Dicas para prevenir a artrose a partir dos 35 anos

· 21 de novembro de 2018
Embora a relacionemos com idades avançadas, devemos tomar medidas para prevenir a artrose desde cedo, pois se não cuidarmos de nossas articulações é possível que esse distúrbio apareça antes dos 35 anos

Você sabia que esse é um distúrbio relacionado ao desgaste das articulações, e que existem várias dicas para prevenir a artrose a partir dos 35 anos? Siga lendo para saber mais!

Hoje vamos falar sobre esse assunto, para que você possa conhecer um pouco mais sobre essa condição e como detectá-la a tempo. Além disso, como a maioria das doenças, esta também pode ser evitada se você levar em conta algumas simples recomendações.

O que é a artrose?

A artrose, de acordo com a International Arthrosis Foundation (OAFI), “é uma doença articular degenerativa que afeta tanto a cartilagem quanto os ossos e tecidos moles da articulação”. Não é apenas a lesão de uma parte do corpo, mas envolve um conjunto de partes interdependentes que devemos cuidar: ossos, cartilagens e tecidos.

O objetivo da cartilagem articular é simples: fazer com que os ossos deslizem entre eles para permitir o movimento. No entanto, a cartilagem articular desgastada expõe a superfície do osso, que ao esfregar-se um com o outro osso gera muita dor.

  • Tende a afetar as articulações mais usadas, como das mãos e a coluna e daquelas que suportam o peso, como dos quadris e joelhos.
  • Os grupos de risco mais comuns são os idosos, atletas e pessoas que realizam trabalhos fortes que exijam muita sobrecarga ou tensão nas articulações.

Quais são os sintomas?

Entre os sintomas mais comuns da artrose estão:

  • Dor nas articulações e rigidez
  • Inchaço proeminente no nível das articulações
  • Rangido ou barulho com o movimento da articulação
  • Diminuição da função articular

Quais são as causas da artrose?

6 dicas para prevenir a artrose a partir dos 35 anos

Embora seja verdade que existem muitas razões para a ocorrência desta condição, entre as mais comuns estão:

  • Sedentarismo
  • Excesso de atividade física
  • Alterações mecânicas do corpo
  • Traumatismos e pequenas lesões
  • Enfraquecimento da cartilagem como produto de uma má alimentação.

Embora tenha um componente genético, as causas mais comuns são geralmente relacionadas aos hábitos de vida. A obesidade é a principal causa, por isso é necessário cuidar da alimentação desde cedo. Crianças obesas são propensas à artrose, em algum momento de suas vidas.

Embora possa parecer irônico, o exercício também pode causar artrose. Claro, só se for muito intenso e se for feito em excesso. Atletas como boxeadores, jogadores de futebol, tenistas, ou aqueles que praticam levantamento de peso tendem a desenvolver artrose ao longo do tempo.

Não perca: Segundo um estudo, os cítricos nos ajudam a prevenir a obesidade e os infartos cerebrais

Como a artrose é diagnosticada?

O diagnóstico da artrose é geralmente obtido a partir da consulta a um especialista (reumatologistas, fisioterapeutas e ortopedistas). A detecção da artrose é geralmente devida aos sintomas previamente descritos e aos resultados do exame físico.

Além disso, o especialista recorre a exames como radiografias e outros para determinar o nível da doença e para descartar outras condições das articulações. Após conhecer o grau de complicação da doença, este indicará o tratamento adequado, levando em consideração as características fisiológicas do paciente.

Nos casos mais graves a intervenção cirúrgica pode ser uma opção para aliviar os sintomas.

6 dicas para prevenir a artrose a partir dos 35 anos

Como muitas doenças, a artrose também pode ser prevenida, uma vez que não está estritamente condicionada a fatores genéticos, embora em alguns casos possa haver tal influência. São os hábitos da vida que têm maior peso no aparecimento da doença.

