É possível combater as pedras na vesícula biliar naturalmente?

31 Agosto, 2020
As pedras da vesícula biliar são depósitos duros que se formam nesse órgão devido ao acúmulo de colesterol ou excesso de bilirrubina. Descubra como combatê-las naturalmente.

Os cálculos biliares são depósitos duros que se formam na vesícula biliar. A vesícula biliar é um pequeno órgão localizado sob o fígado, precisamente na parte superior direita do abdômen. Existem maneiras de combater as pedras da vesícula biliar naturalmente?

O tratamento contra essa condição pode variar dependendo da sua causa e gravidade; por isso, antes de tentar controlá-la com remédios naturais, é importante consultar um médico para receber um diagnóstico preciso. Se for um caso moderado, as soluções de origem natural podem funcionar. Descubra algumas opções abaixo.

5 alternativas naturais para combater as pedras da vesícula biliar

Os remédios naturais para combater as pedras na vesícula biliar têm vários objetivos. Em primeiro lugar, ajudam a diminuir a dor, náusea e outros sintomas derivados desse problema. Por outro lado, contribuem para dissolver as pedras, facilitando a sua eliminação.

Devemos lembrar que os cálculos biliares geralmente são formados pelo acúmulo excessivo de colesterol ou bilirrubina. Nos dois casos, formam-se depósitos duros que podem causar obstrução dos dutos biliares, impedindo o fluxo adequado da bile.

Embora o tratamento médico se baseie na administração de medicamentos e mudanças na dieta, a cirurgia também pode ser necessária. Além disso, alguns produtos naturais têm sido usados ​​para favorecer a sua eliminação. Você se anima a experimentá-los? 

Não deixe de ler: 6 sinais que alertam sobre problemas na vesícula biliar

1. Cardo mariano

Cardo mariano
Para apoiar o tratamento dos cálculos na vesícula biliar, podemos tirar proveito das propriedades do cardo mariano ou cardo de leite. No entanto, antes de ingeri-lo, é aconselhável consultar um médico.

O cardo mariano (Silybum marianum) pode ajudar a combater cálculos biliares e outros distúrbios hepáticos.  Esse benefício é atribuído ao seu teor de flavonolignanos, mais conhecidos como silimarina, cuja ação foi objeto de várias pesquisas por suas atividades farmacológicas.

Como consumi-lo?

  • Os extratos da planta podem ser usados ​​na forma de chá ou suplemento. No primeiro caso, pode-se tomar até 2 xícaras por dia. No caso dos suplementos, a dosagem sugerida nas instruções do produto deve ser seguida.

Cuidado: este remédio é contraindicado em caso de pressão alta, diabetes, gravidez e lactação. Seu consumo excessivo deve ser evitado, pois possui um efeito laxante. Para tratar doenças hepáticas, um médico deve ser consultado previamente.

2. Suco de maçã

Até o momento não existem estudos científicos conclusivos sobre a eficácia do suco de maçã no tratamento dos cálculos biliares. Apesar disso, existem dados anedóticos sugerindo que ele pode contribuir para a superação dessa condição. 

Como consumi-lo?

  • Para combater as pedras da vesícula biliar, é recomendável consumir um litro de suco de maçã por dia, durante uma semana.

3. Cúrcuma

Cúrcuma para proteger a vesícula
Consumir cúrcuma ajuda a manter o fluxo ideal da bile. Portanto, é um bom complemento para prevenir e tratar os cálculos biliares.

A cúrcuma tem sido usada há centenas de anos como remédio para combater pedras na vesícula biliar. Devido às suas propriedades coleréticas e colagogas, ajuda a estimular os movimentos desse órgão, favorecendo seu esvaziamento. Também ajuda a manter um bom fluxo da bile, impedindo que ela se acumule nos dutos biliares.

Como consumi-lo?

  • Por ser uma especiaria muito versátil, pode ser adicionada a vitaminas, sucos ou sopas. Também pode ser preparada na forma de chá ou infusão (consumida 2 vezes ao dia). Finalmente, pode ser comprada na forma de suplementos.

Descubra também: Conselhos para a dieta contra os cálculos na vesícula

4. Suco de pera

Devido à sua significativa contribuição de pectina, um tipo de fibra solúvel em água, o suco de pera pode ajudar a impedir a formação de cálculos biliares. Esta substância também contribui para reduzir as concentrações de colesterol, o que ajuda a dissolver os cálculos biliares.

Como consumi-lo?

  • Primeiro, extraia meio copo de suco natural de pera. Em seguida, misture com uma quantidade igual de água morna. O ideal é consumir 2 ou 3 copos por dia, no mínimo por dois meses.

5. Hortelã para combater as pedras na vesícula biliar

Hortelã para combater as pedras na vesícula biliar
A hortelã-pimenta possui compostos bioativos que promovem o funcionamento adequado da vesícula biliar. Além disso, melhora o fluxo da bile para impedir a formação de pedras.

Os compostos bioativos das folhas de hortelã ou menta, como o terpeno, podem ajudar a combater as pedras da vesícula biliar. Os óleos naturais que a planta concentra em suas folhas ajudam a estimular o fluxo de sucos biliares, impedindo a sua retenção.

Como consumi-la?

  • A infusão de menta pode ser tomada 2 ou 3 vezes ao dia. Nesse caso em particular, o ideal será fazer o remédio todos os dias, por 2 ou 3 meses.

Você tem sintomas de cálculos biliares? Não hesite em consultar o seu médico de confiança. Embora possa não parecer sério inicialmente, é importante receber o diagnóstico e o tratamento correto para evitar complicações.

  • Csupor, D., Csorba, A., & Hohmann, J. (2016). Recent advances in the analysis of flavonolignans of Silybum marianum. Journal of Pharmaceutical and Biomedical Analysis. https://doi.org/10.1016/j.jpba.2016.05.034
  • Dekkers, R. (1999). Apple juice and the chemical-contact softening of gallstones [14]. Lancet. https://doi.org/10.1016/S0140-6736(05)77083-5
  • Li, Y., Li, M., Wu, S., & Tian, Y. (2015). Combination of curcumin and piperine prevents formation of gallstones in C57BL6 mice fed on lithogenic diet: Whether NPC1L1/SREBP2 participates in this process? Lipids in Health and Disease. https://doi.org/10.1186/s12944-015-0106-2
  • Rasyid, A., Rahman, A. R. A., Jaalam, K., & Lelo, A. (2002). Effect of different curcumin dosages on human gall bladder. Asia Pacific Journal of Clinical Nutrition. https://doi.org/10.1046/j.1440-6047.2002.00296.x
  • Reiland, H., & Slavin, J. (2015). Systematic review of pears and health. Nutrition Today. https://doi.org/10.1097/NT.0000000000000112
  • Balakrishnan, A. (2015). Therapeutic uses of peppermint –A review. Journal of Pharmaceutical Sciences and Research.