Compostos de um bom protetor solar

No momento em que você experimentar um protetor solar pela primeira vez, faça-o em uma pequena área do seu corpo e verifique sua reação por alguns minutos. Desta forma você saberá se é irritante ou prejudicial para você.
Compostos de um bom protetor solar

Última atualização: 01 Fevereiro, 2021

Se você já estiver se preparando para as festas de fim de ano e planeja passar muito tempo ao ar livre, é hora de pensar em escolher um bom protetor solar. Assim, você pode aproveitar o calor sem preocupações.

Além de proteger sua pele contra os danos temporários e permanentes da exposição ao sol, o protetor solar deve atender a certas características. Por exemplo, muitas pessoas levam em conta o tempo que a pele leva para absorver o produto, sua fragrância, etc…

No entanto, existem detalhes específicos dos ingredientes utilizados ​​para criar um bom protetor solar, que você também pode verificar. Por exemplo, evite ingredientes que possam ser tóxicos para a sua pele, e escolha aqueles que trazem benefícios adicionais além da proteção solar.

Diretrizes para escolher um bom protetor solar

Diretrizes para escolher um bom protetor solar

São muitos os fatores que você deve levar em conta ao escolher um bom protetor solar. Primeiro, deve verificar seu fator de proteção solar (FPS). Os especialistas recomendam que seja de 15 a 50 FPS.

Também é importante que o seu protetor indique que é de “ampla duração”, além do fator de proteção solar. O que isso significa?

  • Você garante a proteção dos raios UVA, que causam danos prematuros à pele, envelhecimento, e câncer.
  • Protege contra os UVB, que são responsáveis ​​pelas queimaduras.

Você também deve levar em conta a quantidade de tempo que ele te protegerá, e sua resistência à água e ao suor. Desta forma, poderá controlar em que momento terá que reaplicar o produto.

Se você já levou em consideração esses detalhes principais, agora pode verificar os ingredientes contidos no produto que vai usar. Lembre-se de evitar aqueles que podem ser tóxicos a curto e longo prazo.

A organização do Estados Unidos Environmental Working Group (EWG) realiza anualmente pesquisas nas quais dá sua aprovação a produtos feitos com o menor impacto ambiental. Também garante que sejam ideais para o uso humano.

Compostos de um bom protetor solar

Geralmente, um bloqueador solar contém ingredientes como óxido de zinco e dióxido de titânio, que por suas propriedades atuam como uma barreira contra os raios do sol. Além destes, outros ingredientes podem ser:

  • Oxibenzona.
  • Dioxibenzona.
  • Sulisobenzona.
  • Antranilato de metila.
  • Palmitato de retinol.

No entanto, organizações ambientais como o EWG chamaram a atenção para o uso de certos ingredientes que podem não ser seguros para a pele. Referem-se especialmente à oxibenzona e ao palmitato de retinol.

Se você estiver preocupado com o uso de ingredientes potencialmente tóxicos para a pele, evite os protetores solares que os contêm.

Recomenda-se usar um bloqueador cujo principal ingrediente seja o óxido de zinco. Este não foi considerado inadequado para uso humano.

Além disso, o filtro solar ideal deve conter óleos vegetais naturais, e não ter fragrâncias artificiais. Desta forma você evitará possibilidades de sofrer alergias por causa de seu uso.

Também, recomendase usar estes produtos em sua apresentação em creme ou loção. Os aerossóis, além de não serem tão eficazes em sua forma de aplicação, são hostis ao meio ambiente.

Os ingredientes ideais

Um bom protetor solar não deixa manchas

Um bom protetor solar, além de cumprir as dicas citadas anteriormente, também pode ser orgânico. Deve ser agradável para a pele, hidratante, e feito principalmente com ingredientes naturais.

Procure por um protetor solar que tenha minerais naturais, vitamina C, e antioxidantes. Você também pode escolher aqueles que contam com aloe vera, cenoura, chá verde e óleo de girassol em sua composição.

Use protetor solar para cuidar da sua pele

O uso de um protetor solar com esses ingredientes permitirá que você mantenha sua pele hidratada durante o verão.

Lembre-se de usar um chapéu, roupas frescas que cubram os braços e as pernas e de permanecer sob a luz direta do sol por um curto período de tempo. Isto irá ajudá-lo a obter um belo bronzeado, sem comprometer a sua saúde.

Evite se expor ao sol do meio-dia e às 4 da tarde, pois é o período em que os raios afetam diretamente a pele. Se você tiver uma pele clara, deve redobrar os cuidados em comparação com uma pessoa com pele mais escura.

Se tiver alguma dúvida na escolha do seu protetor solar, consulte o seu médico ou farmacêutico de confiança.

Por fim, leve em consideração os comentários de Deborah García Bello, química e comunicadora científica:

“Todos os produtos cosméticos que existem no mercado são seguros (…) só temos que encontrar aquele que melhor se adapta ao nosso tipo de pele e à circunstância em que vamos utilizá-lo”.

E acrescenta que, na dúvida, o melhor é consultar um dermatologista ou farmacêutico.

Pode interessar a você...
Como proteger a pele no verão se você tem alergia ao sol
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como proteger a pele no verão se você tem alergia ao sol

Durante o verão, geralmente aumentam as crises de alergia ao sol. Por isso é essencial levar em conta uma série de recomendações para proteger a pele.

 



  • Suárez, H., Acosta, D., & Cadena, C. (2009). Protección anti-uv de cremas fotoprotectoras: determinacion in vitro del factor de proteccion solar (fps). Avances En Energías Renovables y Medio Ambiente. https://doi.org/10.1101/gad.11.3.345
  • E.O., V., N., V., L.M., M., C.A., A., & I.C., O. (2013). Genetics perspective of UV rays and new alternatives for sun protection. Revista Argentina de Dermatologia; Perspectiva Genetica de Los Rayos UV y Las Nuevas Alternativas de Proteccion Solar.
  • Gilaberte, Y., Coscojuela, C., Sáenz de Santamaría, M. . C., & González, S. (2003). Fotoprotección. Actas Dermo-Sifiliográficas. https://doi.org/10.1016/S0001-7310(03)76688-5