5 alimentos que devemos eliminar de nossa dieta

· 12 de fevereiro de 2014
Confira a seguir alguns alimentos que devemos eliminar de nossa dieta regular. Não perca!

Para alcançarmos uma dieta mais saudável, sem dúvidas, devemos eliminar de nossa dieta alguns produtos específicos.

As comidas que mencionaremos a seguir podem até parecer deliciosas e serem as preferidas na lista de muitas pessoas, mas seu consumo pode causar problemas, como a hipertensão, diabetes e problemas renais, dentre outros.

1. Devemos eliminar de nossa dieta o leite integral

A informação de que devemos eliminar o leite de nossa alimentação pode parecer um tanto estranha, principalmente porque é um laticínio muito comum em nossos lares.

Porém, ficou provado que este tipo de leite (integral) contém gorduras saturadas que aumentam os níveis do colesterol ruim, além de ser bem calórico.

O leite desnatado, de soja ou com baixa concentração de gorduras são boas opções para substituir o leite integral. Pois reduzem a gordura que consumimos sem que a ingestão de vitamina D, cálcio e potássio (encontrados no leite) seja afetada.

Leia também: Os 5 melhores leites vegetais

2. Devemos eliminar de nossa dieta os refrigerantes

refrigerantes são alimentos que devemos evitar

Os refrigerantes representam outro tipo de alimento (ou melhor, bebida) que devemos evitar e preferencialmente eliminar de nossa alimentação, pois é rico em calorias provenientes da frutose, já que em sua fabricação se utiliza xarope de milho.

Diversas pesquisas apontaram que as calorias “vazias” dos refrigerantes são um dos principais fatores que desencadeiam epidemias de obesidade a nível mundial.

E se isso parecer pouco, os refrigerantes contêm químicos que danificam os ossos e dentes, provocam cáries, facilitam o surgimento de osteoporose, aumentam os níveis de glicose no sangue e causam sede.

A melhor bebida que podemos consumir é, sem dúvidas, a água natural, além de sucos de frutas, chás, etc.

3. Devemos eliminar de nossa dieta os alimentos como margarina e manteiga

As margarinas e manteigas que compramos comumente costumam apresentar altos teores de gorduras trans, o que torna evidente a necessidade de eliminá-las de nossa dieta.

Os problemas de saúde comuns a quem consome manteiga ou margarina são os altos níveis de colesterol ruim, baixos níveis de colesterol bom, problemas com os níveis dos triglicerídeos e problemas de coagulação.

Como alternativa às manteigas ou margarinas, podemos usar produtos similares, que contenham poucas calorias e gorduras trans. Caso essa mudança implique em um problema econômico (devido ao preço destes produtos), é possível optar por usar óleos vegetais.

Descubra: Como usar 6 óleos vegetais para embelezar os cílios

4. Devemos eliminar de nossa dieta o pão

O pão contém farinhas refinadas como base, por isso, devemos eliminá-lo de nossa dieta. Isto inclui pães normais, doces ou de sabores diversos (alho, cebola, etc.).

O problema com estes pães é que a farinha não contém fibras e nutrientes que nos beneficiam e que podemos encontrar em grãos integrais.

Outro dos problemas do pão e derivados das farinhas refinadas é que oferecem uma grande quantidade de calorias em poucas porções.

Se você quiser optar por uma versão mais saudável do pão, escolha aqueles preparados com farinha integral. Para dar sabor, opte por acompanhar o pão com queijo branco ou geleias com pouco açúcar.

5. Devemos eliminar de nossa dieta as pipocas de micro-ondas

Pipocas de microondas são alimentos que devemos evitar

As pipocas de micro-ondas costumam conter muitas calorias e gorduras saturadas. Além disso, costumam vir em porções exageradas, o que faz com que consumamos facilmente 1200 calorias em apenas 60 gramas.

Por este motivo, ela compõe a lista de alimentos que devemos eliminar de nossa dieta.

Em vez de comer pipocas de micro-ondas, opte por preparar a pipoca em casa e vigiar a quantidade de gordura que contém. No cinema, opte por alimentos mais saudáveis.

Como substituir estes alimentos?

Nosso estilo de vida e o preço dos alimentos podem influenciar o seu consumo, que por sinal é muito prejudicial. Se este for o seu caso e você percebeu que gerou uma situação de dependência deste tipo de alimento, opte por substitui-los.

A ideia é que os alimentos sejam frescos, variados e de boa qualidade. Com o tempo e um pouco de prática, você se dará conta de que realizar estas substituições será mais benéfico, além de não sair tão caro.

  • Doppenberg, J., & Van der Aar, P. (2010). Facts about fats. The Consumer’s Medical Journal. http://doi.org/10.1016/j.tem.2010.07.002
  • Steinfurth, D., Koehler, P., Seling, S., & Mühling, K. H. (2012). Comparison of baking tests using wholemeal and white wheat flour. European Food Research and Technology. http://doi.org/10.1007/s00217-012-1682-2