Alimentos ricos em cálcio para intolerantes à lactose

7 de outubro de 2013
Para quem possui intolerância à lactose o consumo de cálcio pode ser um grande problema. Mas veja como ameniza-lo ou inclusive resolve-lo.

O cálcio é o mineral mais abundante, e talvez o mais importante, que encontramos no corpo humano. Por isso, para quem apresenta intolerância à lactose o consumo de cálcio pode se tornar um problema aparentemente complicado.

É o elemento básico para construir e manter os ossos e dentes em perfeito estado. Além disso, regula o diâmetro dos vasos sanguíneos e ajuda músculos e nervos a funcionarem corretamente. Também permite que as células transmitam os sinais entre elas e ao cérebro.

Assim, por tudo isso é muito importante manter o consumo constante de alimentos ricos em cálcio. E sua principal fonte são alimentos lácteos.

Entretanto, o que parece simples para alguns pode ser um problema para outros. Neste caso, os outros são aquelas pessoas que apresentam intolerância à lactose.

Mas como para cada problema há uma solução, apresentamos agora algumas alternativas para essas pessoas. Outra maneira de consumir o cálcio que necessitamos e que vegetais e outros alimentos podem oferecer.

Laranjas, mais cálcio do que vitamina C

As laranjas, como o resto dos cítricos, são constantemente associadas à vitamina C. Entretanto, comprovadamente, elas oferecem mais cálcio do que a dita vitamina.

Por exemplo, um copo de suco de laranja oferece 38% dos requisitos diários de cálcio para o corpo de um adulto.

Por sua vez, uma laranja pode oferecer 375 mg de cálcio. Isso a torna um dos alimentos mais ricos em cálcio, com maior teor deste mineral disponível na natureza.

Leia também:Prepare uma deliciosa torta de laranja e chocolate

Laranja rica em cálcio
Uma laranja pode oferecer 375 mg de cálcio, o que a torna um dos alimentos mais ricos em cálcio, com maior teor deste mineral disponível na natureza.

Salmão e sardinha, dois alimentos ricos em cálcio

O salmão e as sardinhas, por exemplo, são os dois tipos de peixe com mais teor de cálcio. No caso das sardinhas em conserva, três porções oferecem em média 325 mg de cálcio. Isso corresponde a 33% do consumo diário de cálcio recomendado.

Além dos grandes teores de cálcio que este peixe nos oferece, é possível prepara-lo de maneiras diferentes para ressaltar seus sabores.

Assim, consumir três porções de salmão oferece 181 mg de cálcio ou o equivalente a 18% do mínimo requerido pelo corpo.

Além disso, o salmão é delicioso, pode ser preparado de milhares de maneiras distintas e seu consumo é altamente recomendado para manter a saúde cardíaca, aumentar as gorduras saudáveis do corpo e cuidar da aparência.

Salmão e sardinha alimentos ricos em cálcio
Três porções de sardinha em conserva oferecem em média 325 mg de cálcio, o que corresponde a 33% do consumo diário de cálcio recomendado.

Lactose dos queijos pode ser evitada com tofu

Um dos alimentos mais ricos em cálcio e que funciona como substituto do queijo ou da carne, para aqueles que são vegetarianos, é o tofu. Mas é importante que o mesmo tenha sido complementado com sal de sulfato de cálcio.

Do contrário, este queijo de soja não é uma fonte significativa de cálcio. Por exemplo, meia xícara de tofu enriquecido de cálcio oferece 253 mg de cálcio, que corresponde a 25% do consumo diário necessário.

Tofu uma alternativa a lactóse
O tofu pode ser um dos alimentos mais ricos em cálcio, bastando para isso, que o mesmo tenha sido complementado com sal de sulfato de cálcio.

Pode te interessar: Como saber se meu filho tem intolerância à lactose?

Alimentos ricos em cálcio e fáceis de encontrar

Os intolerantes à lactose não devem se preocupar com a falta de cálcio em seu corpo. Assim, a solução é fazer algumas mudanças no hábito alimentar.

Em suma, se prestarmos bastante atenção, nos daremos conta de que estes alimentos se encontram disponíveis em qualquer dieta equilibrada e saudável. Além disso, eles estão ao alcance de todos.

  • Téo, C. R. P. A. (2002). Intolerância à lactose: uma breve revisão para o cuidado nutricional. Arquivos de Ciências da Saúde da UNIPAR, 6(3).
  • Uggioni, P. L., & Fagundes, R. L. (2006). Tratamento dietético da intolerância à lactose infantil: teor de lactose em alimentos. Hig. aliment, 21(140), 24-29.
  • Bauermann, A., & Albuquerque Santos, Z. D. (2013). Conhecimento sobre intolerância à lactose entre nutricionistas. Scientia Medica, 23(1).
  • Sabrá, A., Wills, A., Sabrá, S., Almeida, E., Lopes, C., Correa, M. C., & Taulois, M. (1994). Intolerância à lactose. In Intolerância à lactose.