Benefícios dos estrogênios na dieta

Muitas vezes, ainda que comamos de forma saudável, não estamos suprindo todas as necessidades que nosso corpo em particular demanda. Te ensinaremos a manter uma dieta rica em estrogênio para que não te aconteça isso.

Comer de uma forma saudável se transformou em uma forma de vida. Mas às vezes não sabemos de que alimentos precisamos segundo nossas condições físicas ou mentais. Hoje falaremos da importância dos estrogênios na dieta.

Com certeza você quer começar a se alimentar de uma forma equilibrada e balanceada. E se você é mulher vai pelo caminho correto. Agora, precisará identificar aqueles alimentos que precisa consumir para assegurar um melhor estilo de vida.

Te falamos de adicionar, conscientemente, aqueles alimentos que oferecem estrogênios ao seu organismo. Esse hormônio se encarrega de que realize suas funções sexuais e reprodutivas de forma ótima e que todos os seus demais órgãos funcionem 100%.

O estrogênio para a vida

Muitas pessoas pensam que a juventude é eterna e, sem se dar conta, surge a fase adulta e a velhice para lhes dizer se fizeram o certo ou não no transcorrer de suas vidas.

O estrogênio é um hormônio feminino que também está presente nos homens, mas em pequenas quantidades. Nas mulheres sua produção decai quando chega a menopausa e com ela se geram consequências de alto risco.

estrogênios na dieta podem aliviar sintomas da menopausa

Depois de tudo, o estrogênio se encarrega de:

  • Regular o ciclo menstrual.
  • Proporcionar feminilidade.
  • Manter em bom estado o sistema reprodutor, sexual, o coração, os músculos e os ossos.

Por isso, não há que permitir que os níveis de estrogênio diminuam, pois as consequências serão severas. Para evitar esta situação, é indispensável que inclua comidas que o contenham na dieta.

Talvez te interesse ler: 3 maneiras de preparar brócolis

Nosso corpo sem estrogênios

Se não verificar seus níveis de estrogênios não poderá prevenir nenhum problema que ocorra por sua baixa presença no organismo. Porém, poderá perceber uma deficiência desse hormônio quando se sinta irritada, não consiga dormir e o cabelo cair em abundância.

Alimentos para incluir estrogênios na dieta

Como já se gerou um nível de consciência sobre o tema que não tinha antes de começar a ler este artigo, repassaremos os alimentos que te permitirão manter em equilíbrio os níveis de estrogênios.

Frutas e verduras

Estas duas opções são o antídoto para quase todos os problemas. Aparecem em todas as dietas e nesta não podem faltar. Estes elementos contêm fito-estrogênios que são um grupo de alimentos que estimula a produção de estrogênio na mulher.

100 gramas de verduras ou vegetais podem conter de 94 até 604 microgramas de fito-estrogênios. Nada mal para ingerir em uma refeição. Dentre as frutas pode escolher: maçãs, ameixas, tomates, tâmara e mamões.

Alimentos que aportam estrogênios na dieta

E entre os vegetais, dê prioridade aos seguintes:

  • Brócolis
  • Pepino
  • Berinjelas
  • Abóbora
  • Beterraba
  • Batatas
  • Salsão
  • Alfafa

Sementes e grãos

Estes alimentos também contêm quantidades importantes de fito-estrogênios. Podem ser combinados com outros produtos e são ricos em minerais e vitaminas.

Consuma sementes como o linho e o gergelim, e grãos como o trigo, arroz, cevada e aveia.

Soja e frutos secos

A soja é uma fonte importante de fito-estrogênios. 100 gramas deste alimento contêm aproximadamente 103 microgramas do composto em questão. Considere os produtos que se derivam dela, como o iogurte de soja e o tofu.

Os frutos secos não ficam para trás, pois também são uma rica fonte de fito-estrogênios.  Escolha o pistache, mas adicione amêndoas, avelã e amendoim.

3 hábitos que ajudarão a aumentar os níveis de estrogênios

Além de adicionar alimentos ricos em estrogênios na dieta, deve incluir em sua rotina uma série de comportamentos que beneficiarão na consecução destes objetivos.

1. Faça exercícios aeróbicos

Este tipo de exercícios ajudam no processo de metabolização dos estrogênios. Sua execução influencia na geração de hormônios bons. Portanto, é importante lhes dedicar ainda que seja 30 minutos diários.

2. Dormir mais de seis horas

Menos tempo causaria a diminuição na produção de estrogênios e paralelamente se reduziria o desejo sexual.

3. Complemente com suplementos

Estes são produtos que só se devem tomar com supervisão médica. São feitos à base de proteínas e ervas que ajudam a produzir estrogênios, além de outros hormônios femininos deve ser sua última opção.

Leia também: Receita saudável e deliciosa

Um pouco de ciência

A ideia é prevenir as consequências que fazem ter baixos os níveis de estrogênios. Esta redução acontece, na maioria dos casos, quando se passa pela menopausa. Agora, se agir antes, correrá menos riscos.

Cientificamente não existe um padrão que indique como cada mulher reagirá nesta etapa da vida, mas a solução para evitar o sofrimento é conhecida. Incluir estrogênios na dieta pode ser a resposta.

Você vai ver que não é complicado. Com certeza diariamente tem na despensa frutas, verduras e grãos; adicione a soja e os frutos secos. Durma 8 horas e se dê tempo para se exercitar. São procedimentos simples, mas necessários para a sua saúde.

É uma forma simples. É um estilo de vida mais saudável que não tire nem tempo, nem espaço, mas sim some anos de bem-estar e em família.

Recomendados para você