Dieta para pessoas com cálculos biliares

Para melhorar esta condição, é necessário reduzir as chances de inflamação e para isso, é necessário reduzir os estímulos para a contração da vesícula, ou seja, é bom ter muita precaução ante o consumo de gorduras.
Dieta para pessoas com cálculos biliares

Última atualização: 24 Maio, 2021

Você tem cálculos biliares? Portanto, você deve saber que a dieta está intimamente relacionada à doença. Para melhorar o quadro, devemos reduzir as chances de inflamação e para isso, devemos reduzir os estímulos para que a vesícula biliar se contraia, ou seja, ter muito cuidado ao consumir gordura.

Para saber mais sobre como a dieta pode ajudar a aliviar os sintomas causados ​​pelos cálculos biliares, convidamos você a continuar lendo este artigo.

O que é a vesícula biliar?

A vesícula biliar é um saco em forma de pera, rodeada por uma parede muscular, que se localiza no lado direito do abdômen, na zona superior. Guarda e concentra a bile, que é um líquido produzido pelo fígado e necessário para digerir as gorduras e absorver algumas vitaminas.

Por que os cálculos biliares são formados?

Vesícula obstruída
Os cálculos biliares são a causa mais comum de obstrução do ducto biliar.

Os cálculos biliares ocorrem como resultado da cristalização de sais biliares na vesícula biliar.

Em outras palavras, eles são formados a partir da cristalização da bile, um fluido produzido pelo fígado e secretado no intestino através dos dutos biliares para ajudar na digestão das gorduras. Alguns cálculos biliares não produzem sintomas detectáveis.

Alguns acreditam que os cálculos biliares podem ser causados ​​por hábitos alimentares inadequados. O consumo excessivo de alimentos ricos em gordura força o fígado a secretar mais bile. Daí a importância de controlar a alimentação, tanto para prevenir o aparecimento de pedras como para aliviar os seus sintomas.

Cálculos biliares são mais comuns em mulheres, principalmente após os 50 anos e com histórico familiar de cálculos. Também aumenta sua incidência na gravidez e em pessoas que tomam estrogênios orais, em pessoas que fazem jejuns frequentes, que não fazem exercícios físicos e em cirróticos.

Você é uma das pessoas com cálculos biliares? Conselhos sobre o que deve comer

Alimentos proibidos para pessoas com cáculos biliares
O principal estímulo da vesícula biliar é a presença de gorduras. Portanto, para evitar a inflamação, devemos garantir uma redução significativa desse nutriente.

Em geral, as recomendações dietéticas a seguir se você tiver cálculos biliares são simples: uma dieta variada com baixo teor de gordura e colesterol, ajuste as calorias à dieta diária, tente dividir as refeições em 5 porções ao dia, evite o jejum e evite refeições abundantes.

Segundo estudo publicado na Primary Care , os cálculos biliares podem desencadear sérios problemas de saúde, portanto, cuidar da dieta será fundamental nesse tipo de situação.

Líquidos

  • Água abundante.
  • Infusões mornas e suaves de chá e camomila.
  • Leite desnatado em pequenas quantidades e aumentando progressivamente.

Sopas, mingaus e purês

  • Sopa de caldo vegetal, arroz macio, macarrão cabelo-de-anjo, massas italianas.
  • Mingaus bem cozinhados de farinha de aveia, de lentilhas, de milho, etc.
  • Purê de batatas, batatas cozidas com água ou ao forno.
  • Purê de legumes secos bem cozidos passados pelo tamis.

Carnes

  • Novilho, coelho, carneiro, fervidos, grelhados ou assados, macios e divididos em pequenos pedaços.
  • Frango sem pele, galinha sem pele, fervidos, grelhados ou assados, macios e divididos em pequenos pedaços.
  • Presunto magro, pouco salgado ou doce.
  • Peixes: peixe branco, linguado, merluza, pescada, etc. Cozinhados na água, temperados com um pouco de azeite ou limão ou na grelha.

Sobremesas

  • Flan, geleia, compota, suco de frutas, frutas cozidas ou maçãs cruas.
  • Pão e biscoitos: biscoitos torrados, pão branco em pequena quantidade, massas secas, massa folhada ou pão de ló.

Tipos de cozimento recomendados

  • Refeições com pouca gordura incorporada.
  • Evite frituras.
  • Não esquente a gordura acima dos 100 ºC.
  • Alimentos crus, fervidos, grelhados, vapor, papillotte (envolvido em papel vegetal ou de alumínio).

O que evitar se você for uma das pessoas com cálculos biliares?

Uma mudança simples é comer saudável e fazer exercícios
Manter um estilo de vida saudável e evitar as refeições abundantes ajudará no tratamento da vesícula biliar.
  • Temperaturas extremas: as refeições e bebidas muito frias e muito quentes são fortes estimulantes biliares, por isso que é recomendado a ingestão de preparações mornas.
  • Açúcares: estudos que revelam que altas concentrações de mono e dissacarídeos estimulam a secreção da bile, portanto, devemos consumir alimentos que contenham açúcares com moderação e em pequenas quantidades.
  • Xantinas: os alimentos ricos em cafeína e teobromina como o café, a erva mate, o chá concentrado, as bebidas de cola, podem ser grandes estimulantes da vesícula biliar; dessa forma, é necessário reduzir ao máximo seu consumo. Isso é evidenciado por um estudo publicado na Hospital Nutrition.
  • Volumes grandes: as grandes quantidades de comida ingeridas em um só momento podem trazer como consequência um grande estímulo e dor; portanto, melhor comer várias vezes por dia e em pequenas quantidades.
  • Outros: em linhas gerais, também se aconselha reduzir os cítricos, as bebidas carbonatadas e a ingestão de álcool.

Observe sua dieta se você sofre de problemas na vesícula biliar

Por fim, as pessoas com pedras na vesícula devem consultar um nutricionista para que este realize um plano nutricional individual de acordo com suas necessidades, e um gastroenterologista para que indique o tratamento a ser seguido.

Pode interessar a você...
Dieta para controlar os cálculos biliares
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Dieta para controlar os cálculos biliares

Cálculos biliares podem ser muito incômodos e dolorosos e, dependendo da gravidade do problema, é necessário cirurgia. Veja como evitar este mal em...



  • Wilkins T, Agabin E, Varghese J, Talukder A. Gallbladder Dysfunction: Cholecystitis, Choledocholithiasis, Cholangitis, and Biliary Dyskinesia. Prim Care. 2017 Dec;44(4):575-597. doi: 10.1016/j.pop.2017.07.002. Epub 2017 Oct 5. PMID: 29132521.
  • Hita G., Ramírez B., Estela B., Cerda A., Factores de riesgo en la génesis de la litiasis vesicular. Investigación en salud, 2005.
  • Martínez García RM, Jiménez Ortega AI, Salas-González MªD, Bermejo López LM, Rodríguez-Rodríguez E. Intervención nutricional en el control de la colelitiasis y la litiasis renal [Nutritional intervention in the control of gallstones and renal lithiasis]. Nutr Hosp. 2019 Aug 27;36(Spec No3):70-74. Spanish. doi: 10.20960/nh.02813. PMID: 31368343.