As dicas para prevenir a artrose consistem em:

1. Informar-se sobre a doença

Isso não é importante somente para aqueles que sofrem, mas também é muito valioso para qualquer pessoa. Geralmente, são pessoas que se encaixam nos grupos de risco mais comuns como: mulheres, atletas, e pessoas que sofrem de obesidade.

Conhecer tudo o que está relacionado com a doença irá ajudar a tomar as precauções necessárias para evitar lesões e a recorrência da doença. Além disso, se um de seus parentes for diagnosticado, será muito útil para ajudar a ele a enfrentar a doença.

2. Realizar atividade física moderada

A atividade física permite o fortalecimento dos músculos e articulações. No caso de ser um atleta, é muito importante realizar atividades físicas sob a supervisão de um treinador e ir ao médico periodicamente para verificar o estado das articulações.

Se você estiver apenas começando com sua rotina de esportes também é muito importante ter a supervisão de um profissional. Além disso, deverá complementar a atividade física com informações sobre como os exercícios são realizados. Isso ajudará você a dominar melhor cada movimento sem sobrecarregar músculos, ossos e tendões.

Descubra: Bebida de dente-de-leão: um remédio caseiro para cuidar dos seus ossos

3. Manter uma dieta equilibrada é uma das dicas para prevenir a artrose também

A perda de peso no caso de pessoas obesas alivia a sobrecarga das articulações e, portanto, retarda o aparecimento de artrose. Ter uma dieta equilibrada permitirá que a pessoa mantenha o peso adequado para sua idade e altura.

Manter uma dieta rica em nutrientes, vitaminas e minerais é muito importante, assim como reduzir o consumo excessivo de gorduras saturadas, carboidratos e açúcares. Isso não só ajudará a evitar artrose, mas também doenças cardiovasculares.

4. Manter uma dieta rica em suplementos que nutrem a cartilagem

O consumo de suplementos como colágeno hidrolisado, sulfato de condroitina, glicosamina e ácido hialurônico é ideal para nutrir a cartilagem. Recomenda-se uma dieta rica nestes suplementos, ou a sua ingestão na forma de cápsulas.

Alguns suplementos, como a glucosamina, já são produzidos pelo nosso corpo e são encontrados em torno das articulações. No entanto, à medida que envelhecemos, o grau deste suplemento diminui e a articulação enfraquece. Por esse motivo, é importante consumi-lo com frequência.

5. Evitar cargas pesadas e movimentos repetitivos das articulações para prevenir a artrose

Evitar cargas pesadas para prevenir a artrose

Submeter as articulações a um grande esforço irá enfraquecê-las. Em caso de levantamento de cargas pesadas, isso deve ser feito com cautela e com pouca frequência. Da mesma forma, realizar movimentos repetitivos das articulações poderia desgastá-las e isso aumentaria as chances de sofrer de artrose.

  • Se você estiver lesionado e precisar realizar atividades ou trabalhos exigentes, faça pausas com frequência.
  • Da mesma forma, proteja suas articulações com a ajuda de implementos, como cotoveleiras e joelheiras, a fim de evitar complicações.

6. Use calçados apropriados

Os sapatos que dão estabilidade ao caminhar e amortecem corretamente as pisadas são uma das dicas para prevenir a artrose. O uso excessivo de saltos altos não é recomendado.

Embora você possa usar saltos em ocasiões especiais, é aconselhável não os usar diariamente. O uso contínuo causará instabilidade em seu corpo à cada passo. Suas chances de sofrer uma queda aumentam e, além disso, o sapato não absorve corretamente o impacto entre o chão e o seu pé. Portanto, poderia aumentar o risco de lesões.

Siga estas dicas simples para diminuir suas chances de sofrer de artrose. Não sobrecarregue suas articulações e cuide delas.

Se você sentir dor nos joelhos, quadris ou mãos, lembre-se de visitar seu médico o mais rápido possível, para saber o que pode estar acontecendo. Não espere para tratar a artrose, quando for tarde demais.