Alimentação adequada para cuidar das articulações: o que você precisa saber

Uma boa alimentação para cuidar das articulações envolve alimentos que combatem a inflamação e o desgaste precoce. Além disso, sugere limitar alguns ingredientes que podem ser prejudiciais.
Alimentação adequada para cuidar das articulações: o que você precisa saber

Última atualização: 25 Fevereiro, 2021

A nutrição desempenha um papel muito importante em todos os aspectos relacionados com a saúde. Portanto, é aconselhável adotar um plano alimentar para cuidar das articulações contra doenças e desgastes. Como ela deve ser projetada?

Uma dieta para cuidar das articulações envolve aumentar o consumo de certos alimentos. Por sua vez, eles deve, favorecer a manutenção da cartilagem, músculos e ossos.

Por outro lado, é importante ter em mente que cada pessoa possui necessidades nutricionais de acordo com sua idade, peso e saúde. No entanto, existem algumas generalidades que servem para cuidar da saúde das articulações desde cedo.

Como deve ser a alimentação adequada para cuidar das articulações

como cuidar das articulações

Há muitos fatores que podem incidir no desenvolvimento de doenças articulares. Em primeiro lugar, o processo de envelhecimento é a principal causa. No entanto,  maus hábitos, traumas e má nutrição podem acelerá-lo.

Por isso, assegurar uma injeção ótima de nutrientes essenciais pode diminuir o risco de alterações nos processos inflamatórios. Ainda, a dieta contribui para a proteção das cartilagens, cujo desgaste pode causar artrite reumatoide, artrose ou osteoartrite.

Assim, com uma alimentação para cuidar das articulações se procura alcançar vários objetivos:

  • Manter um peso saudável, já que o sobrepeso e a obesidade pioram a saúde articular.
  • Melhorar a circulação para apoiar a redução da inflamação.
  • Diminuir o nível de acidez no corpo com ingredientes alcalinos.
  • Assegurar um consumo ótimo dos nutrientes que são reduzidos devido à artrite.
  • Controlar a retenção de líquidos limitando o consumo de sódio.

Alimentos proibidos

Alimentos proibidos para cuidar das articulações

Os alimentos que contêm muitas purinas, ácido úrico e gorduras saturadas devem ser excluídos. Na verdade, a absorção dessas substâncias pode acelerar sua deterioração ou piorar as doenças, de acordo com pesquisa publicada na revista  Progress in Lipid ResearchO consumo frequente desses nutrientes promove processos inflamatórios.

Entre esses alimentos, encontramos:

  • Carnes vermelhas, embutidas ou defumadas
  • Vísceras de boi, frango ou porco
  • Comida processada ou rápida
  • Açúcares refinados (incluindo doces, cereais e refrigerantes)
  • Frituras e snacks de pacote.
  • Farinhas refinadas (pão e panificação)
  • Bebidas alcoólicas

Alimentos que devem ser consumidos moderadamente

Alguns alimentos saudáveis ​​devem ser ingeridos com moderação devido ao seu teor de oxalato. Portanto, como essa substância pode piorar a inflamação, é melhor evitá-la na dieta para cuidar das articulações.

  • Espinafre.
  • Acelga.
  • Além disso, cacau em pó.
  • Gérmen de trigo.

Alimentos recomendados

salmão é um alimento recomendado para cuidar das articulações

Em um plano alimentar para cuidar das articulações, ingredientes saudáveis ​​e de baixa caloria devem ser incorporados, o que ajuda a reduzir a inflamação. Felizmente, há uma grande variedade de opções para criar pratos e, ao mesmo tempo, seguir uma dieta balanceada.

Esses alimentos se caracterizam por apresentar em sua composição ácidos graxos do tipo ômega 3. Segundo estudo publicado no  International Journal of Molecular Sciences, o consumo frequente desses nutrientes auxilia no controle dos processos inflamatórios e na redução do risco de patologias metabólicas.

  • Abacate.
  • Arroz integral.
  • Ervas e especiarias.
  • Vegetais frescos.
  • Frutas ricas em água.
  • Sementes de Sesamo.
  • Sementes e óleo de linho.
  • Além disso, quinoa e amaranto.
  • Leguminosas (lentilhas, grão de bico, feijão).
  • Nozes, avelãs e sementes de girassol.
  • Azeite de oliva extravirgem prensado a frio.
  • Peixes gordurosos como salmão, sardinha ou atum.

Conselhos de alimentação para cuidar das articulações

Para manter uma boa alimentação para cuidar das articulações é bom aplicar alguns conselhos básicos que complementam a nutrição.

Limitar o consumo de sal

É importante limitar o consumo de sal para cuiar das articulações

Os alimentos que contêm muito sódio podem incidir no surgimento da retenção de líquidos. Além disso, devido ao fato de que este problema aumenta os níveis de inflamação, conduz à crise de dor articular e fatiga.

Ingerir bastante água

Tomar líquido o suficiente ao longo do dia pode ajudar a proteger a cartilagem contra o desgaste precoce. Este tecido se encarrega de cobrir os extremos dos ossos para que as articulações se movam sem dificuldades. Se se deterioram, aumenta a inflamação e a dor.

Comer legumes 3 vezes por semana

Comer legumes 3 vezes por semana

Por sua vez, as leguminosas são uma fonte interessante de carboidratos complexos e proteínas vegetais. Portanto, seu consumo 3 vezes por semana ajuda a manter o gasto energético ideal. Além disso, ajuda a manter uma boa saúde muscular e articular.

Além disso, esses tipos de alimentos são ricos em fibras. O consumo frequente dessa substância aumenta a diversidade da microbiota intestinal. Essa situação promove a gênese de ácidos graxos de cadeia curta com caráter anti-inflamatório, segundo estudo publicado na revista  Gut Microbes.

Melhore sua dieta para cuidar das articulações

Para prevenir o desgaste das articulações, é necessário realizar uma série de mudanças na dieta alimentar. A inclusão de alimentos ricos em ômega 3 na dieta ajuda a controlar a inflamação e a reduzir o risco de problemas degenerativos. Também é fundamental restringir a ingestão de produtos processados.

It might interest you...
Suplementos para conservar as articulações
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Suplementos para conservar as articulações

É conveniente começar a cuidar das nossas articulações para evitar complicações que possam afetar nossa saúde geral. Veja alguns suplementos.



    • Valenzuela CA., Baker EJ., Miles EA., Calder PC., Eighteen carbon trans fatty acids and inflammation in the context of atherosclerosis. Prog Lipid Res, 2019.
    • Buoite Stella A., Gortan Cappellari G., Barazzoni R., Zanetti M., Update on the impact of omega 3 fatty acids on inflammation, insulin resistance and sarcopenia: a review. Int J Mol Sci, 2018.
    • Morrison DJ., Preston T., Formation of short chain fatty acids by the gut microbiota and their impact on human metabolism. Gut Microbes, 2016. 7 (3): 189-200.