As birras tem um lado positivo?

· 9 de setembro de 2018
Os pais costumam ver de forma negativa as birras de seus filhos e se desesperam por não saber o que fazer para acalmá-los. No entanto, as birras tem um lado positivo.

Em geral quando as crianças se sentem frustradas fazem birras. Devido a que não conseguem expressar com palavras o que sentem, usam esta forma imatura para manifestar seus sentimentos.

Em geral, as crianças fazem birras quando perdem um jogo, no momento de comer, de dormir, se seus pais não compreendem o que querem transmitir, entre outros. Isso faz com que os pequenos reajam de maneira explosiva ante o mal-estar que sentem pela incompreensão dos pais.

Tipos de birras

Satisfazer necessidades básicas

Um dos principais tipos de birras aparece quando a criança tem uma necessidade básica que não pode satisfazer no momento. Por exemplo: quando tem vontade de dormir ou de comer.

Desinformação

A insegurança invade as crianças pequenas se estão desinformadas da situação na qual se encontram. Por exemplo, quando vão para o seu primeiro dia de aula, onde compartilharão um lugar diferente com professores e crianças desconhecidas.

birras

Liberar tensões

A criança também pode fazer birras quando necessita descarregar tensões nos momentos de estresse. Por exemplo, se está em um local fechado pela primeira vez como cinemas ou teatros.

No momento em que as luzes se apagam ela se assusta, e sua forma de expressar esse sentimento é fazendo uma birra. Se esta não for superada, quando voltar para estes lugares, lembrará desses momentos de medo e voltará a fazer uma birra.

Lado positivo das birras

Ainda que muitas vezes os pais se sintam envergonhados quando seus filhos sofrem episódios de birras, devem levar em consideração que as crianças são seres humanos e, assim como os adultos, têm direito a desabafar. Além disso, as birras têm um lado positivo que mostraremos a seguir.

Saiba mais: Como controlar a rebeldia de seu filho?

Definem a personalidade da criança

As birras influenciam na saúde emocional e no bem-estar das crianças. Os pequenos não dizem o que precisam, por isso o expressam na forma de birras. No entanto, os pais, pouco a pouco, devem ensiná-los que essa não é a forma correta. Isso ajuda a criança a formar sua personalidade dia após dia.

Liberam estresse

As crianças depois de uma birra liberam o estresse que o incômodo daquele momento produziu. Depois que passa o episódio e conseguem se acalmar, podem entender melhor que não podem ter tudo o que querem.

Conhecem limites

As crianças utilizam as birras para se rebelar contra as normas, por isso é importante que conheçam qual é o limite de suas ações. Neste caso, os pais desempenham um papel importante mostrando-lhes quais são as regras e as consequências de seu infringimento.

birras

Estas normas devem ser firmes e coerentes, pensadas previamente, e devem ser para o bem da criança. Assim evitará que quando adulto sofra de transtorno dissocial.

Leia também: O que fazer quando uma criança se comporta mal?

O que fazer quando uma criança faz uma birra?

No momento em que a criança faz uma birra os pais devem manter a calma ante tal situação. Entende-se que é difícil manejar a frustração dos adultos, mas se também se alteram, somente complicará mais a situação.

Os pais devem compreender que é uma demonstração do que a criança está sentindo, e que por mais que queiramos ajudá-la, não irá deixar de sentir. O melhor que podemos fazer é esperar que o episódio passe.

Depois conversar com a criança, dizer que entendemos que se sente mal. É importante dar alternativas, pegá-la nos braços ou sentar ao seu lado e aceitar a dor que está nos mostrando. Nestas ocasiões, a criança precisa do estímulo de uma pessoa próxima que a escute.

birras

No entanto, algumas vezes as birras são muito agressivas para não serem levadas em consideração. Nestes casos faça com que a criança se sente por dois minutos e pense no que fez.

Por outro lado, algumas crianças não querem que as consolem. Se a criança pedir para você se afastar, deve fazê-lo por alguns minutos, pois logo depois que a birra passa, a criança, geralmente, pede colo. Esta é uma boa maneira de reincorporá-la as atividades que estava realizando.

Conclusão

Geralmente, quando a criança está crescendo e amadurecendo as birras diminuem. Também, à medida que vão desenvolvendo a linguagem verbal, melhora a habilidade da criança de manifestar suas frustrações verbalmente, deixando de fazê-lo de forma física.

Pode ser que as birras persistam para além dos 4 anos e que os pais não consigam controlá-las. Se isso acontece é recomendado buscar o apoio de um profissional especializado, ou seja, um psicólogo infantil.