Aprenda a preparar um caldo com propriedades anti-inflamatórias

30 de novembro de 2018
Os ingredientes que vamos adicionar são anti-inflamatórios importantes, por isso a sua combinação faz com que esse caldo seja imprescindível quando percebermos que estamos com as defesas baixas.

Frequentemente procuramos medicamentos ou suplementos naturais com propriedades anti-inflamatórias para nos ajudar a tratar inflamações ou para prevenir o câncer. No entanto, não devemos nos esquecer de que existem alimentos com essas propriedades, e que podemos nos acostumar facilmente a consumi-los regularmente para prevenir as doenças de maneira mais efetiva.

Neste artigo, compartilhamos a receita e as propriedades de um caldo delicioso e terapêutico, que pode ser tomado diariamente para prevenir doenças inflamatórias (reumatismo, gota, bronquite, asma, etc.), além de ser uma excelente forma de prevenir o câncer.

Ingredientes do caldo com propriedades anti-inflamatórias

Brócolis

Em geral, todos os vegetais crucíferos, entre os quais se incluem o brócolis, a couve, a couve-flor e o repolho, contêm determinadas moléculas com propriedades anticancerígenas.

É importante destacar o brócolis pelo seu conteúdo em vitaminas C e E e minerais como o cálcio e o ferro. O brócolis, em geral, ajuda a combater muitas doenças. Além de incluí-lo neste caldo, recomendamos também comê-lo ao vapor, pouco cozido e na forma de sementes de brócolis germinadas.

Pode te interessar: 8 interessantes benefícios do brócolis para a saúde

Alho e cebola

Tanto o alho como a cebola contêm alicina, um composto rico em enxofre que ajuda o fígado a eliminar toxinas que se acumulam no sangue. Além disso, o alho é conhecido por suas propriedades antibióticas. Comer alho cru é altamente recomendado para alcançar o bem-estar do organismo.

Ingredientes do caldo com propriedades anti-inflamatórias

Por outro lado, a cebola contém propriedades anti-inflamatórias e antitússicas. Ambas as plantas apresentam em sua composição determinadas moléculas que demonstraram ter um efeito anticancerígeno, pelo menos in vitro.

Aipo

Alguns estudos demonstraram que os alcinos contidos no aipo ajudam a prevenir o dano celular que, em muitos casos, resultam na malignidade celular, isto é, as células se tornam cancerosas. E, além disso, seu teor de poliacetileno ajuda a aliviar significativamente a inflamação.

Cúrcuma

Foi demonstrado que a cúrcuma contém um alto índice de ferro, sódio, magnésio, potássio e zinco. Por isso, foi comprovado que o consumo desta especiaria é muito benéfico para a saúde, por vários aspectos.

Esta raiz contém curcumina, um componente com propriedades anti-inflamatórias. Além disso, a cúrcuma possui vários componentes anticancerígenos. É também muito útil quando você está tomando medicação para o câncer para aliviar seus efeitos colaterais.

A cúrcuma possui propriedades anti-inflamatórias

Por se tratar de uma especiaria, podemos incluí-la facilmente em todos os tipos de sopas, cremes ou mesmo sobremesas, como milkshakes, cremes ou bolos. Sua presença neste caldo é fundamental.

Leia também: 5 grandes remédios anti-inflamatórios com cúrcuma

Como preparar?

Coloque as verduras e as hortaliças para cozinhar (se possível, que sejam todas orgânicas) junto com a água e com a cúrcuma em pó por, pelo menos, quarenta minutos. Essas verduras, se sobrarem, poderão ser reaproveitadas para preparar outros pratos, como, por exemplo:

  • Para rechear um omelete
  • Como recheio de tortas salgadas
  • Para preparar um creme de verduras
  • Como acompanhamento de outros pratos
  • Para fazer uma salada de tomate com verduras
  • Para fazer um mexido com ovo

Também podemos comer essas verduras diretamente, temperando com um pouco de azeite de oliva extra virgem ou com maionese caseira.

Como tomar?

Podemos tomar três pratos por dia, separados ou antes das refeições, para que tenham maiores efeitos sobre a nossa saúde. Podemos tomá-los por temporadas, especialmente durantes as épocas de frio ou quando percebemos nossas defesas baixas.

No entanto, devemos mencionar que apenas tomar este caldo não cura nenhuma doença nem elimina as chances de que venhamos a desenvolver câncer, já que este último depende de uma infinidade de fatores. É importante consultarmos um médico em caso de sofrer alguma doença e seguir as orientações recomendadas por ele.

  • Cecilio Filho, A. B., Souza, R. J. de, Braz, L. T., & Tavares, M. (2000). Cúrcuma: planta medicinal, condimentar e de outros usos potenciais. Ciência Rural. https://doi.org/10.1590/S0103-84782000000100028
  • Rivlin, R. S. (2001). Recent Advances on the Nutritional Effects Associated with the Use of Garlic as a Supplement: HistoricalHistorical Perspective on the Use of Garlic. The Journal of Nutrition. https://doi.org/10.2307/1940703
  • Lanzotti, V. (2006). The analysis of onion and garlic. Journal of Chromatography A. https://doi.org/10.1016/j.chroma.2005.12.016