Como tomar cavalinha para emagrecer?

8 de janeiro de 2020
A cavalinha é um ingrediente muito eficaz para quem quer emagrecer, já que favorece a eliminação de líquidos retidos.

Nos últimos anos, surgiram várias receitas com cavalinha para emagrecer. Embora a planta seja usada desde a antiguidade para fins medicinais, recentemente ganhou fama por ser um complemento para aqueles que desejam perder peso.

A cavalinha (Equisetum arvense) é uma planta primitiva que vem da família Equisetaceae. Caracteriza-se por ter caules redondos, ásperos e com nervuras, cuja altura pode ficar entre 20 e 60 cm. Além disso, não apresenta frutos nem flores.

Do ponto de vista nutricional, destaca-se por seu teor de flavonoides, fitoesterois, vitaminas e minerais. Também contém ácido salicílico, ácido cafeico e outras substâncias que lhe conferem propriedades diuréticas, desintoxicantes e anti-inflamatórias.

Em seguida, analisamos algumas de suas propriedades e várias receitas para facilitar o seu consumo como parte da dieta.

Benefícios da cavalinha para emagrecer

Emagrecer cintura

Os motivos para tomar cavalinha para emagrecer são muito interessantes. Essa conhecida planta tem a capacidade de melhorar as funções linfáticas e circulatórias, evitando interferências quando se quer comçar a perder peso de forma saudável.

Suas propriedades diuréticas combatem a retenção de líquidos, um problema que envolve o aumento de volume.

Leia este artigo: Quais as consequências de pular o café da manhã?

Maneiras de tomar cavalinha para emagrecer

As receitas com cavalinha para emagrecer podem fazer parte do seu plano de alimentação regular. Claro, não substitui nenhuma refeição principal e também não deve ser ingerida em excesso, pois pode ser contraproducente.

Infusão clássica

Propriedades da cavalinha

Ingredientes

  • 1 colher de chá de cavalinha seca (5 g)
  • 1 copo de água (250 ml)

Preparo

  • Coloque uma colher de sopa de cavalinha em uma xícara de água fervente.
  • Tampe, deixe repousar por 10 minutos coe.
  • Consuma no máximo 2 ou 3 xícaras ao dia.

Chá de cavalinha, alcachofra e limão

Ingredientes

  • 1 alcachofra
  • 2 xícaras de água (500 ml)
  • 2 colheres de sopa de cavalinha (30 g)
  • 1 colher de chá de suco de limão (5 ml)

Preparo

  • Corte uma alcachofra em vários pedaços e leve ao fogo para ferver em uma panela com a água.
  • Depois de ferver, baixe o fogo e acrescente a cavalinha.
  • Passados 2 ou 3 minutos, retire do fogo.
  • Então, espere repousar 15 minutos e coe.
  • Para finalizar, coe e adicione uma colher de chá de sumo de limão.
  • Toma uma xícara de bebida em jejum e outra no meio da tarde.

Cavalinha e chá verde

Chá de cavalinha

Leia este artigo: Estes são os 7 alimentos energéticos que não devem faltar em sua dieta

Ingredientes

  • 1 xícara de água (250 ml)
  • ½ colher de chá de cavalinha seca (7 g)
  • 1 colher de chá de chá verde (5 g)

Preparo

  • Leve ao fogo uma xícara de água para ferver. Quando atingir o ponto de ebulição, adicione a cavalinha e o chá verde.
  • Diminua o fogo para o mínimo e deixe por 5 minutos.
  • Finalmente, espere repousar à temperatura ambiente e coe.
  • Consuma o chá no meio da manhã, junto com o lanche da manhã.
  • Se quiser, consuma mais uma xícara no meio da tarde.

Contraindicações da cavalinha

A cavalinha é segura quando consumida de forma moderada, em curto prazo. No entanto, é importante conhecer seus efeitos colaterais ou os casos em que é contraindicada:

  • Não tomar se você sofre de deficiência de vitamina B e luta contra o alcoolismo.
  • Não deve ser ingerida em excesso, pois pode fazer mal aos rins.
  • Mulheres grávidas e crianças devem evitá-la.
  • Em caso de doença hepática e renal, é melhor consultar o seu médico antes de tomar esses remédios.
  • Não deve ser administrado em pessoas com hipertensão ou problemas cardíacos.
  • Em excesso, pode causar diarreia e mal-estar gástrico.

Você se anima a consumir a cavalinha para emagrecer? Como você vê, é fácil de preparar esses remédios caseiros e trazem muitos benefícios. Basta verificar se você faz parte dos casos especiais em que seu consumo não é indicado. Se não houver problema, inclua-a em sua dieta.