Tratamento com maçã para aliviar a inflamação da vesícula

Graças ao ácido málico da maçã, poderemos dissolver as pedras e reduzir a dor, pois funciona como um amaciante.
Tratamento com maçã para aliviar a inflamação da vesícula

Última atualização: 13 Janeiro, 2020

A doença mais comum associada à vesícula é, sem dúvida, a inflamação. As razões pelas quais a inflamação da vesícula ocorre são várias, em especial por algum processo infeccioso ou, inclusive, pela presença de cálculos biliares.

A vesícula biliar é um órgão em forma de pera localizado sob o fígado e, de tempos em tempos, pode causar algum desconforto. A inflamação da vesícula biliar geralmente leva à colecistite, conforme sugerido por essas informações obtidas na Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos.

A condição mais comum associada à vesícula biliar é, sem dúvida, a inflamação. As razões pelas quais isso ocorre são diversas, principalmente para algum processo infeccioso ou mesmo para a presença de cálculos biliares.

A melhor coisa nesses casos é seguir as recomendações médicas e, acima de tudo, conhecer a origem desse desconforto. Agora, da nossa parte, e em casa, podemos adicionar alguns simples remédios que podem nos ajudar a nos sentir melhor.

Hoje, em nosso espaço, queremos falar sobre os benefícios das maçãs para aliviar a inflamação da vesícula biliar. Tome nota!

Purê de maçãs com suco de limão

Pudim-de-maçã

Os benefícios desta fruta para tratar a inflamação da vesícula estão, sobretudo, em sua polpa. Graças aos seus fitoquímicos e seus taninos, a maçã vai nos permitir encontrar um alívio no dia a dia, de acordo com este estudo realizado pela Universidade de Vármia e Mazury (Polônia).

A maçã nos ajuda a depurar toxinas e, portanto, a eliminar esses elementos que desenvolvem infecções ou que fizeram que este órgão tão importante para a digestão reagisse.

Neste caso, podemos preparar um simples purê que vai nos fazer muito bem em qualquer momento do dia. Tome nota de como prepará-lo.

Ingredientes

  • 2 maçãs, da variedade que quisermos
  • 1 copo de água (200 ml)
  • Suco de meio limão
  • Canela em casca

Preparo

  • É muito simples. O primeiro que faremos será descascar as maçãs e retirar as sementes do centro. Depois, corte em pequenos pedaços e coloque-os na panela junto com o copo de água para ir cozinhando e amolecendo.
  • Quando você perceber que os pedaços de maçã já estão se reduzindo, adicione o suco de limão e a canela para pegar o sabor e suas propriedades.
  • Uma vez amolecidos e reduzidos por completo, desligue o fogo e retire a canela. Coloque a mistura no liquidificador até obter um purê homogêneo e sem pedaços. Este creme de maçãs é ótimo para quem pretende reduzir a inflamação da vesícula.

Suco de maçã e vinagre para tratar a inflamação da vesícula

Entre todos os benefícios que sem dúvida você já conhece das maçãs, encontra-se também seu poder para ajudar a dissolver os cálculos biliares.

Tal e como já mencionamos no início, uma das causa da inflamação é a presença de cálculos biliares, que sozinhos podem ocasionar esse processo infeccioso e inflamatório ao dificultar o correto funcionamento do órgão.

Vamos notá-lo, sobretudo, por uma dor abdominal na parte superior direita ou média de nosso abdômen. Além de seguir as recomendações prescritas pelos médicos, o suco de maça cai muito bem, ou melhor, o vinagre de maçã.

  • O ácido málico da maçã atua como um amolecedor e impede a produção hepática de colesterol, um elemento que desenvolve a formação de pedras na vesícula biliar. Este estudo da Universidade Paul Sabatier Institut de Physiologie (França) estabelece algumas conclusões interessantes a esse respeito.
  • Permite ir dissolvendo as pedras pouco a pouco e, além disso, diminui as dores que se produzem com esta doença.

Como tomar o suco de maçã e o vinagre de maçã

  • O suco de maçã deve ser sempre natural. Lembre-se de descascar a maçã e colocá-la no liquidificador com um copo de água. Você pode tomar dois copos por dia, o primeiro assim que acordar.
  • Quanto ao vinagre de maçã, basta pôr uma colher de chá (5 ml) misturada em um copo de água. Se tomar depois das refeições, facilitará também a digestão.

Suco de beterraba e maçã

Suco-de-beterraba

O tratamento da beterraba combinada com a maçã é muito conhecido. Não só nos ajuda a desinflamar a vesícula biliar, mas também mineraliza e melhora seu funcionamento, já que elimina todo tipo de toxinas e facilita, além disso, a eliminação dos cálculos biliares.

É importante que, em todos estes remédios, não seja incluído nunca açúcar e nem nenhum adoçante, porque senão vamos aumentar a inflamação e a dor.

Neste caso, recomendamos incluir levedura de cerveja. É um suplemento rico em inositol, que melhora o funcionamento do fígado e da vesícula. Desta forma, você pode prevenir a inflamação da vesícula biliar.

Ingredientes

  • 1 copo de água (200 ml)
  • 1 beterraba média
  • 1 maçã verde média
  • 1 colher de levedura de cerveja (10 g)

Preparo

  • Vamos começar lavando bem a beterraba e descascando a maçã. Lembre-se de cortá-las em pedaços pequenos para facilitar na hora de bater no liquidificador.
  • Já no liquidificador, adicione a beterraba e a maçã para obter um suco bem homogêneo e de cor atraente.
  • Dissolva a mistura com a água para não ficar tão espessa, e adicione os 10 gramas de levedura de cerveja, mexendo bem.

Consuma pela manhã. É bom para o café da manhã ou almoço. Dia a dia, o suco vai ajudá-lo a se sentir melhor. Não duvide em combiná-lo também com outras receitas indicadas em nosso blog.

Lembre-se de que se você sofre deste problema, consulte seu médico.

Pode interessar a você...
Dieta para depois da colecistectomia ou da remoção da vesícula biliar
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Dieta para depois da colecistectomia ou da remoção da vesícula biliar

O médico vai oferecer uma lista de recomendações, mas vamos dar mais dicas sobre o que você deve comer após a remoção da vesícula biliar.



  • Dekkers R. (1999). Apple juice and the chemical-contact softening of gallstones. DOI:
    10.1016/S0140-6736(05)77083-5
  • Gaby AR. (2009). Nutritional approaches to prevention and treatment of gallstones.
    ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19803550
  • Johansson K, et al. (2014). Risk of symptomatic gallstones and cholecystectomy after a very-low-calorie diet or low-calorie diet in a commercial weight loss program: 1-year matched cohort study. DOI:
    10.1038/ijo.2013.83
  • Síntomas y causas – Mayo Clinic. (2018). Retrieved from https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/cholecystitis/symptoms-causes/syc-20364867?p=1