Como aplicar corticosteroides tópicos?

29 Julho, 2020
Os corticosteroides tópicos são utilizados para condições cutâneas localizadas ou generalizadas. Dependendo do tipo de pele e da forma farmacêutica utilizada, podemos experimentar efeitos adversos mais ou menos intensos.

A aplicação de corticosteroides tópicos no tratamento de patologias da pele deve ser utilizada com cautelaMuitas vezes ocorrem duas situações opostas entre si: a corticofobia e a taquifilaxia.

A origem da corticofobia (fobia dos dermocorticoides) está no fato de que muitos pensam que, embora sejam aplicados de forma tópica, eles podem causar efeitos colaterais similares aos provocados pelos corticoides sistêmicos.

Entre os efeitos adversos dos corticoides sistêmicos, podemos citar o inchaço, ganho de peso e aumento do risco de osteoporose. No entanto, é importante saber que o abuso de corticoides tópicos pode acabar provocando efeitos colaterais semelhantes aos dos sistêmicos, especialmente se forem corticosteroides razoavelmente poderosos ou se forem aplicados em áreas mais extensas da pele.

Por outro lado, a taquifilaxia é uma consequência do abuso de corticosteroides. As pessoas tendem a abusar do alívio e do bem-estar que eles proporcionam sem medir as consequências a longo prazo.

Efeitos colaterais da aplicação de corticosteroides tópicos

Os efeitos colaterais cutâneos causados ​​pela aplicação tópica do corticosteroide devem ser levados em consideração. O efeito colateral mais comum é a atrofia da epiderme, principalmente em idososNo entanto, podem ocorrer efeitos menos comuns, como o surgimento de estrias, hipertricose e acne.

Quando os corticosteroides tópicos são aplicados sem notar melhora, apesar da administração correta de acordo com a prescrição médica, uma possível alergia a esses medicamentos deve ser avaliada. O médico vai determinar se é necessário suspender o uso.

Corticosteroides tópicos
O uso de corticosteroides tópicos em áreas extensas da pele aumenta a chance de efeitos colaterais.

Quais fatores afetam a absorção dos corticosteroides tópicos?

Ao usar medicamentos tópicos, deve-se ter em mente que o efeito a ser alcançado não depende apenas do ingrediente ativo. Existem outros fatores muito importantes que influenciam o resultado final do tratamento.

Permeabilidade da pele

Em relação à permeabilidade da pele, existem várias condições que a influenciam, dentre as quais:

  • Idade: a pele é mais permeável em crianças e idosos; assim, quanto maior a permeabilidade, maiores são os efeitos terapêuticos, mas os efeitos adversos também são mais comuns e intensos.
  • Localização da condição: o efeito é diferente dependendo da área do corpo a ser tratada. As mais permeáveis ​​são as membranas mucosas, seguidas pelas pálpebras e pela face em geral.
  • Tipo de condição e condição da pele: quando existem lesões agudas, a pele está mais vascularizada, o que faz com que a absorção do medicamento seja maior. No entanto, nas lesões crônicas, a pele engrossa e a permeabilidade é muito menor. Nesses casos, pode ser necessário aplicar um corticosteroide tópico um pouco mais potente.

Quando os corticosteroides são aplicados em áreas localizadas da pele, sua absorção é baixa. Isso significa que, sob prescrição médica e por curtos períodos de tempo, eles podem ser usados ​​por mulheres grávidas.

Leia também: Pele seca: 10 fatores surpreendentes que a causam

Veículo

O veículo utilizado nas diferentes formulações deve ser, entre outras coisas, cosmeticamente aceitável, o que ajuda no cumprimento do tratamento. Lembre-se de que esse tipo de terapia é difícil de cumprir, porque os pacientes tendem a abandonar o uso.

As soluções e os géis são indicados para dermatites agudas, com edema e vascularização. No entanto, emulsões e cremes são suficientes para alcançar o efeito desejado em lesões subagudas. Pomadas e unguentos são indicados para tratar dermatites crônicas.

Medicamentos de uso tópico
Os efeitos dependem da pele a ser tratada e do veículo utilizado para o medicamento tópico.

Todos os corticosteroides tópicos são iguais?

Cada medicamento é composto por um tipo de corticosteroide com uma potência diferente. Eles serão usados ​​com base na avaliação do especialista, pois nem todos são igualmente poderosos nem têm os mesmos efeitos colaterais.

Por esse motivo, é necessário saber qual é o mais adequado para cada situação, levando em consideração:

  • Tipo de lesão
  • Localização
  • Idade do paciente

Corticosteroides de baixa potência são indicados para tratar condições faciais por até cinco dias. No entanto, se o tratamento for corporal, são indicados aqueles de potência intermediária com no máximo dez dias.

A conclusão do tratamento não deve ser abrupta. Recomenda-se, portanto, mudar para corticosteroides menos potentes ou alterná-los com cremes emolientes para evitar possíveis efeitos rebote.

Talvez você possa se interessar: Dermatite atópica no bebê, cuidados básicos

Escolhendo o melhor corticosteroide tópico

Finalmente, ao aplicar corticosteroides tópicos, é importante selecionar a melhor forma farmacêutica dependendo do tipo de condição a ser tratada. Certamente, uma patologia aguda não é igual a uma crônica, por exemplo. Um dermatologista saberá como nos orientar a respeito da escolha correta para cada caso.

  • Azparren, A., Servicio, A., & Farmacéuticas, D. P. (2009). Corticoides tópicos. Boletín de Información Farmacoterapéutica de Navarra.

  • Grau, P. S. (2006). Corticoides tópicos. Actualización Topical steroids. Un update. Med Cutan Iber Lat Am.

  • Casado-Verrier, B., Sanz-Canalejas, L., Gómez-Fernández, C., Pagán, B., López, M., & Casado-Jiménez, M. (2012). Síndrome de Cushing iatrogénico por corticoides tópicos en dos adultos. Medicina Cutanea Ibero-Latino-Americana. https://doi.org/10.4464/MD.2012.40.2.5012