O que são antígenos e anticorpos?

14 Setembro, 2020
Nosso sistema imunológico produz anticorpos quando detecta elementos prejudiciais, chamados de antígenos. Um antígeno é uma substância estranha que o sistema imunológico reconhece como uma ameaça.
 

Antígenos e anticorpos fazem parte do sistema imunológico, defendendo-o, como é o caso dos anticorpos, ou atacando-o e causando a ativação da resposta imune, como é o caso dos antígenos. Portanto, nosso sistema imunológico produz anticorpos quando detecta elementos prejudiciais, chamados de antígenos.

Um antígeno é uma substância estranha que o sistema imunológico reconhece como uma ameaça. A grande variedade de anticorpos que nosso corpo pode sintetizar se deve às combinações aleatórias de um conjunto de genes que codificam os diferentes locais de ligação dos anticorpos aos antígenos.

Antígenos e anticorpos

Papel dos antígenos e anticorpos no sistema imunológico

Os anticorpos, também chamados de imunoglobulinas, são usados ​​pelo sistema imunológico para identificar e neutralizar essas substâncias estranhas no corpo.

Os linfócitos B são responsáveis ​​pela síntese de anticorpos quando os antígenos são detectados. Os antígenos podem ser substâncias provenientes de fora e substâncias formadas em nosso próprio corpo.

Os antígenos de histocompatibilidade (HLA) são formados em nosso corpo e são específicos para cada indivíduo, embora sem serem exclusivos de um único indivíduo. São encontrados nas células e nos tecidos. Por esse motivo, quando uma célula ou órgão de uma pessoa entra em contato com os linfócitos de outra pessoa, estes reconhecem os HLAs como não próprios e os destroem.

 

Os anticorpos, como dissemos, são proteínas sintetizadas pelo sistema imunológico quando detectam elementos prejudiciais, chamados antígenos. Assim como existem diferentes tipos de antígenos, existem diferentes tipos de anticorpos. Cada tipo de anticorpo defende o corpo contra uma certa variedade de antígeno.

Como é a estrutura dos anticorpos?

A estrutura de todos os anticorpos é muito semelhante, pois todos possuem uma proteína em sua composição cuja forma característica é «Y». Por esse motivo, os anticorpos mostrarão esse formato.

Além disso, apresentam variações nas extremidades da referida proteína, que é o que contribui para diferenciar os anticorpos. Essa parte da proteína é chamada de região hipervariável e, graças a ela, cada variedade de anticorpos se une a um antígeno diferente. No momento em que um anticorpo encontra um antígeno que é complementar a ele, este o reconhece e o marca para que outros elementos do sistema imunológico o ataquem.

Descubra: Sistema imunológico enfraquecido. Como reconhecer?

Qual é o papel dos anticorpos?

Anticorpos

Os anticorpos desempenham um papel na proteção do corpo, pois fazem parte do sistema imunológico. Por esse motivo, de uma maneira ou de outra, eles atacam o elemento intruso, detectando-o no corpo.

 

Os anticorpos realizam seu trabalho de três maneiras diferentes:

  • Impedindo que patógenos entrem nas células para evitar danos.
  • Provocando que os patógenos sejam eliminados por macrófagos e outras células.
  • Fazendo com que o patógeno seja destruído diretamente pela ativação de outras respostas imunes.

Qual é a estrutura dos antígenos?

Os antígenos têm uma estrutura tridimensional e uma área de ligação específica para anticorpos, chamada epítopo. Isso significa que há um grande número de anticorpos para cada antígeno possível, uma vez que o mesmo antígeno pode ter epítopos diferentes.

Essas áreas de ligação são uma parte fundamental da estrutura dos antígenos. Isso ocorre porque são as partes que podem ser reconhecidas por um anticorpo específico a ele e, assim, ativam a resposta imune. No entanto, os antígenos têm áreas chamadas imunodominantes. Essas são as áreas do antígeno às quais a maioria dos anticorpos se liga.

Isso também pode te interessar: Como é um exame de próstata?

Papel dos antígenos na resposta imune

Você deve saber que nem todos os antígenos são capazes de ativar a resposta imune, pois isso também depende dos anticorpos. Se eles estimulam a resposta imune, são chamados de imunógenos.

Esses antígenos são substâncias que nosso corpo não é capaz de reconhecer e, portanto, rejeita. São considerados patógenos que possuem anticorpos específicos como agentes complementares.

Conclusão sobre antígenos e anticorpos

A cada anticorpo é atribuído um antígeno específico, ou seja, eles são complementares. No entanto, são complementares para serem destruídos, pois os anticorpos reconhecem seus antígenos complementares e, nesse momento, a resposta imune será ativada para destruir o patógeno.

 
  • Vega, B. (2009). Anticuerpos. Medicgraphic-Inmunología Para El Médico General.

  • Anticuerpos: sus propiedades, aplicaciones y perspectivas. (2007). REVISTA MÉDICAS UIS.

  • Moro, L. (2010). Sistema Inmune. Bases Biológicas de La Producción Animal.