Como fazer uma dieta para os primeiros meses de gravidez

· 28 de maio de 2018
Uma boa dieta nos primeiros meses de gravidez garante a nutrição que tanto a mãe quanto o feto requerem. Saiba quais são os aspectos básicos que devem ser considerados.

Adotar uma boa dieta para os primeiros meses de gravidez é determinante para o bebê que está a caminho. A nutrição que se obtém de uma boa alimentação é uma das chaves para que o desenvolvimento dos órgãos do feto evolua de forma favorável.

Em torno deste tema, existem muitos mitos que levam as futuras mães a fazer escolhas alimentares ruins. Apesar de ser verdade que as necessidades calóricas aumentam, não se trata de “comer por dois” e nem de cair em algum tipo de excesso.

Tal e como acontece com outros planos de alimentação saudáveis, consiste em combinar alimentos de alta qualidade, que podem proporcionar toda a energia e os nutrientes que requeridos nesta etapa.

Considerando isso, não só se evitam complicações posteriores na saúde da  mãe e do feto, mas também previnem diversos tipos de mal-estar próprios da gestação, como a sensação de cansaço, as náuseas e a prisão de ventre.

O que se deve ter em conta na dieta para os primeiros meses de gravidez? Quais são os alimentos mais recomendados? Para resolver estas dúvidas, a seguir compartilhamos os aspectos mais importantes.

Por que é tão importante adotar uma dieta para os primeiros meses de gravidez?

Qual dieta manter na gravidez?

As mulheres grávidas devem ser conscientes do papel que a dieta desempenha no desenvolvimento do seu bebê. Esta etapa traz consigo algumas necessidades nutricionais especiais que interferem tanto na saúde do feto quanto nas mudanças que o organismo sofre.

Portanto, é fundamental saber planejar uma boa dieta para os primeiros meses de gravidez, considerando que o número de calorias se eleva levemente (cerca de 150 a mais por dia) e se requer uma dose adicional de nutrientes como o ácido fólico e o ferro.

Não é certo excluir refeições, e muito menos comer o dobro. Ainda que estes extremos tenham existido desde sempre, atualmente faz-se um chamado especial para que as refeições sejam balanceadas, em proporções justas, com um conteúdo calórico apropriado.

Conselhos para fazer uma boa dieta nos primeiros meses de gravidez

Tendo claro por que é tão importante considerar a alimentação nos primeiros meses de gravidez, o seguinte passo é conhecer alguns conselhos básicos para que a dieta esteja bem balanceada e supra os requerimentos desta etapa.

Escolher alimentos variados

Alimentação saudável

Um dos pilares de todo plano de alimentação balanceado é a escolha de alimentos variados que permitam cumprir com todas as necessidades nutricionais do organismo. Durante a gestação, é fundamental aumentar o consumo de fontes de:

  • Ácidos graxos
  • Proteínas
  • Ferro
  • Cálcio
  • Ácido fólico

Em geral, pode-se incluir todos os grupos de alimentos, ainda que fazendo uma combinação adequada. Por exemplo, ao invés de consumir muitos carboidratos, pode-se comer porções maiores de vegetais e frutas.

Os alimentos recomendados são:

  • Cereais e grãos integrais
  • Frutas e vegetais frescos
  • Laticínios pobres em gordura
  • Carnes magras
  • Peixes gordurosos
  • Oleaginosas e sementes

Tomar bastante líquido

Em toda gravidez, é primordial ter um consumo adequado de líquidos saudáveis. A água participa nas funções dos órgãos principais do corpo, e também no processo de formação do feto.

Ingerir uma boa quantidade de líquido por dia contribui para manter a sensação de energia e, por sua vez, evita problemas típicos como a prisão de ventre e a retenção de líquidos.

  • O ideal é consumir entre 8 e 10 copos de água por dia, seja pura ou em infusões.

Comer regularmente

Mulher comendo salada

Fazer jejum ou pular alguma das refeições principais pode ser muito perigoso nesses primeiros meses de gravidez. De fato, isso deve ser evitado em toda gestação e durante a amamentação.

É aconselhável fazer refeições regulares, de tal modo que as porções fiquem divididas para cinco ou seis refeições ao dia. Como sempre, deve-se fazer pratos principais e snacks ou lanches.

Cada prato deve aumentar seu teor calórico, sem cair em excessos. O apropriado é que se somem, no máximo, 200 calorias à quantidade diária normal.

Ingerir suplementos de vitaminas e minerais

Os requerimentos de vitaminas e minerais variam um pouco na gestação. Ainda que muitos dos nutrientes possam ser obtidos com uma boa dieta, às vezes é necessário recorrer a alguns suplementos para absorver a quantidade necessária.

Durante os primeiros meses de gravidez os requerimentos de cálcio passam de 1000 miligramas a 1200 miligramas; o folato aumenta de 170 microgramas para 400 microgramas; o ferro aumenta de forma considerável, por isso sua quantidade deve ser prescrita em cada caso pelo médico.

Você está preocupada com o tema da alimentação nesses primeiros meses de gravidez? Além de pôr em prática as recomendações dadas, lembre-se de que é preciso evitar o consumo de bebidas alcoólicas, gorduras saturadas e alimentos irritantes.

Tenha em conta que o cardápio pode variar em função de suas necessidades. Se tiver alguma condição especial, ou se não conseguir resolver suas dúvidas, consulte um nutricionista.