5 dicas para evitar a paralisia do sono

Acordar e não conseguir mover um músculo do corpo. A paralisia do sono é assustadora, mas existem maneiras de evitá-la. Coloque essas dicas em prática.
5 dicas para evitar a paralisia do sono

Última atualização: 10 Julho, 2021

Você acorda no meio da noite, abre os olhos, mas não consegue se mexer. Um suor frio começa a escorrer pelas suas costas e você se pergunta o que está acontecendo. Sente como se algo estivesse sobre o seu peito pressionando você. Veja como evitar a paralisia do sono, esse transtorno que assusta e parece real.

O Instituto del Sueño (IIS) explica que a paralisia do sono surge durante a fase REM, uma das etapas mais importantes em que há elevação da atividade cerebral. Felizmente, essa sensação desagradável de não ser capaz de se mover dura entre alguns segundos a 3 minutos. Mas por que ela ocorre?

Qual é a causa da paralisia do sono?

Se você se sentiu identificado com as sensações mencionadas acima, você deve saber que a paralisia do sono surge por diferentes motivos. O IIS menciona que ela aparece com mais frequência em trabalhadores de turnos ou em pessoas que sofrem de jet lag. A falta de um horário regular ou de higiene do sono adequada pode ser a primeira causa.

No entanto, se você é uma pessoa que está sob muito estresse, a paralisia do sono também pode surgir. Seu corpo fica em tensão ao longo do dia, sua mente está mais ativa do que nunca e uma das formas pelas quais o organismo reage é causando esse fenômeno. É claro que esta não é uma sensação agradável.

Fatores de risco de uma paralisia do sono

Conhecer os fatores de risco que desencadeiam a paralisia do sono o ajudará a entender por que esses episódios ocorrem. Também ajudará a resolvê-los.

Tomar medidas com base nesses fatores tornará mais fácil evitar a paralisia do sono durante o repouso. Veja quais são os fatores que você deve ter em conta:

  • Mudanças de horário: alterações nos turnos de trabalho.
  • Trabalho noturno: dormir durante o dia pode ser difícil.
  • Cansaço: você não descansa o suficiente ou não dorme bem.
  • Você sofre de narcolepsia: a sonolência extrema não favorece o descanso.
  • Você tem um transtorno psiquiátrico: bipolaridade, transtorno de estresse pós-traumático, depressão.
Mulher com sono no trabalho
Mudanças de horário e de turnos prejudicam o sono e a produtividade do dia.

Todos esses fatores de risco podem torná-lo mais sujeito à paralisia do sono enquanto dorme. Identificar o que está acontecendo com você o ajudará a resolvê-lo, embora também seja útil seguir algumas das dicas que você descobrirá a seguir.

Dicas para evitar a paralisia do sono

Existem várias dicas para evitar a paralisia enquanto você dorme, mas decidimos escolher apenas 5 recomendações básicas que costumam ser úteis.

No entanto, é sempre positivo informar o seu médico sobre o que está acontecendo com você. Talvez haja uma orientação específica que não mencionamos e que pode ser a mais adequada para o seu caso.

1. O exercício pode ser útil

A primeira das dicas é fazer exercícios. Isso é benéfico quer você tenha episódios de paralisia do sono ou não.

O exercício cansa, relaxa e ajuda o corpo a se preparar para a recuperação. Portanto, depois é normal que você se sinta mais exausto e que, se for dormir, o faça mais cedo do que de costume.

2. Durma a quantidade de horas suficientes

A segunda dica é que você tenha uma boa higiene do sono. Se possível, vá dormir sempre no mesmo horário. Isso fará com que seu corpo, com o passar dos dias, se prepare com antecedência.

Além disso, esqueça o esquema de dormir entre 7 a 8 horas de maneira estrita. De quantas horas o seu corpo precisa? Não importa se são 6 ou 9 horas. Você deve conhecer o seu corpo para que possa descansar o suficiente.

3. Reduzir o estresse é uma boa ideia

A terceira dica é reduzir o estresse. Vivemos em uma sociedade muito agitada e a atual situação de pandemia não ajuda a relaxar.

Portanto, mesmo achando que está calmo, tente adotar hábitos como o de fazer exercícios. Isso o relaxará, assim como a meditação. Você vai se sentir melhor e mais calmo.

A meditação pode ajudar a dormir melhor
As técnicas de relaxamento e a meditação podem ajudar a evitar a paralisia do sono.

4. Cuide da alimentação

A quarta das dicas para evitar a paralisia do sono é que você leve em consideração a sua dieta alimentar. Você tem horário para comer? Escolhe alimentos nutritivos?

Nos supermercados existem muitos produtos ultraprocessados ​​que nos deixam inchados, causam desconforto e uma sensação de saciedade exagerada que pode dificultar o descanso. Portanto, tente mudar seus hábitos alimentares.

5. Diga adeus às bebidas energéticas!

A quinta e última dica é evitar bebidas estimulantes. É melhor tomá-las de vez em quando e em horários especiais.

Não estamos falando apenas do café. Mesmo que você nunca tenha pensado nisso, os refrigerantes são bebidas energéticas. Evite-os tanto quanto possível.

A paralisia do sono não ocorre somente em adultos

Você está sofrendo com isso? Agora que você sabe o que é a paralisia do sono e algumas maneiras de evitá-la, não hesite em colocar em prática tudo o que aprendeu.

Lembre-se de que a paralisia não é sofrida apenas por adultos. A Asociación Española de Pediatría (AEPED) esclarece que crianças e adolescentes também podem apresentá-la. Talvez devamos nos preocupar mais com a nossa higiene do sono a partir de agora.

Pode interessar a você...

Inércia do sono: por que você acorda atordoado e de mau humor
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Inércia do sono: por que você acorda atordoado e de mau humor

A inércia do sono é uma situação temporária de redução da capacidade cognitiva e do estado de alerta. Saiba mais sobre ela aqui.

.



  • Martínez Carrillo, M. (2016). La parálisis del sueño: revisión teórica.
  • Núñez, J. E. C. (2011). Parálisis del Sueño. Synapsis3(2), 14-18.
  • Salín-Pascual, R. J. (2016). La autopercepción en el caso de la parálisis del sueño: Un estado de conciencia dentro del sueño MOR. Revista Mexicana de Neurociencia17(6), 72-84.
  • Scammell, TE (2015). Narcolepsia. Revista de Medicina de Nueva Inglaterra , 373 (27), 2654-2662.
  • Sánchez Guerrero, Fabián. “Calidad de vida laboral del personal de enfermería que rota turnos en un hospital privado.” (2017).