Aparência física: barreira para encontrar um parceiro?

4 de setembro de 2019
Alguns dizem que os mais bonitos têm maior probabilidade de conseguir um parceiro, embora outros digam que não. Contamos aqui sobre a verdadeira importância da aparência física no momento do amor.

A aparência física é geralmente uma maneira de descrever o homem ou a mulher ideal. Está em grande parte delimitado pelos modelos da beleza cultural ou social. E por esse motivo, em certos momentos do nosso desenvolvimento, é que a aparência terá mais ou menos importância.

Geralmente, uma celebridade, no auge da sua carreira, marca uma tendência sobre o tipo de beleza. E talvez, muitos comecem a imitar seu penteado ou seu estilo de roupa. E existem até pessoas que passam por cirurgias plásticas para se parecer com elas.

A aparência física é realmente uma barreira para você encontrar seu parceiro?

A aparência física e a felicidade de um casal

Em geral, em um primeiro encontro, a aparência física é o que afeta. Nossas avós já diziam que precisamos estar sempre bem arrumados, porque nunca se sabe quem podemos encontrar.

É claro que uma pessoa linda e charmosa pode chamar a atenção e gerar atração espontânea. Talvez seja por isso que exista a ideia de que os mais bonitos têm mais sorte no amor.

No entanto, é um equívoco quando se fala em parceiros duradouros. É muito fácil descobrir que você não pode sustentar um relacionamento apenas com uma linda aparência.

Qual é a aparência física que garante que você consiga um parceiro?

O erro de algumas pessoas é que idealizam os estereótipos que admiram. Então, esforçam-se com as rotinas diárias nas academias ou mudam a cor dos cabelos. Tentam ser, de acordo com sua perspectiva, pessoas bonitas para os demais.

O problema é que não há uma definição específica do que é lindo ou feio. Na verdade, depende do critério de cada um. E melhor assim, ou todo mundo estaria apaixonado pelas mesmas pessoas.

Não há aparência física que garanta a conquista de um parceiro. Olhos pretos ou azuis, altos ou baixos, mais magros ou cheinhos, loiros ou morenos … todos são bonitos para alguém. Então, o que garante a você um verdadeiro parceiro é ser simples e transparente.

Não deixe de ler também: Você não é o problema, o problema é sua autoestima

Por que a aparência física costuma ser uma barreira para iniciar um relacionamento?

A insegurança que advém de preconceitos, complexos e outros fatores pode fazer com que uma pessoa não tenha um conceito positivo de si mesma, algo que pode interferir em seus relacionamentos interpessoais.

1. Não estou feliz com meu corpo, ninguém vai gostar

Os problemas da baixa autoestima são as verdadeiras barreiras, embora inconscientemente os disfarcemos com a palavra “feio”. Quem está sempre dependente das imagens anunciadas na mídia, por exemplo, não se sente à vontade com a sua realidade.

Pôr a aparência física acima de todas as qualidades como pessoas tem sérias consequências nas interações humanas. Assim, nos reprimimos e nos mostramos ao mundo como pessoas inseguras, imaturas e introvertidas.

2. A fobia às pessoas muito bonitas

Alguns sentem pânico em se relacionar com pessoas que, segundo a sua visão, são quase perfeitas do ponto de vista físico. Não se atrevem a iniciar nenhum tipo de relacionamento e o veem como um verdadeiro perigo.

Nesses casos extremos, é necessário consultar um profissional ou terapeuta para dominar a fobia. Mas, em outros casos mais leves, passa por uma questão de insegurança própria. O pensamento é que alguém tão bonito não poderia notá-los, mesmo que estivessem dizendo o contrário.

3. Tenho vergonha de que vejam meu corpo

Pessoas que não gostam do próprio corpo

Também está relacionado à autoconfiança e reflete-se na forma como escondem excessivamente o corpo. Essas pessoas sempre usam roupas largas para que nenhuma curva seja marcada. A grande maioria usa apenas cores escuras para evitar chamar a atenção. E fazer sexo com luz acesa, estando nu, é uma ideia impossível de realizar.

É verdade que a imagem está agindo como um impedimento para que outros se aproximem, mas não pelo corpo em si. O que causa distância é a atitude com a qual nos movemos através das relações sociais.

Descubra o segredo: Como se sentir alegre e com bom humor todos os dias?

Então, a aparência física é determinante para ter um parceiro?

Claro que não. O que aproxima, o que mantém viva a paixão e o companheirismo é a atitude, a personalidade. Isso não significa que devamos abandonar completamente a nossa imagem, mas sim, saber que é um simples complemento.

Estar bem animicamente, ter alto astral, ser firme nas atitudes é o que atrai os outros. Além disso, esse bem-estar geralmente tende a que nos preocupemos também com o resto do organismo para estar plenos. Depois, você pode escolher roupas alegres, informais ou elegantes, mas manterá um estilo só seu, fiel à sua essência.

Os outros acham bonito aquele que irradia luz, boa energia e positivismo. É inútil ter o corpo dos sonhos, o rosto perfeito se não houver conexão entre os dois, se não se divertirem ou não tiverem nada para conversar.

  • Gomez-Marmol, A., Sanchez- Alcaraz, B., & Mahedero-Navarrete, M. del P. (2013). Body Image Dissatisfaction and Distortion in Twelve To Seventeen Years Old Teenagers. Ágora Para La Ef Y El Deporte.
  • Raich, R. M. (2000). Imagen corporal: conocer y valorar el propio cuerpo. Ojos solares. Tratamiento.
  • Argüello, L., Romero, I., & Meneses, A. (2012). Trastorno de la imagen corporal. Reduca.