Dieta adequada para reduzir inflamações

· 5 de fevereiro de 2015
Embora a inflamação seja um mecanismo de defesa natural que tem como finalidade nos proteger de substâncias tóxicas, quando se torna crônica pode chegar a atacar tecidos saudáveis.

Por que é benéfico uma dieta para reduzir as inflamações? Basicamente, para desfrutar de uma melhor qualidade de vida e, além disso, para controlar nosso peso.

Uma nutrição rica em alimentos processados, por exemplo, causa muitas doenças que podem ser evitadas. Explicamos mais a seguir.

A importância de uma dieta para reduzir as inflamações

Por que aparecem inflamações em nosso corpo? Certamente já aconteceu com você pelo menos uma vez. Todos nós temos aqueles dias nos quais levantamos inchados e pesados, um mal estar indefinível que nos faz sentir lentos e muito cansados.

Devemos considerar, por exemplo, que o fato de comer muitos carboidratos ou muito açúcar, provoca a liberação de mais insulina do que o normal. Uma parte será armazenada nos músculos, o que é bom quando fazemos exercício, pois os fortalece. Porém, se existir em excesso, permanecerá no sangue como um tóxico inflamando e formando gordura.

A inflamação é um mecanismo de defesa natural que nosso corpo possui com a finalidade de nos proteger frente às substâncias tóxicas. Em determinadas ocasiões, acontece devido a um vírus, ao excesso de insulina, a substâncias estranhas, pancadas, infecções, vírus, etc.

Ainda que seja um mecanismo de defesa não é algo positivo, pelo contrário. Em determinados casos, a inflamação é crônica e ataca os tecidos saudáveis, como é o caso da diabetes do tipo 1, artrite reumatoide, lúpus, etc.

Dieta para reduzir inflamações

Dieta para reduzir inflamações

Os médicos dizem que as mulheres são, geralmente, as mais propensas a sofrer de inflamações. Existem alimentos que causam mal estar e que são degradados de modo diferente nos organismos de homens e mulheres.

Desta forma, vale a pena saber sobre isso, pois a longo prazo a inflamação acelera o envelhecimento, favorecendo problemas que todos querem evitar, tais como obesidade, hipertensão, diabete, artrite, Alzheimer, doenças do coração.

Alimentos ricos em ácidos graxos ômega 3

Conforme a revista “American Journal of Clinical Nutrition”, os alimentos ricos em ácidos graxos ômega 3 são ideais para reduzir inflamações.

A ideia é estabilizar o açúcar no sangue mediante uma alimentação de baixo teor glicêmico e gorduras saudáveis que nos permitam conseguir um equilíbrio adequado.

Um dos maiores erros que cometemos em alguns casos, é comer muita gordura ômega 6, que produz compostos do tipo hormônios eicosanoides, que provocam inflamação crônica. Então, quais alimentos ricos em ômega 3 podemos consumir?

  • Peixes azuis
  • Salmão
  • Nozes
  • Sementes de chia
  • Sementes de abóbora

Cítricos saudáveis

Os nutricionistas recomendam, antes de tudo, uma fruta: o “grapefruit” ou a toranja. É simplesmente maravilhosa. Além dela, também há outros cítricos que podem cair muito bem, tais como:

  • Laranja
  • Limão
  • Kiwi
  • Manga

Evite consumi-los muito maduros porque terão muito açúcar e não será o ideal.

Mas, por que os cítricos nos ajudam a reduzir as inflamações? Basicamente porque contêm altas doses de vitamina C, vitamina E e de flavonoides ideais para reduzir a inflamação dos tecidos.

Os médicos dizem que consumir diariamente uma toranja, por exemplo, reduziria os níveis de proteína C reativa, um indicador básico que gera a temida inflamação.

Não deixe de ler: Como usar a toranja para prevenir a diabetes

Suco de tomate

O suco de tomate pode ajudar a reduzir inflamações

O tomate é um alimento rico em licopeno e, como você já sabe, trata-se de um grande antioxidante que nos fornece muitos de benefícios.

É uma valiosa fonte de sais minerais e vitaminas, em particular A e C, excelentes para cuidar de nosso sistema digestivo, para desinfetar e limpar nosso corpo.

Vale a pena, além disso, considerar, uma pesquisa publicada recentemente no “British Journal of Nutrition”, onde diz que é recomendado tomar um copo de suco de tomate diariamente durante 12 dias do mês.

Verduras de folha grande

Você sabe quais são as verduras de folha grande? Espinafre e brócolis, principalmente, são as mais saudáveis e benéficas. São ricas em vitamina K e este elemento é essencial para reduzir inflamações.

Saiba que a vitamina K tende a estar muito presente em nosso cólon. Desta forma, se elevarmos seu nível em nosso corpo, fortaleceremos e limparemos melhor nosso organismo, eliminando as toxinas que causam inflamações.

Leia também: 8 dicas para comer mais verduras

Arroz negro

Alguma vez já provou o arroz negro? É muito saudável e benéfico. Trata-se de uma variedade do cereal que reduz a inflamação relacionada com as alergias ou a asma, em especial porque limita a liberação de histamina em 30%, como afirma um estudo publicado no “Journal of Agricultural and Food Chemistry”.

Além disso, saiba que o arroz negro é um dos cereais que mais possuem antioxidantes e minerais, excelente para regular o peso, cuidar do coração, prevenir a diabetes e proporcionar muita energia.

  • Jacob, K., Periago, M. J., Böhm, V., & Berruezo, G. R. (2008). Influence of lycopene and vitamin C from tomato juice on biomarkers of oxidative stress and inflammation. British Journal of Nutrition. https://doi.org/10.1017/S0007114507791894
  • Galland, L. (2010). Diet and inflammation. Nutrition in Clinical Practice. https://doi.org/10.1177/0884533610385703