Como controlar a síndrome do intestino irritável

5 de março de 2020
Mudar a dieta é essencial para controlar os sintomas da síndrome do intestino irritável, uma das doenças mais comuns atualmente.

Você quer saber como controlar os sintomas provocados pela síndrome do intestino irritável? Mudar os seus hábitos alimentares é o primeiro passo. Neste artigo, vamos falar sobre algumas dietas que podem ajudar.

Esta doença é uma condição mais comum em mulheres com menos de 45 anos de idade, embora, é claro, também possa afetar homens e pessoas de outras faixas etárias. Esse problema, que afeta o intestino grosso, pode causar cólicas abdominais, gases, inchaço, constipação e diarreia.

Embora, como dissemos, seja uma condição comum hoje em dia, suas causas exatas ainda são desconhecidas. Se você suspeita de que pode sofrer da síndrome do intestino irritável, consulte seu médico para fazer uma avaliação.

Dietas para controlar a síndrome do intestino irritável

Os sintomas podem ser muito incômodos; por isso, os especialistas costumam sugerir mudanças na dieta. No entanto, não há um consenso sobre qual é a melhor dieta para controlar os sintomas. Como regra geral, as sugestões são:

  • Não eliminar os alimentos da dieta, a menos que haja indicação médica.
  • Evitar refrigerantes.
  • Limitar o consumo de alimentos gordurosos.
  • Aumentar o consumo de fibras.
  • Não fazer refeições pesadas.
  • Beber entre dois e três litros de água por dia.
  • Evitar a ingestão de leguminosas, vegetais crucíferos e outros alimentos que produzem gases.
  • Eliminar o cigarro e o álcool da dieta.

Vale ressaltar que a dieta para controlar os sintomas do intestino irritável deve ser personalizada. Consulte um profissional antes de fazer qualquer alteração na sua alimentação.

Saiba mais: A síndrome do intestino irritável e o papel da dieta

1. Dieta low FODMAP

A dieta low FODMAP implica a redução do consumo de carboidratos simples que podem desencadear os sintomas.

Entre as dietas para controlar a síndrome do intestino irritável, podemos citar a dieta low FODMAP. Trata-se de uma dieta baseada na minimização do consumo de carboidratos de cadeia curta: oligossacarídeos, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis fermentáveis.

Como reduzir o consumo desses alimentos pode ajudar a controlar os sintomas do intestino irritável? Muito simples: muitas pessoas não absorvem esses componentes no intestino delgado, por isso, eles continuam até cólon, onde alimentam as bactérias e desencadeiam os sintomas.

Algumas pesquisas argumentam que, se os carboidratos mencionados acima forem evitados, o desconforto será reduzido por evitar a fermentação de alimentos por bactérias. No entanto, não há estudos conclusivos a esse respeito.

No início deste ano, a Sociedade Espanhola de Patologia Digestiva anunciou que, após uma primeira fase de restrição severa do FODMAP por 4 a 8 semanas, é aconselhável reintroduzir gradualmente os alimentos para verificar a tolerância e desenvolver uma dieta o menos restritiva possível.

Nota: Esta dieta, devido à restrição de alguns alimentos importantes, deve ser realizada sob supervisão médica especializada. O possível risco-benefício deve ser avaliado especificamente para cada indivíduo.

2. Dieta sem lactose

Caso o médico suspeite de intolerância à lactose, uma exclusão parcial dos alimentos derivados do leite pode ser realizada por um a dois meses, reintroduzindo-os em seguida e observando as reações do paciente.

Em muitos casos, a síndrome do intestino irritável está associada a problemas com o metabolismo dos laticínios; portanto, essa opção pode melhorar a condição do paciente.

3. Dieta sem glúten

Dieta sem glúten
A exclusão do glúten pode ajudar a controlar os sintomas do intestino irritável.

De acordo com diferentes pesquisas, estima-se que 30% dos celíacos haviam sido anteriormente diagnosticados como pessoas com síndrome do intestino irritável. Por isso, em caso de suspeita de sensibilidade ou alergia ao glúten, o médico pode decidir excluir alimentos com glúten para verificar se esse foi o gatilho dos desconfortos.

