Alimentos que ajudam a regular a tireoide

· 20 de fevereiro de 2015
Para que a tireoide não se desestabilize é muito importante fazer 5 refeições pequenas diariamente e não beliscar entre elas. Também deve-se ingerir alimentos ricos em fibras e fazer exercícios.

Nesse artigo falaremos de uma glândula localizada no pescoço, conhecida como tireoide. Ela regula várias funções no organismo, assim como participa na produção de hormônios como a tiroxina (T4) e triodotironina (T3); que regulam o metabolismo e afetam o funcionamento de outros sistemas do corpo.

Quando a tireoide funciona normalmente não é preciso pensar em uma dieta específica. No entanto, há momentos em que a glândula sofre de transtornos, aumentando a produção de hormônios que o corpo precisa (hipertiroidismo) ou a diminuindo (hipotiroidismo).

Cabe ressaltar que o iodo, ou melhor, o déficit de iodo, é uma das causas diretas dos transtornos da glândula tireoide. Dessa maneira, há uma luta mundial para erradicar a deficiência desse mineral.

Quando ocorrem esses transtornos na glândula tireoide é preciso contar com uma dieta que esteja de acordo com os requerimentos do organismo.

Dessa forma, a seguir, ofereceremos uma série de recomendações para ambas as situações respectivamente.

Recomendações de dieta para quem tem hipertiroidismo

Como falávamos anteriormente, o hipertiroidismo surge quando a glândula tireoide está muito estimulada e produz maior quantidade de hormônios tireoides do que o corpo precisa.

Quando isso ocorre, pode causar um estado de catabolismo no corpo e, por conseguinte, perda de peso e de massa muscular.

Portanto, é recomendável manter uma alimentação muito equilibrada e, ao mesmo tempo, com um alto teor energético.

Hipertiroidismo-500x325

Lácteos (Iogurte, queijo e leite)

  • Utilize o leite ou o iogurte líquido como bebida, e inclusive para cozinhar quando possível.
  • Enriqueça o iogurte com leite condensado e o leite com leite em pó integral; esse leite pode ser usado para preparar vitaminas, sobremesas, sopas e purês, assim como pode ser acompanhado com cereais.
  • Inclua pedaços de queijo em suas saladas.

Saiba mais: Quais são os produtos lácteos com menos lactose?

Proteicos (Peixe, carne e ovo)

  • Pique ovo cozido e adicione-o em saladas, sopas ou verduras. Faça o mesmo com a carne e o peixe.
  • Use ovo batido e adicione a purês, sopas, cremes, saladas ou vitaminas com leite.
  • Recheie tortas ou outros alimentos com carne moída ou pedacinhos de peixe.

Açúcar, pão, mel e biscoitos

  • Coma biscoitos e pão no café da manhã, também é recomendável consumi-los à tarde.
  • Inclua pão frito para acompanhar sopas e purês.

Frutos secos

  • Pique-os e adicione-os como complemento nas saladas, ensopados e molhos.

Recomendações de dieta para quem tem hipotireoidismo

Hipotiroidismo-500x325

Agora vamos ao outro lado da balança e falar sobre o hipotiroidismo, que ocorre quando há uma diminuição na produção de hormônios da glândula tireoide.

O hipotiroidismo, às vezes, apresenta um quadro sintomatológico caracterizado por fadiga, cansaço, queda de cabelo, sonolência. No entanto, apesar de não existir uma relação direta, também causa ganho de peso.

Além disso, esses casos são um pouco mais complexos e devem ser controlados por um endocrinologista. Apesar disso, a alimentação pode ajudar e deve ser equilibrada e muito variada.

Uma dieta variada significa comer diariamente alimentos de absolutamente todos os grupos, como lácteos, verduras cruas e cozidas, frutas, alimentos proteicos, cereais e féculas.

Leia mais: 7 distúrbios associados à doenças da tireoide

Evite alimentos ricos em gordura, açúcares e calorias

  • Embutidos e carnes ricas em muitas gorduras.
  • Margarina, manteiga e manteiga de porco.
  • Açúcares, como o branco e o mascavo e caramelos derivados dos mesmos.
  • Bebidas alcoólicas e refrigerantes muito açucarados.

Recomendações

  • Realize de 4 a 5 refeições ao dia, pouco abundantes e evite a qualquer custo petiscar entre elas. Além disso, evite pular qualquer uma das refeições principais.
  • Aumente a atividade física diária. Caminhe, evite os elevadores e as escadas rolantes. Faça trajetos longos, a pé.
  • Potencialize o consumo de alimentos ricos em fibras, como a carne magra, o leite semidesnatado, verduras cruas e cozidas, frutas, entre outras.

Cuidado geral com a tireoide

Alguns alimentos ajudam a tireoide de forma geral. Entre eles pode-se citar os peixes de água fria, como o salmão, o atum, a cavalinha, o bacalhau, etc.

Assim como, vegetais e frutas que apresentam uma cor brilhante e podem chegar a estimular a tireoide e ajudar a diminuir um pouco a pressão. Ainda mais, é recomendável temperar a comida com algas marinhas em pó, ao invés de usar o sal.

  • Hoehr, C. F. (2016). Efeitos do exercício físico sobre o comportamento dos hormônios da tireoide e cortisol em escolares com sobrepeso e obesidade: um estudo de intervenção interdisciplinar.
  • Setian, N. (2007). Hipotireoidismo na criança: diagnóstico e tratamento. Jornal de Pediatria83(5), 209-216.
  • Maia, A. L., Scheffel, R. S., Meyer, E. L. S., Mazeto, G. M., Carvalho, G. A. D., Graf, H., ... & Andrada, N. C. D. (2013). Consenso brasileiro para o diagnóstico e tratamento do hipertireoidismo: recomendações do Departamento de Tireoide da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.