7 alimentos energéticos que não devem faltar em sua dieta

Existem fontes fantásticas e naturais de energia que, além de serem deliciosas, ajudam a nos sentirmos muito melhor se forem incluídas na dieta.
7 alimentos energéticos que não devem faltar em sua dieta

Última atualização: 28 Janeiro, 2021

A falta de energia ao iniciar o dia ou durante os treinamentos físicos é um problema recorrente que pode ser causado por um período de descanso ruim, algumas deficiências nutricionais, ou até mesmo pelo sedentarismo. Hoje falaremos sobre alguns alimentos energéticos.

Sua aparição reduz as habilidades físicas e mentais, comprometendo a produtividade que nos permite cumprir cada uma de nossas atividades cotidianas.

Além disso, pode aumentar os níveis de estresse e ansiedade, gerando outras reações negativas que podem afetar a qualidade de vida. Mesmo que alguns recorram a bebidas energéticas e esportivas para solucionar o problema, está comprovado que seu consumo excessivo pode ser prejudicial.

Por esta razão, é bom conhecer fontes naturais de energia que, ao serem adicionadas à dieta, trazem um impulso para todo o corpo. A seguir compartilharemos em detalhe as 7 melhores para que você aproveite todas as suas propriedades.

Alimentos energéticos que devemos consumir regularmente

1. Frutos secos

frutos-secos

Os frutos secos são um excelente exemplo de alimentos energéticos, não só porque contribuem para melhorar o rendimento físico e mental, mas também porque freiam a sensação de ansiedade e influenciam de forma positiva a atividade metabólica.

Ricos em proteínas de alta qualidade, além de antioxidantes e ácidos graxos essenciais, são alimentos muito completos, de significativo poder calórico e energético.

O consumo de uma porção moderada, em seu estado natural, otimiza as capacidades físicas e mentais, promovendo a secreção das substâncias químicas que favorecem o bem-estar.

2. Chocolate amargo

O chocolate amargo, composto por mais de 60% de cacau, é uma excelente opção alimentar para energizar o corpo e melhorar o humor.

Seus ácidos graxos essenciais e carboidratos funcionam como “combustível” do corpo, ajudando a melhorar a concentração e a força muscular.

Seus antioxidantes protegem as células frente aos efeitos nocivos dos radicais livres, prevenindo a deterioração precoce dos órgãos.

Conta com substâncias estimulantes que ajudam a aumentar a produção de serotonina e endorfinas, conhecidas como os hormônios da felicidade.

3. Óleo de coco

oleo-de-coco

O óleo de coco é um alimento composto por ácidos graxos de cadeia média que, longe de serem danosos, promovem o bom funcionamento dos sistemas principais do corpo.

Seu poder anti-inflamatório e antioxidante regula os processos vitais no organismo, evitando transtornos crônicos no sistema cardiovascular, nervoso e cognitivo.

Sua alta concentração de vitaminas e minerais melhora o funcionamento do sistema imunológicocriando uma barreira protetora contra muitos agentes infecciosos.

Seus carboidratos e gorduras saudáveis proporcionam energia para o corpo, principalmente diante de casos de fadiga física ou cansaço mental.

4. Mel de abelha

Conhecido por suas aplicações medicinais e cosméticas, o mel é um dos alimentos energéticos que promovem o bem-estar de todo o corpo.

Seus açúcares naturais são metabolizados com facilidade, otimizando o gasto energético e a atividade do metabolismo.

Também conta com poderosas enzimas digestivas e antioxidantes que, depois de serem assimiladas, facilitam a eliminação dos resíduos.

5. Uvas

uvas-vermelhas

Apesar de seu baixo teor calórico, as uvas representam uma fonte significativa de energia graças ao seu valor médio de açúcares naturais.

Isso, somado aos seus poderosos antioxidantes, melhora a saúde geral do organismo, reduzindo as chances de contrair doenças. 

6. Manga

Conhecida por seu delicioso sabor doce e seus usos culinários, a manga é uma fruta energética que pode melhorar muitos aspectos da saúde.

Concentra importantes quantidades de vitamina C, um nutriente antioxidante que melhora a saúde do sistema imunológico e da pele.

Freia os efeitos prejudiciais das toxinas e dos radicais livres, evitando a deterioração precoce das células e algumas doenças crônicas.

Contém doses de vitamina E e ferro, ambos necessários para proteger os tecidos, melhorar a circulação e combater a anemia.

7. Ovo

ovos

Uma das razões pelas quais se aconselha o consumo de ovo durante o café da manhã é porque proporciona energia para o corpo, para que este trabalhe sem problemas durante o dia.

Isso se deve ao significativo teor de proteínas de alta qualidade do ovo que, entre outras coisas, ajuda a ganhar massa muscular e força física.

Junto a estas, destaca-se seu teor de carboidratos e gorduras essenciais, as quais participam nos processos que transformam os alimentos em energia.

Sempre e quando for incorporado na dieta em porções moderadas, controla a ansiedade e ajuda a perder peso de forma saudável. 

Como você pode ver, trata-se de uma lista de alimentos energéticos deliciosos que você pode adicionar de várias formas em sua alimentação.

Desfrute-os todos os dias e comprove que são muito bons para obter energia sem prejudicar a saúde. 

Pode interessar a você...
Como melhorar sua dieta para ter mais energia
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como melhorar sua dieta para ter mais energia

Acordar todos os dias com uma sensação de cansaço é uma razão suficiente para melhorar a dieta e ter mais energia. Conheça hoje algumas opções!



  • Ried K., Fakler P., Stocks NP., Effect of cocoa on blood pressure. Cochrane Database Syst Rev, 2017.
  • Wallace TC., Health effects of coconut oil a narrative review of current evidence. J Am Coll Nutr, 2019. 38 (2): 97-107.
  • Xia N., Daiber A., Forstermann U., Li H., Antioxidant effects of resveratrol in the cardiovascular system. Br J Pharmacol, 2017. 174 (12): 1633-1646.
  • Carbajal, A. (2013). Manual de Nutrición y Dietética. Departamento de Nutrición. Facultad de Farmacia. Universidad Complutense de Madrid, 1–10. Retrieved from https://www.ucm.es/data/cont/docs/458-2013-07-24-cap-5-proteinas.pdf
  • Lopez, I. (2013). Nutricion. Nutrición Humana 1.120(Fernández), 1–51.
  • Melgarejo, M. (2004). El verdadero poder de las bebidas energéticas. Revista Enfasis Alimentación6, 6. Retrieved from http://www.nutrinfo.com/pagina/info/ene01-05.pdf