A doença celíaca pode causar infertilidade?

Geralmente, uma dieta sem glúten é suficiente para evitar problemas de fertilidade. No entanto, nem sempre isso é suficiente para reverter os efeitos da doença. Saiba mais sobre isso.
A doença celíaca pode causar infertilidade?

Última atualização: 01 Julho, 2021

A doença celíaca é um distúrbio comum na população geral e, sem uma dieta adequada, costuma estar associada a diversas complicações em vários órgãos. A infertilidade é uma consequência pouco conhecida da doença celíaca.

Isso se deve a múltiplos fatores, principalmente aos efeitos da má absorção intestinal, insuficiência placentária e alterações hormonais. Embora geralmente aconteça em mulheres, os homens também podem sofrer com isso.

Se você quiser saber um pouco mais sobre o assunto, a seguir encontrará informações úteis que explicam os principais motivos pelos quais essas duas condições tendem a ocorrer juntas. Continue lendo!

Qual é a relação entre doença celíaca e infertilidade?

A doença celíaca só causa infertilidade quando o glúten é consumido por um longo período. Isso pode acontecer por vários motivos, como os seguintes:

  • Abandono da dieta ou incapacidade de respeitar as recomendações nutricionais.
  • Falta de conhecimento do diagnóstico porque os sintomas são leves e esporádicos.

Por isso, é improvável que uma mulher com um controle adequado da doença – por um período prolongado – venha a sofrer de infertilidade. Se, apesar do controle rigoroso, o paciente apresenta essa condição, o médico pode sugerir técnicas de reprodução assistida, como discutiremos mais adiante.

Dor por doença celíaca
A doença celíaca não controlada pode causar infertilidade.

Por que a doença celíaca ocorre?

Este é um transtorno autoimune que se caracteriza por reações inflamatórias no trato digestivo que ocorrem como resultado da exposição ao glúten. Podemos encontrar esta substância em grandes quantidades em alimentos como farinha e trigo.

Devido à grande exploração comercial desses produtos, pode ser difícil – do ponto de vista social e econômico – para os pacientes manter uma dieta sem glúten. Os sintomas que podem ocorrer são os seguintes:

evidências científicas que associam a doença celíaca à infertilidade em várias ocasiões – especialmente em mulheres. Mencionamos a seguir quais são as alterações no organismo que explicam esse fenômeno.

Doença celíaca e infertilidade: fatores relacionados

As reações inflamatórias não apenas causam efeitos locais no trato digestivo, mas são capazes de alterar vários sistemas. Portanto, a doença celíaca está relacionada à infertilidade.

Má absorção intestinal

Uma das consequências mais diretas da exposição ao glúten nesses pacientes é o dano ao revestimento do intestino. Isso pode comprometer muito a capacidade desse órgão de absorver os micro e os macronutrientes. O nome para os sinais e sintomas que este problema ocasiona é síndrome de má absorção intestinal.

Infelizmente, alguns micronutrientes essenciais para o corpo – como o ferro e a vitamina B12 – são essenciais para que o embrião se implante nas paredes do endométrio e comece a se desenvolver. Isso explica parcialmente a origem da infertilidade.

Insuficiência placentária

A placenta é um órgão muito importante que permite a passagem de nutrientes da mãe para o embrião ou feto. Como o sistema imunológico abrange todos os órgãos, os anticorpos gerados contra o glúten podem, às vezes, danificar esse tecido e causar insuficiência placentária.

Isso significa que a placenta não cumpre suas funções como deveria. A consequência mais direta é que o embrião não pode se desenvolver adequadamente, resultando em aborto espontâneo. Esse evento pode ocorrer em várias ocasiões e é difícil fazer um diagnóstico quando a mãe não tem outros sintomas evidentes de doença celíaca.

Problemas hormonais

Esse aspecto nos permite explicar os casos de infertilidade masculina. A mesma falta de micronutrientes pode causar desequilíbrios hormonais significativos, principalmente quando afetam a testosterona. Este é o hormônio sexual masculino e tem um papel importante na espermatogênese.

Esse processo é o que se destina a formar os espermatozoides, que são as células sexuais masculinas que realizam a fertilização junto com os óvulos femininos. A diminuição crônica de testosterona pode influenciar negativamente a espermatogênese.

Homem com infertilidade
Nos homens, a doença celíaca pode causar problemas hormonais, como a baixa testosterona.

Quais são as opções de tratamento?

O controle da doença de base é fundamental para evitar a infertilidade, seja por problemas na implantação do embrião, seja por abortos repetidos. Esse controle consiste na manutenção de dietas rigorosas sem glúten. Felizmente, hoje podemos encontrar muitos desses produtos em grandes supermercados e lojas de produtos naturais.

Embora isso deva ser suficiente, a infertilidade nem sempre é reversível ou evitável. Uma opção válida para esses pacientes são as técnicas de reprodução assistida em qualquer uma de suas modalidades. As mais conhecidas são as seguintes:

  • Inseminação artificial.
  • Fecundação in vitro.
  • Injeção intracitoplasmática de espermatozoides.

Em alguns países, estas técnicas fazem parte do sistema público de saúde, embora em muitos lugares  só possam ser acessadas ​​por meio de clínicas privadas.

Uma dieta adequada costuma ser a solução

Um paciente com doença celíaca pode viver normalmente desde que siga as recomendações nutricionais indicadas. Isso vai além do desconforto digestivo, pois a exposição prolongada ao glúten também pode levar a distúrbios dos sistemas nervoso e cardiovascular e, é claro, à infertilidade.

Pode interessar a você...
Dieta para celíacos: conselhos e alimentos proibidos
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Dieta para celíacos: conselhos e alimentos proibidos

Antes de iniciar uma dieta para celíacos, consulte um nutricionista. Se você tiver certeza de que tem esse problema, saiba o que comer..



  • Ivarsson A. The Swedish epidemic of coeliac disease explored using an epidemiological approach –some lessons to be learnt. Best Pract Res Clin Gastroenterol 2005;19:425-40.
  • Martos I, et al. Influencia de la enfermedad celíaca en los trastornos de la fertilidad y del embarazo. Paraninfo Digital 2018;XII(28):e105.
  • Polanco I, et al. Enfermedad celíaca. Protocolos diagnóstico-terapéuticos de Gastroenterología, Hepatología y Nutrición Pediátrica SEGHNP-AEP.
  • Sheiner E, Peleg R, Levy A. Pregnancy outcome of patients with known celiac disease. Eur J Obstet Gynecol Reprod Biol. 2007;129(1):41-45.
  • Zugna D, Richiardi L, Akre O, Stephansson O, Ludvigsson JF. A nationwide population based study to determine whether coeliac disease is associated with infertility. Gut. 2010:59(11):1471-1475.