O que é a demissexualidade?

A demissexualidade é a atração sexual mediada por um vínculo íntimo ou emocional. Descubra tudo que você deve saber sobre ela.
O que é a demissexualidade?

Última atualização: 18 Outubro, 2021

O panorama das identidades de gênero que existe hoje é muito variado. Embora isso permita agrupar aquelas percepções que não podem ser classificadas entre os rótulos existentes, também dá origem a muitos mal-entendidos. Hoje, vamos resolver um deles expondo o que é a demissexualidade.

Demissexualidade é um termo que não inclui apenas uma definição. Às vezes é interpretado como sinônimo de assexualidade, embora na verdade se refira a uma ideia diferente. Aqui estão suas características, sua relação com as orientações sexuais e identidades de gênero.

Características da demissexualidade

O termo demissexualidade apareceu pela primeira vez em 2006 nos fóruns da Assexual Visibility and Education Network (AVEN). É composto pelo prefixo latino demi, que é subtraído de dimidium, para se referir a algo que é dividido ao meio (ou encontrado ao meio). Nesse sentido, a tradução do termo é “meio caminho entre sexual e assexual”.

Às vezes, os sinônimos sexualidade cinza ou assexualidade cinza são usados para se referir à demissexualidade. O termo assexual ou outros como sapiossexualidadeamor romântico também são usados. No entanto, aqueles que se identificam como demissexuais acreditam que esses termos estão incorretos ou podem causar confusão.

A demissexualidade é uma orientação sexual, não uma identidade de gênero. É usada para descrever pessoas que fazem sexo apenas com aqueles com quem estabeleceram um forte vínculo emocional. Para explicar ainda mais essa ideia, podemos dizer que os demissexuais só sentem atração sexual por aqueles com quem têm um relacionamento emocional próximo.

Portanto, quem se identifica como tal não sente qualquer tipo de interesse por aqueles com quem não estabeleceu um vínculo afetivo. Um estranho num café ou no metrô, por mais atraente que seja fisicamente, não despertará nele nenhuma emoção. O mesmo se aplica a grandes expoentes da moda, cinema, televisão ou música que são considerados atraentes.

Para um demissexual assimilar um interesse sexual, um apetite sexual e até mesmo sinais associados à sexualidade, uma conexão emocional deve sempre estar presente. Sem ela, a experiência é completamente estranha, a ponto de ser classificado como vazia ou inexistente.

Desmissexualidade representada
Para a demissexualidade, a atração física depende do vínculo emocional e não pode ser separada dele.

Não deixe de ler: 5 tipos de orientação sexual

Como é diferente de outras orientações sexuais?

A orientação sexual é definida como a capacidade de uma pessoa de sentir atração erótica ou emocional por outras pessoas. Ela pode ser dividida em monossexualidade (atração sexual por apenas um gênero) e polissexualidade (atração sexual por vários gêneros).

Heterossexualidade e homossexualidade, por exemplo, são classificadas dentro da primeira, enquanto bissexualidade e pansexualidade fazem parte da segunda. Tirando algumas nuances, todas essas categorias são voltadas para o gênero. Ou seja, um heterossexual sente atração sexual por pessoas do sexo oposto; um homossexual em relação a pessoas do mesmo sexo.

A demissexualidade, por sua vez, remove o rótulo de atração sexual por um gênero e o substitui pela atração sexual por um gênero apenas quando existe um vínculo emocional. O principal fator condicionante é a conexão nas emoções, não o gênero em si. Na verdade, um demissexual pode ser heterossexual, homossexual, bissexual, pansexual ou ter outras identidades.

Embora seja verdade que muitas pessoas exigem um certo grau de intimidade ou conexão antes de fazer sexo, isso não significa que sejam demissexuais. Pode haver prazer, pensamentos sexuais ou atração sem esse vínculo, só que por várias razões é preferível adiá-lo.

Da mesma forma, difere da sapiossexualidade porque esta não implica uma ligação emocional com alguém. Um sapiossexual pode sentir atração sexual por uma pessoa inteligente, mesmo quando não a conhece de todo (só conhece seus méritos, por exemplo). Tudo isso permite que essa orientação seja classificada em um espectro diferente.

Desejo sexual em um parceiro
Não confunda demissexualidade com outros termos. A conexão emocional é o centro dessa orientação.

Leia também: O que é ser autossexual?

Como o conceito de demissexualidade evoluiu?

Alguns autores afirmam que, embora seja verdade que ela pode ser rastreada desde muito antes disso, a semente da demissexualidade surgiu no século XVIII. Por outro lado, se for feita uma revisão dos materiais literários (contos e romances), é possível verificar que muitos dos personagens não sentem nenhum tipo de atração sexual até que a contraparte seja intimamente conhecida.

Desde o seu surgimento em 2006, uma ampla comunidade foi criada em torno da demissexualidade, o que deu significado ao termo. Sua bandeira é formada pelas cores preto, cinza, branco e roxo. São as mesmas usadas para a assexualidade, só que sob um arranjo diferente.

Visto que um demissexual pode ser bissexual, homossexual, pansexual, queer ou outros tipos de identidade no espectro, ele também pode fazer parte da comunidade LGBT+. No entanto, o entendimento da sua preferência às vezes passa despercebido.

Pode interessar a você...
O que é a intersexualidade?
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
O que é a intersexualidade?

Você já ouviu falar do termo intersexualidade, mas não sabe o que é? Entre e descubra o que os pesquisadores dizem sobre isso.



  • McAlister, J. The Demisexual Citizen. In The Consummate Virgin (pp. 9-27). Palgrave Macmillan, Cham. 2020.