Diverticulite e diverticulose: o que são e como se tratam?

· 25 de janeiro de 2019
A diverticulite não apresenta sinal até ela se tornar crônica. Estima-se que ela pode aparecer por culpa de uma má alimentação por um longo período de tempo

Os divertículos são uma espécie de bolsas que sobressaem do revestimento do intestino grosso. Quando se inflamam ou infectam, podem desenvolver duas patologias: diverticulite e diverticulose. Conheça mais sobre elas nesse artigo.

O que se deve saber sobre a diverticulite e diverticulose?

A diverticulite se produz quando as bolsas intestinais se inflamam e “capturam” a matéria fecal.  Afeta principalmente, as pessoas com mais de 60 anos. Entretanto, não se sabe exatamente as causas deste problema.

Estima-se que é devido a uma má alimentação durante muito tempo. Ou seja, se deve à falta de fibras, à prisão de ventre excessiva e ao consumo de comida processada e refinada.

Um dos problemas da diverticulite é que, geralmente, não apresenta sintomas até que a doença se torna crônica. Então, aparece uma dor mais forte do que uma cólica ou uma distensão na parte baixa do abdômen. Entretanto, se o quadro já for mais grave, então os pacientes apresentam:

  • Sangue nas fezes
  • Distensão ou gases
  • Febre
  • Calafrios
  • Sensibilidade na parte inferior do abdômen
  • Vômitos e náuseas
  • Falta de apetite
  • Dor na parte inferior das costas.

Leia também: 6 alimentos para tratar a síndrome do intestino irritável

Dados sobre a diverticulose

Dores por diverticulite

Neste caso, os divertículos não podem realizar seu trabalho de evacuação como deveriam, portanto, a matéria fecal vai se acumulando no intestino.

Quando o cólon se satura das fezes que não elimina, então, ocorre o risco de se ter uma intoxicação geral. Isso traz como consequência todo tipo de doença, porque a infecção pode se estender a outros órgãos.

As causas da diverticulose são, principalmente:

  • Dieta desequilibrada e com muitas substâncias tóxicas ou irritantes.
  • Músculo intestinal debilitado por sobrepeso ou prisão de ventre.
  • Vida sedentária, maus hábitos e falta de exercício.
  • Causas emocionais: negatividade, estresse, ansiedade.

Os sintomas da diverticulose são:

  • Prisão de ventre prolongada.
  • Dores abdominais ao ir ao banheiro.
  • Ventre inflamado.
  • Fezes duras.
  • Gases.
Diverticulite e diverticulose, sintomas

Os melhores remédios naturais para a diverticulite e a diverticulose

Temos de mudar nossos hábitos alimentares e, além disso, começar a fazer esportes. Por outro lado, podemos aproveitar as coisas boas que a natureza dá para tratar os problemas nos divertículos do intestino.

Os melhores remédios caseiros são:

Linhaça

As sementes ou farinha de linhaça são muito boas devido ao seu grande conteúdo de fibras. Entretanto, para consumi-las, primeiramente você precisará triturá-las e hidratá-las, porque senão vai piorar sua situação.

Você pode ingerir uma colher de linhaça em pó em jejum e outra antes de dormir com uma boa quantidade de água.

Esta receita natural não é recomendada para as mulheres grávidas, ou para aquelas pessoas que sofrem de transtornos no sangue ou de obstruções intestinais.

Farelo de trigo

Outra grande fonte de fibra que você pode aproveitar. O farelo de trigo serve para reduzir a prisão de ventre e melhorar a qualidade das fezes. O pão de trigo é uma das melhores maneiras de ingerir essa semente. Algumas pessoas também colocam farelo de trigo em pó ou triturado em:

  • Tortas
  • Sopas
  • Cremes
  • Saladas
  • Batidas
  • Sucos

Camomila

Esta erva tem a capacidade de reduzir a inflamação, portanto, alivia os sintomas da diverticulite e da diverticulose. Você pode consumi-la em forma de infusão (chá).

