Dermaplaning: benefícios, processo e cuidados

O dermaplaning é uma esfoliação ideal para melhorar a luminosidade da pele. Explicamos em que consiste e quais cuidados você deve ter ao fazer este procedimento.
Dermaplaning: benefícios, processo e cuidados

Última atualização: 08 Agosto, 2021

O dermaplaning tornou-se uma tendência no mundo dos tratamentos estéticos. Redes sociais como o Instagram tornaram-se pontos de promoção desse tipo de esfoliação que resulta em uma pele cada vez mais lisa.

Embora sua técnica seja muito simples, pois requer apenas um bisturi cirúrgico, é necessário que o procedimento seja realizado por um profissional. Ele remove as células mortas da pele e também os pelos faciais.

Uma coisa a ter em mente é que os resultados duram apenas cerca de três semanas. Porém, por ser uma esfoliação não invasiva, pode ser feita com uma certa regularidade. Quer saber mais sobre isso? Continue lendo!

Para que serve o dermaplaning?

A principal função do dermaplaning é eliminar as células mortas, o que melhora a maciez, uniformidade e luminosidade da pele. Além disso, ao remover os pelos faciais, torna a pele mais lisa.

Outro dos seus benefícios é que, com uma nova camada de pele, os produtos dermatológicos penetram melhor. Dessa forma, eles serão mais eficazes e terão uma melhor absorção. Hidratantes, óleos essenciais, séruns, ácido hialurônico, entre outros, podem estimular ainda mais a beleza da pele após essa esfoliação.

Este método também ajuda a reduzir o aparecimento da acne. Raspar a pele desobstrui os poros entupidos e remove cravos pretos causados por bactérias. No entanto, se você sofre de acne cística, este tratamento não é recomendado.

A superfície da pele fica com uma textura mais homogênea, o que a transforma em uma tela melhor para a aplicação da maquiagem. Como se não bastasse, ajuda a eliminar manchas causadas pelo sol.

Para que serve o dermaplaning?
O dermaplaning permite remover as células mortas da pele.

Como funciona?

Com esse tipo de esfoliação física, a camada mais superficial da pele é raspada com bisturi cirúrgico número 10. Esta camada é formada por corneócitos, ou seja, células mortas. Isso fará com que o corpo tenha que produzir novas células (nova pele).

Ao contrário de outros peelings, é indolor pois o bisturi é deslizado suavemente sobre a pele. Além disso, a pele não fica irritada ou machucada, então os riscos são mínimos.

Embora seja um processo semelhante ao barbear, não deve ser confundido com um barbear convencional. Além disso, o dermaplaning foi projetado para ser realizado por um profissional de estética ou dermatológico. No entanto, algumas marcas de cosméticos já desenvolveram bisturis especiais para que esse procedimento possa ser feito em casa.

Quando ele não é recomendado?

Este é um tratamento que pode ser feito em todos os tipos de pele. No entanto, deve ser evitado por pessoas com as seguintes condições:

  • Acne severa
  • Queimaduras de sol.
  • Rosácea.
  • Eczema.
  • Psoríase.
  • Infecções, como herpes.

Da mesma forma, pacientes com síndrome dos ovários policísticos que apresentam excesso de pelos faciais devem evitar o dermaplaning, pois ele pode levar ao agravamento do problema.

Processo do dermaplaning

Primeiro, o dermatologista ou esteticista convidará a pessoa a se deitar em uma mesa. Ele pode aplicar um agente anestésico líquido na pele ou administrar um sedativo oral. Feita esta etapa, a ferramenta principal, o bisturi, será deslizada pela pele.

Este procedimento consiste em passar uma lâmina em um ângulo de 45 graus pelas diferentes partes do rosto. A esfoliação dura entre 20 e 30 minutos. Terminado o processo, o especialista aplicará um creme ou loção calmante com babosa ou protetor solar.

Possíveis efeitos colaterais do dermaplaning

A chave para o dermaplaning é fazê-lo corretamente. Portanto, se você for a um especialista em pele, certamente não haverá problemas. De qualquer forma, você precisa ter o seguinte em mente:

  • Podem surgir pequenos cortes na pele, levando ao aparecimento de cicatrizes.
  • Existe a possibilidade de a lâmina causar vermelhidão e coceira.
  • Se o bisturi não for estéril, há risco de infecção.
  • Um pigmento irregular pode aparecer na área onde o procedimento for realizado.
Usar protetor solar
Para evitar reações indesejadas uma vez realizado o tratamento, é imprescindível usar protetor solar.

O dermaplaning pode ser feito em casa?

Na medida do possível, esta intervenção deve ser realizada por profissionais da área de dermatologia. Ainda assim, hoje existe a possibilidade de fazê-la em casa. Algumas empresas desenvolveram bisturis especiais para que todos possam fazer o procedimento. É imprescindível seguir suas recomendações de uso para evitar acidentes.

Cuidados e recomendações para a pele

Como em qualquer processo de esfoliação, a pele fica muito mais exposta a qualquer agente externo. Por isso, é necessário seguir uma série de cuidados. Eles incluem o uso de filtro solar com um FPS mínimo de 30, já que a pele fica mais suscetível ao sol e podem surgir manchas ou queimaduras.

Antes e depois do dermaplaning, retinóides e outros produtos esfoliantes, como ácido salicílico ou glicólico, bem como outras substâncias antienvelhecimento, devem ser evitados.

Para complementar o exposto, uma vez realizado o tratamento, a inatividade física não é necessária. Também deve ser lembrado que os resultados são mantidos apenas por algumas semanas. Assim, é necessário repetir a esfoliação.

Em suma, o dermaplaning é uma esfoliação indolor que pode até ser realizada antes de tratamentos faciais como laser, microdermoabrasão ou peelings. Ele favorece a melhor absorção dos produtos. Embora exista a possibilidade de fazê-lo em casa, o melhor é contar com a ajuda de um dermatologista.

Pode interessar a você...
Os melhores peelings naturais
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Os melhores peelings naturais

Fazer uma esfoliação ou um peeling é excelente para eliminar as imperfeições do rosto, como as manchas ou a acne. Aprenda a fazer peelings de forma...



  • Pryor L, Gordon CR, Swanson EW, Reish RG, Horton-Beeman K, Cohen SR. Dermaplaning, topical oxygen, and photodynamic therapy: a systematic review of the literature. Aesthetic Plast Surg. 2011 Dec;35(6):1151-9. doi: 10.1007/s00266-011-9730-z. Epub 2011 May 2. PMID: 21533984.
  • Kathryn Watson. Everything you want to know about Dermaplaning [Internet]. Healthline. 2019[consultado agosto 2021]. Disponible en: https://www.healthline.com/health/beauty-skin-care/dermaplaning