Água de cevada: benefícios, contraindicações e receita

Há um interesse crescente em usar a cevada como ingrediente benéfico para a saúde. Uma forma interessante de fazer isso é preparar essa bebida refrescante.
Água de cevada: benefícios, contraindicações e receita

Última atualização: 17 Maio, 2021

Típica de algumas regiões da Espanha e de alguns países da América Central, a água de cevada é uma bebida refrescante com propriedades nutricionais.

Embora nos últimos tempos tenha se tornado moda graças às suas alegações de saúde, nem todos os seus benefícios são apoiados pela ciência. Por isso, é conveniente estar alerta e saber mais sobre o assunto.

O que é a água de cevada?

Esta é uma bebida preparada com esse cereal ao ser fervido com água e um pouco de limão. Depois de pronta, pode ser aromatizada com canela e até adoçada com açúcar ou mel.

Podemos encontrar duas versões diferentes, porque às vezes coa-se a água descartando-se os grãos de cevada. Outras vezes, podemos manter esses grãos na bebida.

É importante levar isso em consideração, uma vez que a composição nutricional, o valor energético e os benefícios para a saúde são muito diferentes em ambos os tipos. O principal motivo é que, quando o grão de cevada é descartado, a fibra também se perde.

5 benefícios de beber água de cevada

Em muitos dos locais onde esta bebida é conhecida, as pessoas a consomem graças à sua característica refrescante, mas também pelos efeitos positivos que pode ter na prevenção de algumas doenças. Como dissemos, isso só se aplica se a bebida contiver os grãos de cevada.

1. Proporciona nutrientes

A cevada é um dos grãos mais antigos conhecidos e hoje é consumida em regiões do Oriente Médio, Norte da Europa e América do Sul.

Embora pareça familiar para muitas pessoas pelo seu uso na fabricação de cerveja, ela tem uma composição nutricional muito relevante, por isso vale a pena considerá-la como um alimento a mais da dieta. A cevada fornece o seguinte:

  • Presença de fibra solúvel.
  • Folatos e outras vitaminas do grupo B (B1, B3 e B6).
  • Minerais e oligoelementos como potássio, ferro, magnésio, fósforo, selênio, zinco e cobre.
  • Antioxidantes.
Grãos de cevada
Conhecemos a cevada por fazer parte da fabricação da cerveja, mas sua água também é comum em muitas culturas.

2. Ajuda a controlar os níveis de colesterol no sangue

Nos grãos de cevada existe um componente muito interessante para combater os altos níveis de colesterol e outras gorduras no sangue: as fibras beta-glucanas.

Este é um tipo de fibra solúvel presente nos cereais, embora encontre-se em maior quantidade na cevada e na aveia, acima de outros como o trigo e o arroz. Em um estudo publicado no Americal Journal of Clinical Nutrition, uma maior diminuição no colesterol total e no LDL ou colesterol ruim foi observada em dietas que contêm cevada em comparação com o trigo integral.

A Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos reconhece a capacidade das dietas com baixo teor de colesterol e fibras de reduzir o risco de doenças cardiovasculares.

3. Regulação dos níveis de glicose

Há uma revisão de estudos científicos que analisou a capacidade dos alimentos com a cevada de controlar a glicose no sangue após a ingestão. Essa ação também se deve aos beta-glucanos, que reduzem o colesterol no sangue.

Esses dois benefícios juntos (controle da glicose e dos lipídios do sangue) reduzem o risco de doenças cardiovasculares e ajudam a proteger a integridade das paredes das veias e artérias.

4. Favorece os processos digestivos

O grão de cevada é um cereal com uma grande quantidade de fibras solúveis. Isso é benéfico para o sistema digestivo, pois ajuda a impulsionar o bolo alimentar e os resíduos não digeridos por todo o trato gastrointestinal.

5. Para controlar o peso corporal

Novamente, é a presença de fibra que facilita essa ação da água de cevada não coada. Muitos estudos sustentam a ideia de que dietas ricas nesse componente promovem a saciedade e diminuem a fome.

Além disso, tomá-la entre as refeições pode ser uma boa estratégia para evitar comer lanches com excesso de calorias, gorduras ou açúcares ao longo do dia.

Contraindicações da água de cevada

Muitos alimentos e bebidas que são seguros para o público em geral podem apresentar problemas ou sensações desconfortáveis ​​em algumas pessoas. Isso também pode acontecer com a água de cevada.

Diante disso, a melhor recomendação é introduzi-la gradativamente na rotina alimentar diária e abandonar sua ingestão caso apareça algum efeito adverso. Além disso, se você sofre de alguma doença ou faz uso de medicamentos, é necessário consultar o seu médico.

Transtorno digestivo

Um de seus principais componentes positivos também pode ser o culpado pelas suas desvantagens. A grande quantidade de fibra encontrada na água de cevada não coada pode causar flatulências, gases, inchaço abdominal ou cólicas estomacais.

