Mitos e curiosidades sobre o protetor solar

19 Julho, 2020
Existem dois tipos de radiação ultravioleta que danificam a pele e aumentam o risco de desenvolver câncer ou melanoma. Por esse motivo, você deve usar um protetor solar que ofereça proteção contra os dois tipos de radiação.
 

Conheça alguns mitos e curiosidades sobre o protetor solar. Seu uso é a melhor maneira de proteger a pele dos danos causados ​​pelas radiações ultravioleta. A finalidade desse produto não é permitir que a pessoa fique mais tempo no sol, e sim oferecer uma maior proteção durante o tempo de exposição.

Existem dois tipos de radiação ultravioleta, os raios UVA e UVB, que danificam a pele e aumentam o risco de desenvolver câncer de pele. Por esse motivo, é importante usar um protetor solar que proteja contra as radiações UVB, indicado na embalagem como FPS.

Você também deve se proteger contra os raios UVA, proteção frequentemente indicada com a sigla UVA.

Mitos e curiosidades sobre o protetor solar

Protetor solar na praia
Existem alguns mitos e curiosidades sobre o filtro solar que é importante saber para usá-lo adequadamente.

A seguir, vamos falar sobre uma série de mitos e curiosidades sobre o protetor solar.

1. Estar bronzeado é saudável

Estar bronzeado não é sinônimo de saúde nem beleza. O bronzeamento é um mecanismo de defesa da pele contra a agressão externa causada pela radiação ultravioleta. Você não deve esquecer que a pele negra sem o protetor solar apropriado também é suscetível a queimaduras e danos causados ​​pela radiação solar.

 

2. Para sintetizar a vitamina D, você precisa se bronzear

Essa afirmação é falsa, embora seja verdade que a síntese de vitamina D seja realizada através da exposição ao sol. No entanto, durante a exposição chega um momento em que a síntese não é mais estimulada. Por esse motivo, você não precisa se expor ao sol por horas. Apenas 10 minutos por dia, três dias por semana são suficientes.

Leia também: Quem é mais propenso a ter deficiência de vitamina D?

3. O protetor solar leva 30 minutos para fazer efeito

Esse mito está ligado à crença de que se deve passar protetor solar meia hora antes de se expor ao sol. No entanto, você deve saber que o filtro solar é eficaz a partir do momento da sua aplicação, embora leve até 10 minutos para se estabilizar.

4. Os protetores solares não são todos iguais

Sim, nem todos são iguais, pois diferem de acordo com os seguintes fatores:

  • A estabilidade de seus filtros.
  • Sua proteção contra as diferentes radiações ultravioleta.
  • A aderência do protetor solar à pele.
  • A textura do produto, em função de qual vai se adaptar às preferências de cada pessoa.

5. O fator de proteção indica o tempo de proteção

Mulher passando protetor solar
Não existem filtros solares que consigam bloquear 100% as radiações solares. No entanto, é conveniente usar os filtros que têm o maior fator de proteção.
 

Isso não é verdade; o FPS reflete quantas vezes mais podemos nos expor ao sol para produzir o mesmo efeito de eritema ou vermelhidão, como se não tivéssemos aplicado o protetor solar.

Esse índice faz referência apenas à proteção contra os raios UVB. No entanto, nenhum protetor solar bloqueia 100% das radiações solares. Além disso, a aplicação de dois filtros solares não aumenta a sua atividade.

6. Não preciso aplicar o protetor mais de uma vez por dia

A duração de um filtro solar na pele é de no máximo 2 horas. Por esse motivo, é necessário reaplicar o produto a cada 2 horas. Você também deve reaplicá-lo após 20 minutos de contato com a água ou se houver transpiração excessiva.

Não esqueça de que, no inverno e em dias nublados, também é necessário aplicar protetor solar, pois a radiação solar atravessa as nuvens.

7. Não fico bronzeado quando aplico protetor solar

Mesmo passando protetor solar, uma quantidade de radiação solar incide na pele, ativando o sistema de proteção natural do corpo, a produção de melanina.

Se você está bronzeado, significa que sua pele foi atacada pela radiação solar e está produzindo melanina para tentar se proteger.

Você também pode se interessar:  Tudo sobre o albinismo

8. Se eu usar um filtro solar à prova d’água, não preciso reaplicar

Atualmente, todos os protetores solares devem resistir a pelo menos um banho, de mar ou de piscina, de 20 minutos. No entanto, alguns duram mais tempo, conforme indicado na embalagem da seguinte maneira:

 
  • Resistente à água: eficaz após um banho de 40 minutos.
  • À prova d’água: protetores que mantêm a eficácia após um banho de 80 minutos.

Conclusão

Se você usar filtro solar regularmente, vai proteger sua pele do fotoenvelhecimento e do desenvolvimento de câncer de pele. Lembre-se sempre de verificar a validade do protetor solar antes da sua utilização.

  • Bennett, M. F., Robinson, M. K., Baron, E. D., & Cooper, K. D. (2008). Skin immune systems and inflammation: Protector of the skin or promoter of aging? In Journal of Investigative Dermatology Symposium Proceedings. https://doi.org/10.1038/jidsymp.2008.3
  • Dinkova-Kostova, A. T., Jenkins, S. N., Fahey, J. W., Ye, L., Wehage, S. L., Liby, K. T., … Talalay, P. (2006). Protection against UV-light-induced skin carcinogenesis in SKH-1 high-risk mice by sulforaphane-containing broccoli sprout extracts. Cancer Letters. https://doi.org/10.1016/j.canlet.2005.09.012
  • Gilaberte, Y., Coscojuela, C., Sáenz de Santamaría, M. C., & González, S. (2003). Fotoprotección. Actas Dermo-Sifiliograficas.
  • Mohania, D., Chandel, S., Kumar, P., Verma, V., Digvijay, K., Tripathi, D., … Shah, D. (2017). Ultraviolet radiations: Skin defense-damage mechanism. In Advances in Experimental Medicine and Biology (Vol. 996, pp. 71–87). Springer New York LLC.