Conselhos para eliminar o açúcar refinado da dieta

· 8 de janeiro de 2019
Existem muitas alternativas saudáveis, naturais e ricas em vitaminas e minerais para adoçar os alimentos sem a necessidade de recorrer ao açúcar refinado, que só oferece calorias vazias.

Sabemos que alguns alimentos fazem muito mal para a saúde, mas, mesmo assim continuamos consumindo-os. Este parece ser o caso do açúcar refinado.

Trata-se de um “alimento” que não oferece nenhum benefício; muito pelo contrário. São calorias vazias, sem nenhum valor nutricional, que prejudicam o bom funcionamento do organismo e ainda favorecem o ganho de peso.

Por isso, hoje falaremos sobre os principais malefícios do açúcar refinado e compartilharemos alguns conselhos de como é possível, pouco a pouco, eliminá-lo completamente da dieta.

Além disso, revelaremos algumas alternativas mais saudáveis para substituí-lo.

Por que o açúcar refinado faz mal à saúde?

Acucar-refinado

Como falamos anteriormente, o açúcar refinado não possui nutrientes, sendo apenas uma bomba calórica que prejudica a saúde. Estes são alguns dos principais motivos pelos quais é bom eliminá-lo da dieta o mais rápido possível:

  • Seu consumo pode sobrecarregar o fígado, prejudicando o seu funcionamento e podendo causar doenças hepáticas.
  • Favorece o ganho de peso e o acúmulo de gordura no corpo, sendo um dos principais responsáveis pela obesidade.
  • Pode causar resistência à insulina, condição que pode, posteriormente, evoluir para um caso de diabetes.
  • O consumo excessivo de açúcar pode aumentar significativamente o risco de desenvolver o câncer.
  • Afeta o equilíbrio hormonal do organismo e o sistema nervoso.
  • Trata-se de uma substância que pode levar ao vício, já que promove a liberação de dopamina no cérebro.
  • Aumenta o colesterol e contribui para o aumento do risco de desenvolver doenças cardiovasculares.
  • Prejudica os dentes e a saúde bucal.

Quer saber mais? O que é pior para a saúde: o açúcar ou a gordura?

Dicas para eliminar o açúcar refinado da dieta

Acucar-mascavo

Recomendamos retirar o açúcar refinado da dieta pouco a pouco, já que assim a chance de sucesso será maior. Como é um alimento viciante, cortá-lo de uma só vez pode ser muito mais difícil; além disso, pode fazer com que desista rapidamente do objetivo.

Dessa forma, comece lentamente a reduzir a quantidade de açúcar do cafezinho, das receitas, dos sucos, etc; bem como substitua-o por versões mais saudáveis, como as que recomendaremos no final do artigo.

No entanto, se estiver tentando eliminar o açúcar refinado da dieta, é fundamental ficar atento não apenas ao açúcar que consumido de maneira regular, mas também a todos os alimentos que contêm açúcar adicionado em sua composição.

Cuidado com os refrigerantes

Os refrigerantes possuem uma quantidade incrível de açúcar em sua composição, e por isso devem ser cortados da dieta.

Comece a fazer isso gradativamente, mas o ideal é que, eventualmente, não sejam mais consumidos, pois são muito prejudiciais à saúde.

Dessa forma, substitua-os por sucos naturais, chás e pela boa e velha água mineral.

Leia mais: Refrigerante: um verdadeiro risco à saúde

Cuidado com os sucos industrializados

Os famosos sucos de caixinha possuem praticamente tanto açúcar em sua composição quanto os refrigerantes, e por isso também devem ser evitados.

Dessa maneira, opte sempre por sucos naturais, sem a presença de açúcar adicionado.

Cuidado com produtos industrializados

A grande maioria dos produtos industrializados consumidos no dia a dia também possui açúcar em sua composição, e muitas vezes vem “disfarçada” nos rótulos, substituída por outros nomes que, de fato, causam os mesmos malefícios que o açúcar.

Priorize sempre alimentos “reais”, como frutas, vegetais, legumes, frutos secos, e fontes vegetais de gorduras saudáveis.

Se acaso for comprar cereais ou iogurte, por exemplo, leia sempre os rótulos atentamente e opte pela versão mais natural possível.

Coma frutas e vegetais de sabor adocicado

Quando estiver sentindo aquela vontade incontrolável de ingerir açúcar, coma uma fruta ou opte por algum vegetal com sabor levemente adocicado, como a beterraba e a batata doce.

Evite doces em geral

Evite o consumo de doces, sorvetes, bolos, biscoitos, e todos os alimentos que são ricos em açúcar refinado. Tente fazer versões caseiras usando ingredientes mais saudáveis, mas fique longe dos industrializados.

Substitutos para o açúcar refinado

Sustituto-de-acucar-refinado

É importante lembrar que os adoçantes artificiais, embora não contenham açúcar, possuem diversas substâncias em sua composição que também fazem mal à saúde, e por isso devemos evitá-los.

O ideal é não usar nenhum tipo de adoçante, mas caso isso não seja possível, estas são algumas das opções que podem ser utilizadas como substitutos do açúcar refinado.

Embora não sejam perfeitos, não irão prejudicar tanto a saúde:

  • Estévia: é considerada um dos adoçantes mais saudáveis, sendo proveniente de uma fonte natural.
  • Mel de abelha: é fundamental comprar um produto realmente natural e orgânico para obter seus benefícios. Se este for o caso, o mel é uma maneira excelente e saudável de adoçar os alimentos.
  • Açúcar de coco: é produzido de maneira rústica e sem a adição de substâncias químicas prejudiciais, sendo uma alternativa mais natural e saudável.
  • Extrato de agave: possui um índice glicêmico menor do que o açúcar e é um alimento orgânico, sem a presença de substâncias químicas.
  • Enes, C. C., & Slater, B. (2010). Obesidade na adolescência e seus principais fatores determinantes. Revista Brasileira de epidemiologia13, 163-171.
  • Chemello, E., & Pandolfo, F. G. (2006). Açúcar, vício moderno e perigoso. Núcleo de Apoio ao Ensino da Química.
  • Carreta, D. B. (2006). Açúcar: Seus efeitos sobre a sociedade sacarose dependente. Monografia]. Nova Xavantina: Faculdade de Odontologia, Especialização em Saúde Coletiva, Nova Xavantina, Mato Grosso.