Você também pode gostar de ler: Dieta sem glúten: as consequências para a saúde

4. Dieta para a prisão de ventre

Se você sofre de intestino irritável com prisão de ventre crônica, alguns especialistas podem recomendar que você inclua na sua dieta alimentos ricos em fibras insolúveis, que aceleram o trânsito intestinal. Elas estão presentes em vegetais e grãos integrais.

Se no seu caso há alternância de episódios de constipação com diarreia, você deve adicionar aos seus hábitos alimentares o consumo regular de fibra solúvel, presente em alimentos como, por exemplo, aveia, cevada, sementes e frutas.

5. Dieta para a diarreia

Como controlar a síndrome do intestino irritável
Algumas pessoas podem sofrer com períodos de prisão de ventre seguidos por episódios de diarreia.

Entre as dietas para controlar a síndrome do intestino irritável, devemos mencionar uma opção para deter a diarreia. Este é um sintoma muito frequente em alguns casos de intestino irritável. Além disso, requer muita atenção devido a possíveis problemas de má absorção de nutrientes essenciais.

Se você sofre de diarreia regularmente, evite tomar café e ingerir bebidas alcoólicas, pois esses são dois estimulantes intestinais. O mesmo vale para os laticínios. No entanto, é importante incluir outras fontes de cálcio em sua dieta, como o leite de soja, por exemplo.

6. Recomendações das instituições de saúde

É impossível fazer uma lista dos alimentos recomendados para todas as pessoas que sofrem de intestino irritável pois, como dissemos no início do artigo, a dieta deve ser personalizada devido aos sintomas e resposta que cada paciente tem aos alimentos.

Apesar disso, a seguir apresentaremos uma seleção de alimentos cujo consumo pode ser considerado recomendado, restrito ou proibido pelo Serviço de Endocrinologia e Nutrição do Hospital Clínico Universitário de Valladolid (Castilla y León, Espanha).

Alimentos recomendados em casos de síndrome do intestino irritável

  • Pão integral, farelo de trigo e grãos integrais
  • Ovo inteiro
  • Frutas e verduras
  • Leite e laticínios desnatados
  • Carnes magras
  • Oleaginosas
  • Peixe branco
  • Azeite em quantidades moderadas
  • Água
  • Infusões

Alimentos restringidos

  • Peixe azul
  • Embutidos
  • Leguminosas

Alimentos proibidos para quem tem síndrome do intestino irritável

  • Vegetais que causam gases, como couve-flor e brócolis
  • Leite, queijos e laticínios integrais
  • Salsichas e carnes vermelhas
  • Pão de forma
  • Manteiga e margarina
  • Alimentos apimentados
  • Molhos industrializados
  • Café
  • Álcool
  • Refrigerantes

Nota: Estas são recomendações alimentares; portanto, a tolerância anterior do paciente deve ser avaliada. É possível que alguns dos alimentos “seguros” causem incômodo. Por isso, lembre-se de que essas listagens não são 100% adequadas para todas as pessoas.

Por fim, antes de fazer mudanças em sua dieta, consulte o seu médico. Um especialista em síndrome do intestino irritável será a pessoa certa para planejar sua dieta com base em seus sintomas e necessidades pessoais.

  • NCBI. (2017). Low-FODMAP Diet Improves Irritable Bowel Syndrome Symptoms: A Meta-Analysis. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5622700/
  • Sociedad Española de Patologías Digestivas. (2019). Documento de consenso sobre lasDietas de exclusiónen elSíndrome del Intestino Irritable. http://www0.sepd.es/file/Doc_SII_DIGITAL_vf_bp.pdf
  • Hospital Clínico Universitario de Valladolid. DIETA SINDROME DEL INTESTINO IRRITABLE 1800kcal. http://www.ienva.org/web/dietas/dietas-enfermedades-digestivas/dieta-sindrome-de-intestino-irritable-1800-kcal.pdf
  • Geijo Martínez, F., Piñero Pérez, C., Calderón Begazo, R., Álvarez Delgado, A., & Rodríguez Pérez, A. (2012). Síndrome del intestino irritable. Medicine. https://doi.org/10.1016/S0304-5412(12)70308-6
  • C., C. F. (2015). DIETA BAJA EN FODMAP EN EL SÍNDROME DE INTESTINO IRRITABLE. Revista Médica Clínica Las Condes. https://doi.org/10.1016/j.rmclc.2015.08.002