Como melhorar a dieta para tratar a pressão baixa

· 20 de julho de 2018
Uma boa dieta para tratar a pressão baixa pode ajudar a reduzir os enjoos e mal-estares que aparecem devido a esta condição. Compartilhamos as melhores recomendações. 

Existem algumas dicas simples para melhorar a dieta para tratar a pressão baixa. Mesmo que esta condição não seja considerada grave, é essencial adotar alguns cuidados para que os sintomas não interfiram nas tarefas cotidianas.

Uma pessoa tem pressão baixa ou hipotensão quando, ao medir seus níveis, estes são iguais ou inferiores a 60 mm Hg e 100 mm Hg. Por causa disso, podem ser desencadeados problemas como tonturas recorrentes, dores de cabeça ou desmaios repentinos.

O principal problema é que essas “quedas” interferem no fornecimento de oxigênio e nutrientes para as células, o que reduz sua capacidade de trazer energia. Além disso, reduz o fluxo sanguíneo para os órgãos vitais e, como consequência, aparece um enfraquecimento.

Por que é importante prestar atenção na dieta que trata a pressão baixa? Ainda que muitos o ignorem, a nutrição é uma das chaves para solucioná-la. A seguir compartilhamos algumas recomendações e um simples cardápio de exemplo.

Conselhos para melhorar a dieta que trata a pressão baixa

Existem muitos desencadeadores das crises de pressão baixa. Os mais comuns costumam ser as emoções fortes, os descontroles hormonais e algumas deficiências nutricionais. Dado que a alimentação traz energia e nutrientes essenciais, alguns conselhos na dieta podem ajudar a paliar seus sintomas. 

Consumir sal de forma moderada

O consumo excessivo de sal pode conduzir a transtornos como a hipertensão arterial. No entanto, quando é consumido em quantidades pequenas ou de forma moderada, pode contribuir para o tratamento de episódios de pressão baixa. 

Consumir sal ajuda a tratar a pressão baixa

Este ingrediente tem um efeito positivo, principalmente quando é ingerido pela manhã. Por isso, para prevenir esta condição, podemos comer, por exemplo, uma rodela de pão com manteiga com sal ou biscoitos salgados.

Leia também: Qual é o efeito da música em nosso humor?

Aumentar o consumo de água

O consumo adequado de água é uma medida simples para regular a pressão a níveis estáveis. Por isso, é essencial tomar entre 2 a 3 litros de líquidos (não açucarados) por dia como complemento para enfrentar a hipotensão.

Evitar as bebidas alcoólicas

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas tem um impacto negativo na saúde circulatória. Ainda que às vezes pareça “inofensivo”, suas toxinas deterioram as artérias e afetam a capacidade do corpo de regular a pressão.

Fazer refeições pequenas

Um dos aspectos mais importantes na dieta para tratar a pressão baixa é a quantidade de porções que são ingeridas durante o dia. Ainda que alguns estão acostumados a comer três pratos abundantes, o melhor é fazer entre cinco e seis refeições pequenas.

Por meio deste método mantemos um fluxo constante de energia, o que é essencial para evitar quedas no fornecimento de oxigênio para as células e sintomas como desmaios, letargia ou dificuldade para se concentrar.

Consumir cafeína

As doses pequenas de cafeína podem ajudar momentaneamente a paliar os efeitos da pressão baixa. Este estimulante aumenta a frequência cardíaca e reativa a circulação sanguínea para ajudar a restabelecer a pressão.

Bber café ajuda a tratar a pressão baixa

Mas cuidado! Não se trata de consumir em excesso as fontes desta substância. Ainda que opções como o chá, o café e o chocolate tenham efeitos positivos, sua ingestão em quantidades excessivas pode ser prejudicial para a saúde cardiovascular.

Comer alimentos para regular a pressão

A adoção de uma dieta balanceada e controlada em calorias é a forma mais efetiva de garantir uma boa saúde arterial e cardiovascular.

No entanto, quando se trata de controlar a hipotensão, existem alguns alimentos específicos que são benéficos.

  • Chocolate amargo
  • Queijos
  • Frutos secos e sementes
  • Água de coco
  • Frutas cítricas
  • Ovos
  • Carnes magras e peixes
  • Pólen de abelha
  • Infusão de alcaçuz
  • Alimentos probióticos (quefir, iogurte, microalgas, etc.)
  • Alga espirulina

Modelo de dieta para tratar a pressão baixa

Os cardápios para uma dieta para tratar a pressão baixa propõem a combinação de ingredientes saudáveis que regulam a pressão. A seguir compartilhamos um simples exemplo de como podemos montá-los, ainda que cada um possa fazê-lo a sua maneira, sem sair do conceito de dieta saudável.

A alimentação saudável ajuda a tratar a pressão baixa

Saiba mais: Os 8 alimentos que devemos consumir para controlar a hipotensão

Café da manhã

  • Infusão de alcaçuz, biscoitos integrais com rodelas de tomate e uma porção de frutas.
  • Suco de laranja, biscoitos integrais com manteiga de amendoim e fatia de peito de peru.
  • Xícara de leite desnatado e torrada integral com patê de azeitonas.

Meio da manhã

  • Iogurte desnatado com três nozes e uma colher de mel.
  • Compota de pera com sementes de gergelim torradas.
  • Leite de amêndoas e uma torrada integral.

Almoço

  • Salada de lentilhas com cebolinha, pimentões, tomate e azeitonas pretas, peito de peru com champignons e uma pera.
  • Espaguete com tomate e orégano, porção de peito de frango assado e salada de frutas.
  • Salada verde com azeitonas, porção de salmão ao limão e coquetel de morangos com requeijão.

Lanche da tarde

  • Infusão de alcaçuz e torrada integral.
  • Compota de maçã com sementes torradas.
  • Bebida de banana, iogurte e frutos secos.

Jantar

  • Tortilha de espinafre, salada verde e kiwi.
  • Creme de couve-flor e queijo leve, filé de peito de frango e verduras em julianas.
  • Verduras grelhadas, porção de atum e laranja.