3 recomendações para aumentar a resistência sexual

12 Março, 2020
Você quer aumentar a sua resistência sexual? Preste atenção nessas dicas e, caso a situação não seja resolvida, não hesite em procurar um urologista.

Aumentar a resistência sexual nos permite desfrutar do sexo de uma maneira muito mais satisfatória. No entanto, para isso, devemos ter em mente os problemas de ejaculação precoce e exaustão física que ocorrem nas relações sexuais.

Embora estes possam parecer problemas difíceis de resolver, atualmente existe uma série de exercícios para aumentar a resistência sexual sem nenhuma dificuldade. É claro que devemos estar cientes de que somente sendo constantes em sua prática alcançaremos os resultados que estamos procurando.

Recomendações para aumentar a resistência sexual

1. Aumente a resistência sexual praticando exercícios

Correr para aumentar a resistência sexual
O exercício físico melhora a resistência física necessária para ter um melhor rendimento nas relações sexuais.

Você não dura muito tempo no sexo porque se cansa mais cedo do que gostaria? Já se sente cansado mesmo no comecinho das relações sexuais? Talvez isso ocorra porque você não tem uma boa resistência física. Provavelmente você não é capaz de correr nem um minuto sem se sentir exausto.

O fato de ter uma vida sedentária ou de não se esforçar para trabalhar essa resistência tem suas consequências na hora do sexo. Felizmente, existe uma solução fácil para este problema.

  • Primeiramente, é importante começar a caminhar todos os dias por vinte a trinta minutos.
  • Quando o hábito for adquirido, o ideal é tentar correr.
  • O objetivo será atingir cinco minutos e, depois, aumentar esse tempo.
  • A constância no treinamento será o que lhe permitirá continuar progredindo.

O exercício físico deve ser feito todos os dias. Se você perceber que é difícil manter uma rotina sozinho, pode se matricular em uma academia e ter um plano de treinamento adequado para melhorar a resistência. Ser constante vai ajudá-lo a aumentar a resistência sexual.

Você pode gostar de ler: 6 exercícios para ter relações sexuais incríveis

2. Faça exercícios de Kegel

Outra maneira de aumentar a resistência sexual é fazendo exercícios de Kegel. Estes tornaram-se muito difundidos ultimamente graças aos incríveis benefícios que oferecem aos que os praticam, sejam homens ou mulheres. O objetivo é fortalecer os músculos do assoalho pélvico. No caso dos homens, isso melhora a ereção.

Se um homem praticar os exercícios de Kegel, terá ereções firmes por um longo período de tempo, além de poder atrasar a ejaculação. Isso é muito interessante para as pessoas que sofrem de ejaculação precoce.

Como fazer isso?

  • Nos primeiros dias, tente reduzir o fluxo de urina quando você estiver no banheiro.
  • Depois de detectar quais são os músculos, você poderá exercitá-los em qualquer outro lugar.
  • Comece contraindo durante quatro segundos e descanse dois.
  • Faça isso pelo menos por dois minutos.
  • Depois de uma semana, você pode aumentar o tempo.

Atualmente, graças à tecnologia, existem diferentes aplicativos para telefones celulares que podem nos lembrar que devemos realizar os exercícios de Kegel, bem como o tempo que devemos dedicar a eles. Isso é muito interessante, pois nos permitirá adquirir o hábito e ver o progresso.

Você também pode se interessar: Orgasmo seco: o que é e por que acontece

3. Os benefícios da masturbação

Homem se masturbando
A masturbação permite conhecer o seu corpo e experimentar antes das relações sexuais.

A masturbação, mesmo tendo um parceiro, traz muitos benefícios para aumentar a resistência no sexo. A razão é que ela nos permite conhecer o nosso próprio corpo. Assim, vamos entender o que podemos fazer para retardar a ejaculação e aguentar mais tempo durante as relações sexuais.

Além disso, durante a masturbação, você pode experimentar diferentes técnicas para retardar a ejaculação e verificar se elas funcionam ou não no seu caso. Este também será um exercício que terá resultados durante as relações sexuais.

  • Quando estiver prestes a atingir o orgasmo, você pode pressionar a cabeça do pênis.
  • Quando estiver quase chegando ao clímax, pare de se tocar, respire profundamente e adie a ejaculação.

Embora possa não parecer relevante, esses exercícios podem aumentar notavelmente a resistência sexual. Portanto, se você tiver problemas para durar nas relações sexuais, a masturbação é uma boa ideia. Além disso, é um hábito bastante saudável.

Se você está tentando aumentar a sua resistência sexual, esperamos que este artigo tenha lhe permitido descobrir uma série de dicas que você pode aplicar para começar a ver resultados.

No entanto, se você ficar frustrado e não conseguir ver nenhuma melhoria, não hesite em consultar um especialista. Às vezes, especialmente no caso de problemas de ejaculação precoce, pode ser necessário contar com a ajuda de alguns medicamentos.

  • Alwaal, A., Breyer, B. N., & Lue, T. F. (2015). Normal male sexual function: emphasis on orgasm and ejaculation. Fertility and Sterility, 104(5), 1051–1060. https://doi.org/10.1016/j.fertnstert.2015.08.033
  • Cacciari, L. P., Pássaro, A. C., Amorim, A. C., & Sacco, I. C. N. (2017). High spatial resolution pressure distribution of the vaginal canal in Pompoir practitioners: A biomechanical approach for assessing the pelvic floor. Clinical Biomechanics, 47, 53–60. https://doi.org/10.1016/j.clinbiomech.2017.05.015
  • Dumoulin, C., Cacciari, L. P., & Hay-Smith, E. (2018). Pelvic floor muscle training versus no treatment, or inactive control treatments, for urinary incontinence in women. The Cochrane Database of Systematic Reviews10(10), CD005654. https://doi.org/10.1002/14651858.CD005654.pub4
  • Ma, G. C., Zou, Z. J., Lai, Y. F., Zhang, X., & Zhang, Y. (2019). Regular penis-root masturbation, a novel behavioral therapy in the treatment of primary premature ejaculation. Asian Journal of Andrology21(6), 631–634. https://doi.org/10.4103/aja.aja_34_19
  • Maiorino, M. I., Bellastella, G., & Esposito, K. (2015). Lifestyle modifications and erectile dysfunction: what can be expected?. Asian Journal of Andrology, 17(1), 5–10. https://doi.org/10.4103/1008-682X.137687
  • Otani T. (2019). Clinical review of ejaculatory dysfunction. Reproductive Medicine and Biology, 18(4), 331–343. https://doi.org/10.1002/rmb2.12289
  • Perelman, M. A. (2016). Reexamining the Definitions of PE and DE. Journal of Sex & Marital Therapy, 43(7), 633–644. https://doi.org/10.1080/0092623x.2016.1230161
  • Smith, L., Grabovac, I., Yang, L., Veronese, N., Koyanagi, A., & Jackson, S. E. (2019). Participation in Physical Activity is Associated with Sexual Activity in Older English Adults. International Journal of Environmental Research and Public Health, 16(3), 489. https://doi.org/10.3390/ijerph16030489