Chorar durante a gravidez: como isso influencia o bebê?

16 de julho de 2018
A melhor coisa que pode acontecer a uma mulher é engravidar, no entanto, tudo que a mãe faz quando o bebê ainda está dentro da barriga, até o ato de chorar, pode influenciá-lo.

As mulheres ficam mais sensíveis aos fatores externos durante a gravidez. Consequentemente, o choro se torna mais comum durante o processo de gestação. Isso causa preocupações nas futuras mães, que pensam que poderiam afetar o bebê. Portanto, é importante saber quais são as possíveis consequências de chorar durante a gravidez.

Acredite ou não, o choro tem alguns benefícios para a saúde, como gerar bem-estar, eliminar toxinas e liberar o estresse. Às vezes, depois de chorar, você pode ver claramente a solução dos seus problemas e o humor pode melhorar, fazendo com que a mãe se sinta motivada.

Por que as mulheres costumam chorar durante a gravidez?

Abaixo, mostraremos algumas das causas mais comuns pelas quais as mulheres costumam chorar durante a gravidez.

Cansaço

Devido às náuseas, alterações hormonais e crescimento constante da barriga, as mulheres grávidas têm mais dificuldade para dormir, e isso faz com que elas fiquem cansadas o tempo todo. O desespero de não ter energia durante o dia pode levar a mãe a desabafar durante o choro.

Mulher grávida sentindo enjoos

Alterações hormonais

Para que a evolução da gravidez ocorra de forma eficiente, ocorrem alterações nos hormônios da mãe. Estas mudanças são mais notáveis ​​durante as semanas 6 e 10 e no final da gravidez. Deve-se notar que este processo pode afetar a química do cérebro, causando mudanças no humor.

Inseguranças e medos

A obsessão de pensar nas dificuldades que o feto pode desenvolver pode levar a mãe a chorar. As preocupações que mais atormentam as mães de primeira viagem são passar por um aborto espontâneo ou ter problemas com o feto.

Por outro lado, o ganho de peso e as mãos e os pés inchados muitas vezes fazem a mãe se sentir triste e insegura. Você pode até achar que seu parceiro não vai mais te querer dessa maneira. É verdade que esses sinais significam que o feto está se desenvolvendo adequadamente, mas ainda assim a mãe fica preocupada com sua aparência física.

Problemas com o marido

Ter um filho é uma mudança drástica na vida de toda pessoa. Portanto, tomar a decisão de começar uma família não é fácil e pode trazer conflitos. Também pode haver preocupações e dúvidas na preparação da casa para a chegada do bebê.

Se a todas as decisões que devem ser tomadas adicionarmos as mudanças de humor, é provável que a futura mamãe tenha um grande surto de emoções mistas e a única maneira de sentir alívio seja através do choro.

Não perca este artigo: 4 erros frequentes em nossos relacionamentos amorosos

Como o choro durante a gravidez influência o bebê?

Chorar pelas razões mencionadas acima é bom e normal, no entanto, chorar devido ao estresse ou depressão, ficando constantemente deprimida e de mau humor, pode ser prejudicial para o desenvolvimento do seu bebê.

Mulher grávida

Desenvolvimento do cérebro do bebê

A depressão durante a gravidez influencia o crescimento do feto, afetando o sistema neuroendócrino do bebê. O mesmo controla o humor, as emoções e a resposta ao estresse. Além disso, aumenta as chances da criança desenvolver uma doença mental.

Nascimento prematuro ou aborto

Chorar por ansiedade reduz o fluxo sanguíneo que serve para transportar os nutrientes necessários para o feto. Pode causar problemas respiratórios, o bebê pode nascer com baixo peso e, no pior dos casos, causar um parto prematuro ou aborto espontâneo.

Personalidade da criança

Quando a mãe chora por estar estressada, seus níveis de cortisol aumentam muito, e o funcionamento da placenta é afetado. Se isso acontecer, pode ser prejudicial para o bebê, já que uma das funções da placenta é proteger o feto do cortisol.

Isso pode influenciar negativamente, aumentando o risco da criança desenvolver problemas comportamentais, como hiperatividade, síndrome do déficit de atenção ou esquizofrenia.

Desenvolvimento lento

Se a mãe tiver estados prolongados de tristeza acompanhados de choro, ela pode fazer com que o bebê se desenvolva em um ritmo mais lento do que o habitual. Os bebês, mesmo quando estão no útero, são capazes de perceber o humor da mãe.

Como você pode evitar chorar durante a gravidez?

Para evitar que a tristeza e o estresse assumam o controle de sua vida, é recomendável se exercitar, descansar e ter uma dieta saudável. Além disso, fazer atividades como ioga pré-natal e meditação ajudarão a limpar a sua mente e liberar o estresse.

Mulher grávida chorando

Evite ter uma vida agitada. Comprometer-se com muitas responsabilidades, ter muito trabalho e compromissos só aumentará o estresse. Para isso, você pode identificar as fontes de estresse e eliminar ou alterar o máximo que puder.

Leia também: Use essas estratégias incríveis e diga adeus ao estresse

Falar sobre suas emoções com seu parceiro, família e amigos fará com que você se sinta aliviada. Por outro lado, eles serão mais compreensivos e até mesmo irão ajudá-la em tudo que você precisar. Você também pode assistir às aulas pré-natais, assim você saberá o que esperar e conhecerá outras mães que estão passando pela mesma situação.

Conclusão

Seu bebê é a melhor coisa que pode acontecer com você; ele vai te encher de amor e felicidade. Lembre-se de que o seu filho e você estão conectados, portanto, cuidar de si mesma proporcionará grandes benefícios para você e seu pequeno. Não deixe nada nem ninguém afetar sua felicidade.

Por outro lado, se você considera que tentou de tudo e não consegue controlar suas lágrimas, é melhor fazer uma consulta com um psicoterapeuta. Ele lhe dará informações e ferramentas úteis para que você possa gerenciar suas emoções e evitar chorar durante a gravidez com tanta frequência.

Recomendados para você