (n.d.). Retrieved September 4, 2019, from https://kidshealth.org/es/parents/celiac-disease-esp.html
  • Epidemiología de la celiaquía – Dr. Schär Institute. (n.d.). Retrieved September 4, 2019, from https://www.drschaer.com/es/institute/a/prevalencia-celiaquia