Ingredientes

  • 1 colher de flores de camomila (3 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Preparação

Ferva a camomila com a água, deixe repousar por uns minutos, coe e beba. Adoce com mel, porque ele tem propriedades antissépticas e anti-inflamatórias.

Camomila para a diverticulite e diverticulose

 

Hortelã

Uma planta com muitos efeitos para os problemas digestivos e intestinais. Um chá de hortelã, logo depois das principais refeições, pode ser de muita ajuda para aliviar o inchaço no abdômen. Portanto, diminui também as dores no ventre e as náuseas.

Recomenda-se consumir até três xícaras ao dia.

Ingredientes

  • 1 colher de folhas de hortelã (3 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Preparação

Faça o chá como de costume. Adoce com mel ou estévia. Entretanto, não escolha esse remédio caseiro de hortelã se você sofrer com acidez.

Hortelã para diverticulite e diverticulose

Orégano

Esta planta aromática tem a capacidade de reduzir as infecções do cólon. Muito utilizada nas comidas como tempero, ao mesmo tempo, é também apreciada em infusões.

Ingredientes

  • 1 colher de folhas secas ou frescas (3 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)

Tomilho

O tomilho é uma grande fonte de fibras, e isso mostra que não são apenas as sementes que contêm esse nutriente. Além disso, possui propriedades analgésicas, antiespasmódicas e anti-inflamatórias.

É um excelente remédio para as pessoas que sofrem de problemas nos divertículos. Assim, utilize-o como condimento em alimentos como, por exemplo, saladas, sopas, cremes ou molhos.

Cúrcuma

Também conhecida como açafrão da Índia, e principal ingrediente do curry, é um perfeito anti-inflamatório. Entretanto, é consumido em pouca quantidade porque aumenta a temperatura corporal e tem um sabor muito forte.

Reduz o inchaço do intestino causado pela diverticulite.

Maçã

A maçã ajuda a manter o bom funcionamento do sistema digestivo e intestinal, porque conta com fibras solúveis e insolúveis.

Entretanto, para as pessoas que sofrem de diverticulose, aconselha-se consumir maçã sem casca, tanto crua como cozida. Além disso,  sempre em pequenos pedaços, para que seja mais fácil digerir.

Maçã para diverticulite e diverticulose

Ameixas

A fruta pode ser consumida, tanto fresca, como seca. É um remédio para a prisão de ventre muito conhecido, pois as ameixas possuem uma boa quantidade de fibras e são recomendadas para os pacientes com diverticulite.

Regulam a evacuação e por outro lado, ajudam com que a água dos intestinos forme fezes mais macias.

Quer conhecer mais? Leia: Os 12 melhores laxantes naturais

O que evitar se você sofre de diverticulite ou diverticulose?

Recomenda-se não consumir esses alimentos:

  • Sementes inteiras
  • Morangos
  • Pipocas de milho
  • Gergelim
  • Sementes de girassol (pipas)
  • Romã
  • Amoras
  • Framboesas
  • Café
  • Chocolate
  • Refrigerantes
  • Comidas processadas
  • Farinhas e açúcares refinados.

Então, este artigo foi útil pra você? Sendo assim, continue na nossa página com mais dicas para a sua saúde e bem-estar.

  • Poate, H. R. G. (1941). DIVERTICULOSIS AND DIVERTICULITIS. Australian and New Zealand Journal of Surgery. https://doi.org/10.1111/j.1445-2197.1941.tb02867.x
  • Touzios, J. G., & Dozois, E. J. (2009). Diverticulosis and Acute Diverticulitis. Gastroenterology Clinics of North America. https://doi.org/10.1016/j.gtc.2009.06.004
  • Sheth, A. A., & Floch, M. H. (2012). Diverticular Disease of the Colon. In Textbook of Clinical Gastroenterology and Hepatology: Second Edition. https://doi.org/10.1109/OFC.1999.766354