Confiança nas relações: necessária e saudável

7 de outubro de 2019
Para estabelecer uma relação de casal onde a confiança reine, em primeiro lugar, precisamos ter boa autoestima, pois ela é a base para acreditar também na outra pessoa.

Sinceridade, comunicação, franqueza. A confiança na relação, necessária e saudável, é baseada em valores como honestidade e respeito. Assim, com o olhar para o futuro, o casal constrói projetos de vida em comum. Saiba como construir confiança na relação.

Eu confio em mim para confiar em você

Para semear as bases de um excelente relacionamento, o principal é a autoconfiança. Segurança e amor próprio aumentarão o respeito do outro.

Para viver relacionamentos com felicidade e serenidade, o indivíduo precisa se amar, se aceitar e se mostrar como é.

  • A primeira coisa é valorizar o parceiro pela forma como ele é, mais além do que ele faz.
  • Se ele cometer um erro, o valor do perdão é indispensável. O rancor apenas complicará as coisas, levará à desconfiança e poderá desencadear o fim do relacionamento.

Em qualquer relacionamento saudável, colocar-se no lugar do outro garantirá uma melhor compreensão. Não fazer aos outros o que não gostamos que façam conosco é um princípio básico. Incentive a empatia e, com ela, a confiança.

Leia também: Como saber se uma pessoa comprometida gosta de você?

A confiança na relação, fácil de quebrar

Para preservar a confiança na relação, a primeira coisa a entender é que quebrá-la é muito simples. Ações inconscientes ou emoções descontroladas são suficientes para acabar com ela ou afetá-la significativamente. Isso destrói o que foi construído até agora e o amor de um ou de ambos pode desaparecer.

A honestidade em qualquer nível, especialmente o da sexualidade, fará a diferença. Viver com franqueza consolidará qualquer projeto de vida juntos.

Ciúme, o grande inimigo da confiança

Parceiro com ciúme

O ciúme é o grande inimigo de qualquer relacionamento. É uma manifestação de insegurança naqueles que o sofrem e em seus parceiros. Dependendo da magnitude, pode exigir tratamento psicológico.

O medo deriva no controle e torna um dos dois invisível. Se a desconfiança começa com fatos reais, como a infidelidade, mas você deseja salvar o relacionamento, o perdão é a melhor opção.

Comunicação, o melhor antídoto para gerar confiança

Uma comunicação franca sempre será o melhor antídoto para qualquer mal-entendido. O ideal sempre será que não haja segredos, porque isso fortalece a confiança na relação, necessária e saudável.

  • Se ambos decidirem contar tudo, o início terá sido bem-sucedido.
  • Avaliar objetivos comuns, o que cada um está disposto a dar, é o melhor começo para uma relação.
  • Isso deve ser feito antes de passar para os níveis de comprometimento. A honestidade consigo mesmo e com o outro é fundamental.

Minhas expectativas são atendidas?

Analisar se a relação atende às suas próprias expectativas, se há amor ou possibilidades de alcançá-lo, são questões importantes. O oposto gerará frustração em um relacionamento que traria inconformidades e dúvidas.

Os relacionamentos anteriores não devem necessariamente ser de domínio de ambos, a menos que se deseje assim. Cada pessoa tem direito à sua privacidade. Além disso, uma confidência pode ser revertida se o outro a usar como arma para criticar.

Nem toda experiência será a mesma, portanto, não deve ser julgada ou tratada da mesma maneira. Cada casal é diferente, mas em todo relacionamento a comunicação, boa ou ruim, fará a diferença.

Casais saudáveis

casal feliz

Em uma relação saudável, cada um aceita o outro (e a si mesmo) como é, em sua individualidade, com suas próprias ideias, respeitando as diferenças sem tentar moldar o outro.

A confiança de que a relação sempre estará presente, mesmo que seus membros não fiquem juntos o dia todo, fortalecerá o relacionamento.

Assim, o ciúme desaparece e surge a confiança que ajuda a superar as inseguranças. Certamente, um relacionamento não é comparado com o anterior ou com os outros ao redor.

Veja também: Meu parceiro e eu temos gostos musicais diferentes

Alta autoestima

A alta autoestima é a característica de casais saudáveis. As pessoas com boa autoestima transmitem otimismo: elas veem a vida de uma maneira positiva.

  • Um casal saudável entende, confia, ama e se dedica.
  • Não mente nem trapaceia, mesmo frente a crença de que é protegido dessa maneira.
  • As mentiras podem resolver um problema no curto prazo, mas aumentam com o tempo e afastam o casal.

Por fim, sinceridade, compreensão, respeito e boa comunicação são a base de um relacionamento bem-sucedido. Assim, o perdão a esse ser humano, com limites, imperfeições e fraquezas, cria confiança na relação.

  • Maureira, F. (2011). Los cuatro componentes de la relación de pareja. Revista Electrónica de Psicología Iztacala.
  • Solares, B.; Benavides A.; Orozco, B. ; Rangel, M. ; Ortiz, T. (2011). Relación entre el tipo de apoyo y el estilo de amor en pareja. Enseñanza e Investigación En Psicología.
  • Sangrador, J. L. (1993). Consideraciones psicosociales sobre el amor romántico. Psicothema.