Grandes quantidades de açúcar e calorias

Algumas receitas para fazer em casa e marcas industrializadas contêm entre seus ingredientes grandes quantidades de açúcar ou outros adoçantes. Verifique os rótulos com atenção antes de escolher qualquer bebida.

Além disso, embora seja uma bebida feita com água, quando não é filtrada ela tem como principal componente os grãos de cevada. Eles fornecem uma quantidade moderada de energia, portanto, é essencial limitar a sua ingestão.

Não é adequada para celíacos

Os grãos de cevada são um dos cereais que contêm glúten, portanto, seu consumo é contraindicado para os que sofrem de doença celíaca.

Receita para preparar água de cevada em casa e como bebê-la

Para fazer água de cevada em casa, você precisa do seguinte:

  • 3/4 xícara de cevada pérola ou grãos de cevada.
  • 2 limões.
  • 1/4 xícara de mel ou adoçante a gosto.
  • 6 copos de água.

O primeiro passo é lavar a cevada em água corrente até que fique limpa. Coloque em uma panela junto com a água e a casca de limão. Quando a água começar a ferver, abaixe o fogo e cozinhe por cerca de 30 minutos.

Passado esse tempo, a preparação pode ser coada e guardada em uma jarra de vidro ou garrafa. Reserve os grãos de cevada para uso posterior: podem ser misturados ao iogurte, adicionados a uma salada ou sopa de legumes.

É preciso lembrar que, sem a cevada, esta é uma bebida de baixa caloria (dependendo do adoçante e da quantidade utilizada), mas perde todas as propriedades que a fibra proporciona. Você também pode manter a cevada com a água e tomar tudo junto.

Com os estudos científicos disponíveis, é difícil estabelecer as quantidades adequadas de consumo. Uma publicação do European Journal of Clinical Nutrition detalha que o beta-glucano da cevada pode ter diferentes pesos moleculares e, consequentemente, seu efeito varia para a mesma dose.

O que parece razoável é aconselhar um consumo moderado em combinação com uma dieta e hábitos de vida saudáveis. Esses são os pilares com base nos quais a ingestão da bebida permite obter os benefícios mencionados.

Água de cevada
As contraindicações da água de cevada têm a ver com distúrbios digestivos associados às fibras.

Água de cevada com os grãos

A água de cevada, seja coada ou com os grãos presentes, é uma bebida que oferece a possibilidade de refrescar e hidratar com um sabor agradável. No entanto, é necessário monitorar seu consumo se ela tiver açúcares ou adoçantes adicionados.

Quando é feita em casa, pode-se obter um sabor diferente e original adicionando laranja, ervas frescas ou alguns temperos na hora de guardar para o consumo. Conserve na geladeira, de preferência em uma jarra ou garrafa de vidro.

Embora a ciência tenha comprovado cientificamente os benefícios potenciais da cevada, é melhor introduzi-la na dieta lentamente e em quantidades moderadas. A água de cevada fornece nutrientes muito valiosos, ajuda a controlar o colesterol e a glicose no sangue, mas não é uma bebida milagrosa.

Portanto, a melhor maneira de aproveitá-la ao máximo é integrando-a a uma dieta variada baseada em alimentos frescos, além de fazer exercícios físicos, dormir o suficiente e manter um bom controle do estresse.

Pode interessar a você...
Como preparar um remédio com cevada para combater o colesterol alto
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como preparar um remédio com cevada para combater o colesterol alto

Embora seja conveniente consultar um especialista antes, os remédios com cevada são uma boa alternativa para combater o colesterol alto e preservar...



  • Abumweiss S.S, et al. β-glucan from barley and its lipid-lowering capacity: a meta-analysis of randomized, controlled trials. European Journal of Clinical Nutrition. Octubre 2010. 64:1472–1480.
  • Behall K.M, et al. Lipids significantly reduced by diets containing barley in moderately hypercholesterolemic men. Journal of the American College of Nutrition. Febrero 2004. 23(1):55-62.
  • FDA. Food labeling. Specific Requirements for Health Claims. Sec 101.81 Health claims : soluble fiber from certain food and risk of coronary heart disease. Abril 2020.
  • Mcintosh G.H, et al. Barley and wheat foods: influence on plasma cholesterol concentrations in hypercholesterolemic men. American Journal of Clinical Nutrition. Mayo 1991.53(5):1205-9.
  • Slavin J, Green H. Dietary fibre and satiety. Nutrition Bulletin. British Nutrition Foundation. Marzo 2007. 32(s1). 32-42.
  • Tosh S. M. Review of human studies investigating the post-prandial blood-glucose lowering ability of oat and barley food products. European Journal of Clinical Nutrition. Abril 2013. 67(4):310-7.